Augusto R. escreveu sobre Restaurante e Pizzaria Giovanni

Av do Contorno, 1790

Esse foi o dia escolhido, a partir de 1985, para ser o Dia da Pizza. Não me perguntem o porquê. Resolvi apenas comer uma nesse dia em homenagem a esse prato tipicamente italiano em uma pizzaria que estivesse fora do circuito “in” da cidade.
Apoiado no princípio de “pizza mesmo quando está ruim, está bom” fui no Restaurante e Pizzaria Giovanni, na Avenida do Contorno, 1790, Floresta, 3222 8787, no ramo há 50 anos. Todos conhecemos esse local quando olhamos para o lado de dentro da Contorno, ocupando uma extensa varanda sempre ocupada, bastante colorida de vermelho, verde e branco, com mutos cartazes, anúncios e faixas.
Tem um cardápio imenso, tem de tudo. O self service a R$20,00 o quilo impressiona pela variedade. Bom lugar para um encontro com turma grande.
Os meus dois acompanhantes desistiram da homenagem e comeram uma Picanha Maturada, 500 gramas, R$65,00, para duas pessoas, acompanhada de farofa, fritas, arroz com alho e vinagrete. Apesar de estar muito boa, grande parte teve que ser levada num marmitex e virou um mexido no dia seguinte. Eu fui de brotinho à moda da casa, R$26,00, na expecativa de não arriscar, já que a espessura da massa, no garfo de uma mocinha na mesa ao meu lado, assustava-me.
E veio com sabor e estética à moda antiga. O ovo cortado ao meio e o tomate cortado em fatias de de meio centímetro mostrava que o pizzaiolo tinha matado a aula de estética. A qualidade do lombinho canadense indicava que o dono não estava interessado em frescuras gastronômicas.
Confirmou-se a máxima: estava ruim, mas estava boa.
Ambiente
Comida
Atendimento
Bebida
Custo-benefício
Preço $
Edmundo F. gostou