Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Bar Santo Graal?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f

Quer receber ofertas do Bar Santo Graal?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
2 estrelas
0
1 estrela
0
Notas específicas:
Ambiente
(6)
Comida
(4)
Público
(6)
Atendimento
(5)
Bebida
(5)
Custo-benefício
(5)
Dicas  (4)
janine figueiredo
DEIXAR O CARRO COM MANOBRISTA, É MUITO RUIM DE ESTACIONAR
janine f.
Júlia Galvão
Fica aberto até bem tarde! Pode chegar 1h e ainda dá pra começar a comer.
Júlia G.
Thais Rocha
Quem chegar mais cedo para o happy hour e ficar para a balada tem desconto no couver
Thais R.
Evelyn
Chegue cedo pra não pegar fila na porta. Foi o único inconveniente. Mas nada que tirasse o brilho do local.
Evelyn
Classificar por:
Opiniões   (8)
 
Surpreendente! Cadastrei o Santo Graal na categoria restaurante, porque achei injusto reduzí-lo à categoria de bar e não caberia somente em balada. De fato, é um restaurante que, depois de um determinado horário, vira balada: as pessoas levantam, as luzes entram em ação, a música fica mais alta. No material de divulgação da casa, eles se denominam como "lounge gourmet", o que, na realidade de Salvador, é quase que pretensioso demais. Quase nada aqui é lounge, quase nada aqui é gourmet. O que, sim, tem bastante, é muita casa se achando lounge e muita cozinha se achando gourmet.

À primeira vista, não parece ser uma denominação injusta. Ok, o Santo Graal é um lounge gourmet, com comida excelente, preços justos, bebidas maravilhosas e atendimento muito acima do padrão soteropolitano.

Ontem comi um ceviche que era muito bem servido, custava pouco mais de R$ 30,00 e chegou à mesa entre 5 e 10 minutos depois de termos feito o pedido - também, beirávamos as 2 horas da madrugada e já não havia quase ninguém por lá. Pedimos também um mojito que ficou pronto num piscar de olhos e tinha um sabor inesquecível. Os garçons e seguranças foram muito simpáticos e, na recepção, a única coisa que odiei foi ter que me cadastrar. Entendo a necessidade da casa em montar um mailling, mas existem maneiras menos desgastantes de fazer isso. Imagine quando a casa lotar e cada pessoa tiver que se registrar? Não precisa ser vidente pra saber que vai dar fila.

Quando você conseguir entrar (depois de se registrar e ser muito bem recebido), vai encontrar um ambiente interno MA-RA-VI-LIN-DO, com portas enormes, cadeiras antigas que mais parecem tronos, mesas confortáveis e baixinhas, palco pequeno, cabine de DJ, um bar lindo (que abre para a varandinha também) e um andar superior com varanda. Do lado de fora, numa pegada um pouco Pereira/um pouco área externa do Soho, muito mais descontração, cadeiras de diretor, mesas menores e vista para a rua.

Em resumo, é uma experiência válida. Faz bem para os olhos, para o paladar e, por incrível que pareça, para o bolso. Tudo na medida certa do Graal.
Dica: Fica aberto até bem tarde! Pode chegar 1h e ainda dá pra começar a comer.
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Dançar, Drinques
 
Bem localizado e bem frequentado, o bar está com uma programação de primeira. Já me disseram que até o global Alexandre Borges já esteve por lá. Gosto, particularmente, das sextas-feiras, quando a Banda Rock Forever toca clássicos do rock, como Elvis e Beatles. Sem falar que a decoração é super charmosa com lustres de cristal.
Dica: Quem chegar mais cedo para o happy hour e ficar para a balada tem desconto no couver
Bom para: Ir com amigos, Dançar, Paquerar
Thais Rocha:
Não comi nada por lá, Savs, por isso não sei sobre preços, mas vi passar porções de mini-sanduíches lindinhos (e com cara de gostosos) e vi que também servem comida japonesa
Conteúdo inválido
 
Ótimo....para uma noite descontraída com amigos e dança.
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Drinques, Dançar
 
Surpreendente! Cadastrei o Santo Graal na categoria restaurante, porque achei injusto reduzí-lo à categoria de bar e não caberia somente em balada. De fato, é um restaurante que, depois de um determinado horário, vira balada: as pessoas levantam, as luzes entram em ação, a música fica mais alta. No material de divulgação da casa, eles se denominam como "lounge gourmet", o que, na realidade de Salvador, é quase que pretensioso demais. Quase nada aqui é lounge, quase nada aqui é gourmet. O que, sim, tem bastante, é muita casa se achando lounge e muita cozinha se achando gourmet.

À primeira vista, não parece ser uma denominação injusta. Ok, o Santo Graal é um lounge gourmet, com comida excelente, preços justos, bebidas maravilhosas e atendimento muito acima do padrão soteropolitano.

Ontem comi um ceviche que era muito bem servido, custava pouco mais de R$ 30,00 e chegou à mesa entre 5 e 10 minutos depois de termos feito o pedido - também, beirávamos as 2 horas da madrugada e já não havia quase ninguém por lá. Pedimos também um mojito que ficou pronto num piscar de olhos e tinha um sabor inesquecível. Os garçons e seguranças foram muito simpáticos e, na recepção, a única coisa que odiei foi ter que me cadastrar. Entendo a necessidade da casa em montar um mailling, mas existem maneiras menos desgastantes de fazer isso. Imagine quando a casa lotar e cada pessoa tiver que se registrar? Não precisa ser vidente pra saber que vai dar fila.

Quando você conseguir entrar (depois de se registrar e ser muito bem recebido), vai encontrar um ambiente interno MA-RA-VI-LIN-DO, com portas enormes, cadeiras antigas que mais parecem tronos, mesas confortáveis e baixinhas, palco pequeno, cabine de DJ, um bar lindo (que abre para a varandinha também) e um andar superior com varanda. Do lado de fora, numa pegada um pouco Pereira/um pouco área externa do Soho, muito mais descontração, cadeiras de diretor, mesas menores e vista para a rua.

Em resumo, é uma experiência válida. Faz bem para os olhos, para o paladar e, por incrível que pareça, para o bolso. Tudo na medida certa do Graal.
Dica: Fica aberto até bem tarde! Pode chegar 1h e ainda dá pra começar a comer.
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Dançar, Drinques
 
Apesar do ambiente e do público serem bons, na minha opinião, o custo da cerveja é fora da realidade de Salvador. Quase R$10,00 uma long neck. Vai quem pode! rsss...
Bom para: Ir com amigos, Casais, Ir sozinho, Ir de madrugada, Happy hour, Vinho, Cerveja, Drinques, Realizar eventos pessoais, Dançar, Paquerar
Enviado
via Android
 
Como eu fui na festa da fiiiirrrrma, não sei preço de nada. O que posso falar é do atendimento, comidas e bebidas e do ambiente. E começo pelo ambiente: realmente o lugar é bem bonito. Fosse em Sampa e/ou Rio, seria um templo de funk e música eletrônica. Gente bonita na entrada, leia-se mocinhas com pinta de modelo, os seguranças foram educados e simpáticos - na medida do possível - e me encaminharam para o mezanino, onde estava a mesa reservada para nós. São ao todo 3 ambientes, o lounge da frente, uma aréa maior onde fica o palco e o mezanino com sofás, cadeiras modernetes, um banheiro bem bonito e o dj.

Da comida, achei alguns dos petiscos pretenciosos, mas o sabor era bom, no geral. Gostei de algumas das bruschettas e dos espetinhos de camarão. Tinham drumetes com molho barbecue e purê de batata - tenso no finger food, mas gostosinho. Também rolaram uns temakis, mas sem mto sucesso na mesa.

De beber tivemos chopp, bem geladoa no começo, nem tanto assim no final, e roskas. Aprovo a de.morango e a de tangerina. Especialmente tangerina. Senti falta de sabores como cajá e umbu, mas acho que a casa é "chique" demais para isso. Água em garrafinhas pequenas, refris em lata e suco de.laranja tb rolaram.

Fomos numa sexta, dia de música sertaneja. Definitivamente estava mais feliz com o dj e seu pop/r&b disfarçado de música eletrônica. Mas, depois de 3 roskas, até dancei. O espaço perto do palco é legal, mas moças só levem os namorados se forem mais desencanadas. Pode ser q eu esteja velha pro "gente bonita em clima de paquera", mas a quantidade de mulher vulgar e a perigo foi tão grande que até eu, que dançava com um amigo, fiquei incomodada. O número de "piriguetes" tb é alarmante. Parevem todas estavam em modo de caça. Temço :B

Para finalizar, o atendimento. Acredito que quem esteja no bar se estresse menoa. Encosta, pega sua parada e segue a vida. Lá nas mesas, as chances de conseguir uma roska variavam de poucas a escassas, depois q a banda começou. Antes disso o atendimento era só relapso e preguiçoso. Aquela coisa do mal atendimento tão comum na Bahia. Mas depois da banda eu levei que 1h esperando o cardápio - a parte da festa da empresa tinha acabado e resolvemos estender - mas não veio. Desisti e deixei para lá.

Confesso que não sou o público da casa, pelos preço, pessoas e sua música e muito provavelmente não volte, mas custava me atender bem? Salvador precisa educar seus prestadores de serviços!!!!
 
O clima é delicioso: música boa, ambiente agradável e bebida sempre gelada!
Dica: Chegue cedo pra não pegar fila na porta. Foi o único inconveniente. Mas nada que tirasse o brilho do local.
Bom para: Ir com amigos, Casais, Ir sozinho, Ir de madrugada, Cerveja, Drinques, Dançar, Paquerar
 
AMBIENTE REQUINTADO, GENTE BONITA, COMIDA BEM SERVIDA.
Dica: DEIXAR O CARRO COM MANOBRISTA, É MUITO RUIM DE ESTACIONAR

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-in

Total de check-ins
1
Seus check-ins aqui
0