Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Rolando Massinha?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f
Rolando Massinha

Rolando Massinha

Av Sumaré, 1089 - na Selleta Liengerie
Perdizes - São Paulo , SP


Preço por pessoa:

$ (Até R$25)

Categoria:
Restaurante Italiano
Ranking: #73 de 387
Site oficial:
rolandomassinha.com.br
Horário de funcionamento:
Seg. a Dom.: 19h às 23h
Primeira opinião por:
Paula Th

Quer receber ofertas do Rolando Massinha?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas específicas:
Ambiente
(10)
Comida
(10)
Atendimento
(11)
Bebida
(8)
Custo-benefício
(11)
Dicas  (7)
Paula Th
Aproveite para conhecer quando estiver na região.
Paula T.
Daniel Carlos Gomes Neto
Experimente o fiori com molho à bolonhesa e calabresa
Daniel C.
Carlos & Denise - Tabeteimasu
Chegue cedo pois algumas massas acabam rápido
Carlos &.
Eni S.
Coma no local e saboreie tudo com o clima natalino das árvores enfeitada da Av. Sumaré.
Eni S.
Classificar por:
Opiniões   (20)
 
Mais uma vez uma viagem trouxe sorte a este blogueiro, e vou explicar ao raro leitor o motivo desta afirmação.

Chegamos a São Paulo para nos apresentarmos no Golfest, evento promovido pela Volkswagen em comemoração aos 30 anos do carro Gol, que aconteceu no Sambódromo do Anhembi, e que também teve Titãs e Arnaldo Antunes como atrações.

Na noite anterior ao show, saí da casa de nossos amigos catarinenses da banda Aerocirco em busca de uma padaria em que pudesse lanchar antes de dormir, mas sem esperanças de encontrar algum lugar que se encaixasse nos critérios do blog.

Pois bem, ao descer a Rua Caiubí, onde está localizada a Aerocasa, no bairro Perdizes, sob uma fina garoa paulistana, não andei mais do que 100 metros até me deparar com uma Kombi branca ano 1996, adaptada para ser uma cozinha, com fogão industrial, pia de mármore e azulejos, onde as especialidades são as massas frescas. Ou seja, estava diante de uma autêntica cantina italiana sobre rodas.

Não tive outra reação a não ser chegar mais perto e puxar papo com o simpático, brincalhão e vendedor nato Rolando Vanucci, que com o tempo se tornou o Rolando Massinha, mesmo nome de seu carrinho.

Há três anos, de segunda a domingo, inclusive nos feriados, a partir das 19 horas, Rolando estaciona sua perua na esquina da Rua Caiubí com a Avenida Sumaré, coloca seu avental de chef, distribui mesas e cadeiras de plástico embaixo do toldo de uma loja de lingeries, e prepara diariamente cerca de 40 pratos de 250 gramas cada, compostos por uma massa, um tipo de molho e duas fatias do pão italiano preparado na tradicional padaria São Domingos, localizada no bairro do Bexiga e que em 2013 completa cem anos de existência.

São 11 opções de massas caseiras pré-cozidas, que são aquecidas em água fervente no momento em que o cliente faz o pedido. Entre elas estão o nhoque de mandioquinha, o fettuccine de espinafre, o capeletti de carne, o ravióli de frango e requeijão e, é claro, o espaguete, com preços que variam de R$10 a R$15. Os molhos estão disponíveis em três sabores: ao sugo, bolonhesa com calabresa e quatro queijos.

É Rolando Massinha quem escolhe o meu prato, o fiori recheado com muçarela e orégano e coberto com molho à bolonhesa com calabresa (R$13). O fiori é uma espécie de ravióli em formato de meia-lua, e o molho que o acompanha é intenso, presente, de muita personalidade, sendo picante na medida certa. O segredo está na combinação dos ingredientes e dos temperos. Noz moscada, pimenta calabresa, alho, pimentão vermelho e azeitonas verdes se misturam harmoniosamente com o molho de tomate Pomarola (sim, é molho enlatado, mas não parece), com a carne bem moída e com a lingüiça calabresa, que tem o seu diferencial no fato de ser curtida em vinho tinto. Este molho é o grande hit do local. Rolando, inclusive, o preparou no programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga.

O molho ao sugo é preparado da mesma maneira, porém sem o uso de carne bovina moída e de lingüiça calabresa.

Sobre as mesas ficam queijo parmesão ralado de boa qualidade e o honesto e tradicionalíssimo azeite Gallo. Ou seja, o necessário para acompanhar a massa.

Com clientela familiar, a limpeza do local impressiona, e a qualidade das refeições não deixa nada a desejar a bons restaurantes e cantinas, com a vantagem do preço e do atendimento de Rolando, que em poucos minutos já trata os clientes como velhos amigos. Em breve, ele pretende oferecer um serviço de entrega em domicílio.

O pernambucano Rolando Vanucci foi para São Paulo ainda criança e morou durante cinco anos em Belo Horizonte, onde passou dificuldades e chegou a dormir na rua, mas onde também aprendeu a preparar o seu famoso molho à bolonhesa com calabresa.

Hoje ele vive com mais estabilidade, e graças à qualidade de suas massas é figurinha carimbada em programas de televisão e em matérias de jornais e revistas importantes.

A informalidade é o grande barato do local, e se você estiver passando pela esquina da Rua Caiubí com a Avenida Sumaré, com certeza irá avistar uma Kombi. Passe por lá e tente responder à pergunta que Rolando Massinha fará a você: "E aí, já experimentou um molho melhor que este?".

*Preços referentes à data de 13 de junho de 2010, quando esta matéria foi postada no blog "Baixa Gastronomia por Nenel"
Dica: Experimente o fiori com molho à bolonhesa e calabresa
Bom para: Ir com amigos, Jantar, Gastar pouco
 
Moro bem perto da Av Sumaré aqui em sampa, e numa das esquinas movimentadas da avenida tem uma van (kombi) toda encrementada que é um restaurante ambulante! Muuuuuuuuuuuito limpo, bem organizado, belas panelas, bem servidos.
A história do Rolando Massinha é impar! - "Palmeirense e neto de italianos, a Kombi de Rolando Massinha está na rua desde 2007. “Inventei essa loucura há 19 anos. Estava passando por uns carrinhos de hot dog e outras comidas em Belo Horizonte quando veio a luz. Por dificuldade financeiras não levei pra frente”. Depois de aventuras em outras áreas – ele foi empreiteiro de obras e gerente de loja -, Rolando conseguiu montar o negócio. “Foi tudo muito rápido, juntei um dinheiro e comprei a Kombi. Depois de vinte dias estava aqui.”
A Kombi branca, que antes vivia dias mais convencionais nas mãos de um vendedor de cachorro-quente, foi comprada em um impulso.“Liguei para o dono que estava vendendo a Kombi e pedi o número de sua conta bancária para eu depositar o dinheiro. Ele perguntou se eu não iria ver o carro antes. Eu disse que não, que estava tudo certo.” O faro de Rolando Massinha estava certo.“No dia em que parei aqui, não acreditei, vi que tinha conseguido. Hoje é só eu estacionar que já lota de gente.” -
Dica: prove nhoque com molho a bolonhesa com calabresa!
Vânia MG:
Ai menina, estou tentando ir lá faz mto tempo... inclusive nessa sexta passada eu cheguei a arriscar e encontrar a kombi fechadinha já.... :9 Ta díficil... adorei a resenha!
Conteúdo inválido
 
Quando a Vy me deu um reply dia desses no Twitter falando do Rolando Massinha, enchi o saco dos meus amigos para irmos para lá. Afinal, depois da faculdade, nada melhor que comer comida italiana com preço bom.

O Rolando Massinha fica na Sumaré, entre a Avenida Sumaré e a Rua Caiubi. O restaurante é uma kombi e as mesas ficam num estacionamento de uma loja de lingerie. Um tanto quanto diferente.

Já sentimos o cheiro do molho sendo feito de longe. E o chef Rolando nos atendeu pessoalmente. Em quesito de atendimento achei nota MIL, uma simpatia de pessoa. E pelo jeito, muitissimo querido, conversa com todos os clientes que aparecem por lá.

Os pratos servem bem para uma pessoa e todos acompanham 2 fatias de pão italiano. E é tudo feito na hora. Ah sim, agora ele também serve vinho que sai entre R$5 a R$7.

Eu pedi um cappelletti ao molho bolonhesa e calabresa. A massa saiu por R$10,00. O molho é o que faz a diferença. Além de cheiroso, é caseiro e uma delícia.
Rolando Massinha

A minha amiga foi de fettuccine de espinafre ao molho sugo:
Rolando Massinha

Funciona apenas no período da noite (pois é quando a loja de lingerie fecha) e dica: chegue cedo, porque lota.
 
Mais uma vez uma viagem trouxe sorte a este blogueiro, e vou explicar ao raro leitor o motivo desta afirmação.

Chegamos a São Paulo para nos apresentarmos no Golfest, evento promovido pela Volkswagen em comemoração aos 30 anos do carro Gol, que aconteceu no Sambódromo do Anhembi, e que também teve Titãs e Arnaldo Antunes como atrações.

Na noite anterior ao show, saí da casa de nossos amigos catarinenses da banda Aerocirco em busca de uma padaria em que pudesse lanchar antes de dormir, mas sem esperanças de encontrar algum lugar que se encaixasse nos critérios do blog.

Pois bem, ao descer a Rua Caiubí, onde está localizada a Aerocasa, no bairro Perdizes, sob uma fina garoa paulistana, não andei mais do que 100 metros até me deparar com uma Kombi branca ano 1996, adaptada para ser uma cozinha, com fogão industrial, pia de mármore e azulejos, onde as especialidades são as massas frescas. Ou seja, estava diante de uma autêntica cantina italiana sobre rodas.

Não tive outra reação a não ser chegar mais perto e puxar papo com o simpático, brincalhão e vendedor nato Rolando Vanucci, que com o tempo se tornou o Rolando Massinha, mesmo nome de seu carrinho.

Há três anos, de segunda a domingo, inclusive nos feriados, a partir das 19 horas, Rolando estaciona sua perua na esquina da Rua Caiubí com a Avenida Sumaré, coloca seu avental de chef, distribui mesas e cadeiras de plástico embaixo do toldo de uma loja de lingeries, e prepara diariamente cerca de 40 pratos de 250 gramas cada, compostos por uma massa, um tipo de molho e duas fatias do pão italiano preparado na tradicional padaria São Domingos, localizada no bairro do Bexiga e que em 2013 completa cem anos de existência.

São 11 opções de massas caseiras pré-cozidas, que são aquecidas em água fervente no momento em que o cliente faz o pedido. Entre elas estão o nhoque de mandioquinha, o fettuccine de espinafre, o capeletti de carne, o ravióli de frango e requeijão e, é claro, o espaguete, com preços que variam de R$10 a R$15. Os molhos estão disponíveis em três sabores: ao sugo, bolonhesa com calabresa e quatro queijos.

É Rolando Massinha quem escolhe o meu prato, o fiori recheado com muçarela e orégano e coberto com molho à bolonhesa com calabresa (R$13). O fiori é uma espécie de ravióli em formato de meia-lua, e o molho que o acompanha é intenso, presente, de muita personalidade, sendo picante na medida certa. O segredo está na combinação dos ingredientes e dos temperos. Noz moscada, pimenta calabresa, alho, pimentão vermelho e azeitonas verdes se misturam harmoniosamente com o molho de tomate Pomarola (sim, é molho enlatado, mas não parece), com a carne bem moída e com a lingüiça calabresa, que tem o seu diferencial no fato de ser curtida em vinho tinto. Este molho é o grande hit do local. Rolando, inclusive, o preparou no programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga.

O molho ao sugo é preparado da mesma maneira, porém sem o uso de carne bovina moída e de lingüiça calabresa.

Sobre as mesas ficam queijo parmesão ralado de boa qualidade e o honesto e tradicionalíssimo azeite Gallo. Ou seja, o necessário para acompanhar a massa.

Com clientela familiar, a limpeza do local impressiona, e a qualidade das refeições não deixa nada a desejar a bons restaurantes e cantinas, com a vantagem do preço e do atendimento de Rolando, que em poucos minutos já trata os clientes como velhos amigos. Em breve, ele pretende oferecer um serviço de entrega em domicílio.

O pernambucano Rolando Vanucci foi para São Paulo ainda criança e morou durante cinco anos em Belo Horizonte, onde passou dificuldades e chegou a dormir na rua, mas onde também aprendeu a preparar o seu famoso molho à bolonhesa com calabresa.

Hoje ele vive com mais estabilidade, e graças à qualidade de suas massas é figurinha carimbada em programas de televisão e em matérias de jornais e revistas importantes.

A informalidade é o grande barato do local, e se você estiver passando pela esquina da Rua Caiubí com a Avenida Sumaré, com certeza irá avistar uma Kombi. Passe por lá e tente responder à pergunta que Rolando Massinha fará a você: "E aí, já experimentou um molho melhor que este?".

*Preços referentes à data de 13 de junho de 2010, quando esta matéria foi postada no blog "Baixa Gastronomia por Nenel"
Dica: Experimente o fiori com molho à bolonhesa e calabresa
Bom para: Ir com amigos, Jantar, Gastar pouco
 
Buona notte, amigos! Estou aqui devolta no kekanto,vim aqui pois hoje fui ao evento ''O Mercado'' no Ibirapuera hoje 22.09.2013, Passei na barraca do Rolando Massinhas, e comi um nhoque acompanhado de molho com carne, te digo que gostei e recomendo!! Parabéns Rolando.

Forza Juve!!
Bom para: Famílias, Ir sozinho, Jantar, Vinho, Experiências gastronômicas
Borbas Azarite:
EE só pra tirar a dúvida: você é italiano da gema? A opinioão de um italiano sobre massa é mais valiosa que a de um brasileiro, né? hahaha
Conteúdo inválido
 
Esse cara já apareceu em VÁRIOS programas de televisão...
Eu vou confessar que quando vi não pus muita fé no negócio não, mas como sou curiosa, um dia estava de passagem e parei para provar...

Não é propriamente um restaurante, como se pode notar pelas fotos, mas como o site não tinha outra classificação que se enquadrasse melhor, ficou assim mesmo. rs

O Rolando serve uma massa caseira que eu classificaria como honesta: molho bem temperado, massa tem uma textura excelente e servida bem quentinha!
Os preço vão de R$13,00 a vinte e poucos reais. Alguém poderia achar que deveria ser mais barato, por se tratar de comida servida em uma kombi... mas digo que é um preço justo.

Não só a comida é boa, mas o atendimento é DEZ! O Rolando é um cara super simpático, que faz questão de perguntar se você gostou da massa, é um papo muito legal. Além disso ele é um APAIXONADO por comida e tem dicas ótimas de restaurante de TODOS os tipos! hahaha

Ele monta a kombi a partir das 19h. Mas eu recomendo chegar lá umas 19:30h, pois eu já passei lá antes e dei com o nariz na porta. E acredito que feche uma 23hr. Mas nunca fui assim tão tarde.
Também não recomendo sair do conforto do seu lar com a intençao específica de ir até lá. Porque eu já perdi a viagem 3 vezes! Se vc perguntar ele vai dizer que vai todos dos dias... mas não é bem assim, eventualmente ele tem outros eventos e acaba não indo...
Então, recomendo que se estiver na região passe lá para conhecer... mas se vc estiver longe talvez seja melhor pensar em outra coisa...

O atrativo do Rolando é justamente o inusitado! Imagine comer massa caseira sentado em uma Avenida movimentada de São Paulo!!! rs Eu que curto um programa diferente, achei o maior barato!!

Para os que fazem questão da sobremesa, atravesse a rua e tome uma banana-split na Sotozero (R$13,00) Na minha opinião a melhor banana-split da cidade!
Dica: Aproveite para conhecer quando estiver na região.
Bom para: Experiências gastronômicas, Ir com amigos, Ir sozinho, Ir com crianças, Jantar, Comida rápida
 
Depois de tantas opiniões boas finalmente fui experimentar a massa do rolando.
Realmente o estilo do Rolando é ímpar.
Quem diria que de um carro estacionado na calçada sairia massas tao bem preparadas e servidas até com requinte.
As massas do rolando tem uma textura um pouco mais macia do que o tradicional italiano, que é al dente. Mas, para meu paladar é otimo.
O molho é bem codimentado, portanto, quem está acostumado com molhos de tomate frescos podem estranhar um pouco, mas vale muuuiiito a pena experimentar.
Você também pode levar para viajem (eu levei duas massas diferentes).
É uma pena, no entanto, que ele nao sirva nenhum tipo de bebida alcoolica (podia servir pelo menos lata de cerveja) e também nao havia nada ligth ou zero, portanto, quem nao pode consumir açucar fica numa saia justa, tendo em vista que a massa já possui as quantidas de glicose suficiente para desbalancear o organismo e devido ao codimento do molho não dá para comer sem beber algo.
Dica: O molho vermelho vem com carne moida e liguinça, entao, para quem é vegetariano só resta o molho branco.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Janta rápida, Gastar pouco
Elayne Vilela Berbel:
Nobuyuki, as ressalvas sao para alertar os estomagos dos kekanteiros menos acostumados com comidas fortes. Mas, para aqueles que como eu adoram provar e conhecer todos os sabores, vale muuiiiito a pena.
Conteúdo inválido
 
Sabado de preguiça, mas com a pança cheia, estavamos passeando mais uma vez pelas ruas paulistanas. No retorno para casa, decidimos passar la no Rolando Massinha, localizado na esquina da Av.Sumaré com a Rua Caiubi dentro de uma combi.
Enfim, chegamos meio timidos, estava um pouco frio e só tinha uma mesa com uma pessoa conversando com o chef. Sentamos na mesa do lado e a menina que trabalha com ele nos explicou como funciona e anotou nossos pedidos rapidamente. 

Como estavamos ainda cheios em razão do almoço farto, pedimos somente um prato que foi o Fetuccine a bolonhesa (que era o unico molho do dia). 5minutos depois o proprio Rolando nos levou o prato e os refrigerantes. A quantidade era boa, algo que satisfez nos dois (mas a gente pegaria um para cada um se estivesemos com fome), 2 pedaços de pão italiano e queijo ralado. O bom foi saber que poderiamos pedir mais molho sem custo extra. Bela ideia!!!

A massa artesanal é feita na hora e estava gostosa, o molho segundo a Fah não sentiu que era natural mas tava otimo em razão do toque de apimentando da calabresa. Eu porem, achei muito bom o molho e da pra ver que é artesanal. Soubemos que ele fica mudando de molhos para não ficar toda a vez a mesma coisa, ela tem molho branco, alho e oleo entre outros.

Depois de alguns minutos chegou muita gente, familia, casais, amigos. Um casal até perguntou se tinha la por perto algum banco ou caixa 24h pq eles estavam sem dinheiro para pagar, sabendo disso o Rolando insistiu para que eles comessem la e que poderiam pagar depois. Com muita insistência o casal ficou. Outro lance que prestamos atenção quando ele explicava para a familia que chegou que não deixa uma pessoa comer um segundo prato. Como é pura carbohidrato e altamente calorico os nutricionistas não recomendam comer mais do que um prato e por isso ele não deixa. Ele não quer que seus clientes passem mal depois de ter uma overdose de massa deliciosa.

Para quem gosta de macarrão é um opção boa, para comer bom, barato e gostoso. Voltaria por que é bom e da pra matar a fome dentro de 10minutos. Excelente dica para as noites em vez de comer dog nas baraquinhas.
Bom para: Comer muito, Famílias, Janta rápida, Gastar pouco
 
Não sou de utilizar desses recursos, mas fiquei um tanto quanto indignada com a situação e resolvi compartilhar.
Eu e meu namorado estávamos para ir conhecer as massas do Rolando Massinha a muito tempo e ontem resolvemos fazer isso.
Chegamos ao ponto onde a kombi fica às 21h30, e já haviam pessoas aguardando.
A Kombi já estava estacionada, fechada e com um aviso de que o atendimento seria realizado das 22h00 às 2h00.
Ok, esperaríamos meia hora sem nenhum problema.
As 22h, um funcionário chegou, levou a kombi e trouxe a outra que estava do outro lado da avenida, estacionou, abriu a kombi e os funcionários começaram a se arrumar.
Daí avisaram que ferveriam as massas e que umas 22:40 começariam a pegar os pedidos.
Agora vem a minha indignação, se o atendimento começa as 22h, o MÍNIMO esperado era que os funcionários chegassem, abrissem e começassem a ferver as massas antes do horário, para que as 22h o atendimento realmente começasse.
Fomos embora, achamos um falta de respeito com os clientes (que ficariam ali esperando por mais um tempo para serem atendidos) e por isso resolvi escrever aqui,
 
É uma van, localizada na Av. Sumaré, onde as massas são pré-cozidas e acondicionadas em porções individuais, bem servidas.
O cliente escolhe a massa e o molho de sua preferência e pode comer no próprio local ou levar para viagem.
Todas as massas são acompanhadas de um pacotinho de queijo ralado e duas fatias de pão italiano.
Há banquinhos no local e é bem limpo e organizado.
O custo gira em torno de R$ 17,00.
É uma delícia!
À essa época do ano, a Avenida Sumaré está com as árvores enfeitadas com pisca-pisca e está muito bonita.
Vale a pena conferir!
Dica: Coma no local e saboreie tudo com o clima natalino das árvores enfeitada da Av. Sumaré.
Bom para: Ir com amigos, Janta rápida
 
Recomendação para quem for: leve uma bolacha, um Club Social pois, apesar do atendimento começar as 22h, na verdade a Kombi chega nesse horário para começar a servir quase 1h depois.
Cheguei às 21h30 esperando o atendimento começar e na verdade a Kombi CHEGOU nesse horário. Depois fomos informados que iriam esquentar as massas e preparar tudo para iniciar o atendimento lá pelas 23h. Não gostei disso e saí correndo de lá e parti direto para o Ragazzo.
Fica para a próxima.
Dica: Larguem de ser preguiçosos! Se o atendimento começa as 22h estejam lá antes!
 
Vale muito conhecer pela experiência de comer massa sentadinho na calçada, mas o sabor não é o mais marcante.
Serviço rápido e com ótimo atendimento e também aceitam cartão (crédito, débito e visa vale).
Bom para: Ir com amigos, Ir de madrugada, Experiências gastronômicas, Ponto turístico, Comida rápida
 
Ótimo lugar para comer uma massa de qualidade e receber um atendimento amistoso.
Eu recomendo a massa recheada com tomate seco e molho bolonhosa.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Jantar
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 20

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
7
Seus check-ins aqui
0