Rancho da Traíra

Endereço: Rua Machado de Assis, 556 , Vila Mariana - São Paulo , SP - Brasil - 04106-001

Telefone:

11 5571-30...

Clique para ver
Categoria:

Restaurantes Peixe / Frutos do Mar

  | Rank: 3º de 64

Serve peixes brasileiros, fritos e grelhados. 

Preço por pessoa

Bom para
Famílias

Primeira opinião
Bruno Yoshimura
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Horário de funcionamento
Seg.
12h - 15h
Ter.
12h - 15h e 18h - 23h
Qua.
12h - 15h e 18h - 23h
Qui.
12h - 15h e 18h - 23h
Sex.
12h - 15h e 19h - 23:59
Sáb.
12h - 16h e 19h - 23:59
Dom.
12h - 17h


Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Ar condicionado
  • Aceita reservas
  • 96 lugares
  • Couvert
  • Estacionamento: R$7,00 com valet


Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro
  • Reservar mesa (grátis)

http://br.kekanto.com/como-chegar/rancho-da-traira
Notas específicas:
Ambiente
(24)
Comida
(24)
Atendimento
(23)
Bebida
(22)
Custo-benefício
(23)
Dicas
Deem uma olhada na parte de combinados dos pratos, são bons e valem a pena. Uma Traíra pequena dá para 5 a 6 pessoas que comerem muito bem.
Renato F.
Aos finais de semana melhor chegar cedo para o almoco..
Cleide H.
Chegue cedo nos finais de semana
Euzébio F.
Melhore o atendimento e o preço
roberto m.
Prove o Caldo de Piranha!
Simone G.
Ver mais
Opiniões
Só de pensar dá água na boca... Você pede a traíra no tamanho da fome que tiver... rs
Ele vem inteiro e frito... Chega crocante e com aquele sabor caseiro!!!!
Uma vez li a historia de como tudo começou... Foi com um pescador oriental que fazia o peixe no próprio local onde pescava e se tornou famoso por essas delícias que chamavam a atenção de outros pescadores... Então abriu um restaurante em Mogi e depois esse na Vila Mariana...
Quando vou lá, sempre peço o peixe e o oniguiri (bolinho de arroz que os orientais sempre levam como um dos ítens da "marmita" para trabalho, PESCARIA, e outros lugares....)... Comida simples, mas com sabor de quero mais....
Peixes fritos vem super sequinhos. A porção "Asinha" é muito boa. Há também sashimis de pirarucu e de outras espécies de peixes. No almoço, há os executivos que saem bem mais em conta. Estacionamento com manobrista, pagos à parte, mas não é difícil achar lugarzinho nas ruas próximas. O proprietário está sempre presente, supervisionando o serviço dos funcionários. Não é barato o suficiente para ir no dia a dia (pelo menos para o meu bolso), mas vale a pena fazer visitas.
Que lugar lindo!! E que escondido! Estas foram as minhas duas primeiras impressões sobre o local que estava bem cheio (+-13h30, durante a semana), mas por sorte conseguimos uma mesa sem necessidade de esperar.

O garçom foi muito solicito e simpático, sendo que pedimos um prato que infelizmente não me lembro do nome, composto por 1/2 salada mogiana, arroz com camarão e a traira, é claro!

A salada veio primeiro, e já era um ótimo sinal do que nos esperava, pois estava tudo muito fresco, nada de tomates meio estranhos, ou folhas de alface murchas, tampouco palmitos duríssimos e intragáveis.

O arroz também estava bom, mas nada que marcasse, apenas executava bem o seu papel de acompanhar a estrela: a Traíra! Que delícia! Muito bem feito, sequinho, bem temperado, ótimo! E o mais importante, sem nenhuma espinha, nenhuma mesmo! Ou seja, para quem tem traumas de espinhas de peixe engasgadas durante uma semana na garganta é absolutamente lindo!

Detalhe: ao final ganhamos um vale traíra pequena para utilizarmos num período de 30 dias. Ótima maneira de fidelizar clientes, e se com certeza já voltaria, apenas anteciparei o retorno! *-*

Ao lado há um estacionamento, no entanto não encontramos dificuldade em parar na rua, no entanto acredito que durante a noite as ruas no entorno não devam ser muito movimentadas, então deve valer a pena.
Peguei o carro chefe da casa para conhecer, demorou uns 25 minutos, boa comida, preço médio pra alto, não sei se fui o sorteado mas o atendimento foi fraco quase péssimo, garçons sem uniforme, e o garço que tentou dar um atendimento mais decente estava precisando passar pelo menos um limão em baixo dos braços "CC" bravo, desanimado com o da Vila Mariana, quero tentar o da Bandeirantes, quem sabe dou sorte.
Conheci o Rancho da Traíra à convite dos tios da Yasmim, que decidiram almoçar aqui na segunda-feira de Carnaval. O lugar fica razoavelmente perto do metrô Ana Rosa, tem vallet de 7,00$ que recomendo porque é um tanto difícil encontrar uma vaga nas imediações, vale atentar as placas de "proibido estacionar" e as garagens para os espertinhos que tentarem a curva.

A fachada do restaurante engana pela simplicidade: é bem simples, tem uma parede de tijolinhos, um quadro negro indicando a "promoção do dia" e uma portinha vermelha que mais lembra a de uma residência, não fosse o letreiro superior. Logo na primeira parede é possível ver os quadros de indicações de revistas e mesmo do jornal japonês - que meu avô lia - "São Paulo Shinbun" que confirmam a idéia de que você está num lugar bem recomendado.

O ambiente interno é singular, com luminárias em formato esférico com iluminação confortável e panos pendurados ao teto completavam o efeito de tranquilidade do ambiente. Há ventiladores pelo salão e a temperatura é amena, confortável o suficiente para não esfriar os pratos. Se você parar para observar, a impressão é de que o restaurante é uma adaptação de uma residência e há vários enfeites por todo lugar, com destaque para a réplica da traíra em cima do armário.

Conseguimos uma mesa sem muita dificuldade em virtude do horário, mas garanto que o estabelecimento chega a ficar lotado. Quem nos conduziu à mesa foi o próprio dono do lugar, Koji Sakaguchi, muito disposto a nos atender.

O cardápio do Rancho é bem completo e há pratos para atender até os que não gostam de peixe. Mas para os fãs de carteirinha, aqui é o lugar porque tanto nas entradas e porções, como nos pratos principais, os aquáticos têm a sua vez: pintados, pirarucu, pacu, truta e a própria traíra são as iguarias da casa.

Passamos o couvert e como entrada, pedimos uma porção de camarões empanados (24,50$) e de rã (30$). Nunca tinha provado o anfíbio e até fiquei com receio, mas não é que é bom? Uma surpresa muito agradável! O camarão também estava no ponto, crocante e com limão ficou melhor ainda. O garçom foi gentil e trouxe o molho tártaro que foi um dos melhores que já provei.

Para o prato principal, escolhemos o carro-chefe da casa: a traíra. Os preços estão de acordo com o peso do peixe e o garçom sabe dimensionar o tamanho que melhor serve o cliente. Os preços são divididos entre pequeno (35 a 56$), médio (56 a 84$) e grande (de acordo com a disponibilidade). Ficamos com uma de tamanho médio para 6 pessoas e foi na medida. Ainda escolhemos um pintado para completar a refeição (100 gramas sai por 6$) e como acompanhamentos, o arroz (8,50$) e o pirão (16,50$). A comida demorou a chegar - creio que em virtude da demanda, o restaurante já estava bem cheio - mas estava uma delícia. Mesmo a Yasmim, que não é fã, provou e gostou.

Uma dica que dou é para os que gostam de comidas mais picantes: o restaurante oferece uma pimenta mexicana muito saborosa, que engana pois no começo só é possível sentir o aroma (depois a coisa esquenta!).

Indico o site do estabelecimento para conferir as fotos - bem melhores que as minhas - e demais informações, está bem atualizado e conta um pouco mais da história e dos peixes aqui servidos. Coloquei fotos do cardápio para que vocês confiram os preços, acho que ajuda bastante.

Uma promoção que está em vigência é a do "Volte Sempre": para quem gastar mais de 70$, um cupom que garante uma traíra pequena (até 35$) é concedido, lembro que só pode ser gasto de segunda à sexta. Vale a pena!

Para quem gosta mesmo de peixe e sabe como é difícil encontrar um restaurante como esse na capital, fica a recomendação de um lugar gostoso, com uma boa variedade e que preza pelos seus pratos.
Após tantos comentários positivos do restaurante, decidi ir com minha namorada.

Minha primeira impressão para quem não conhece muito o bairro é a de se perguntar: "Eu estou na rua certa?". Digo isso, porque ela parece residencial e mal iluminada.

Como outros já disseram, é quase obrigatório pagar o vallet haja visto que o bairro é residencial e tem pouquíssimas vagas na rua.

Porém, essa impressão foi facilmente tirada ao entrar no local.

Logo quando entramos, já veio a entrada: Pão, Berinjela e tilápia marinada.
Achei a entrada mal servida, mas vale a pena pegar pela tilápia marinada que é uma delícia.

Como prato principal, apesar do cardápio oferecer uma boa variedade, pegamos a famosa Traíra, que vinha acompanhado de um arroz que parecia um risoto de camarão.
A Traíra devido os comentários do Kekanto, eu já previa que seria muito gostoso. Indiscutivelmente um dos melhores peixes que eu já comi.
Agora, vale a pena comentar do acompanhamento.
O Risoto estava muito bem temperado e com muitossss camarões. Acompanhou muito bem a Traíra.

A parte de bebidas, tem tudo aquilo que se espera de um restaurante bom: cerveja Original, algumas cachaças mineira e sucos.

No final, ganhamos um voucher que nos dá direito a uma Traíra Pequena na próxima visita. Ou seja, com certeza voltaremos a comer nesse restaurente.
Decepcionante, li as resenhas anteriores e fiquei animado em visitar o restaurante, levei minha família, (outro erro) nunca leve sua família a um restaurante se você não sabe as surpresas que o aguardam. 1- cobram mais de 100 reais pelo quilo do peixe que virá no prato. 2- Nada...Nada acompanha o peixe, tudo você deve pedir a parte. Somos em cinco e gastei mais de 400 reais. 3- São proprietários do estacionamento e cobram 10 reais para o cliente utiliza-lo, (enquanto o restaurante é apertado eles mantém o estacionamento talvez pela receita que gera.) 4- O garçom muito grosseiro, gastamos Mais de 400 reais em 5 pessoas, ele simplesmente ao trazer a conta, JOGOU EM CIMA DA MESA NA FRENTE DA MINHA FILHA??? Tenho 43 anos, será que ele pensou que minha filha que estava na outra ponta da mesa pagaria a conta??? 5- Cobraram por refrigerantes, mas NÃO BEBEMOS REFRIGERANTES, tive que ir ao caixa, o senhor de origem oriental apontou um papelzinho que constava refrigerantes, olhando para mim com ar de reprovação...??? O que ele pensou que um papelzinho anotado por eles me fariam acreditar que bebi refrigerantes??? Paguei e tirei minha familia de lá imediatamente. Amigos se ainda desejarem ir a este local o risco é todo seu, todas as mesas estavam ocupados por pessoas de origem oriental, e talvez por isso se identificam com o proprietário. Pelo preço no mínimo o garçon e o proprietário deveriam nos tratar com mais educação.
Este lugar é bem especial! Muito simples e bem à vontade, comida deliciosa, peixes fresquíssimos!!!!! Eles tem uma promoção bem interessante: A cada R$ 70 consumidos, você ganha um vale traíra P de R$ 35,00 para utilizar na sua próxima visita ao Rancho, dentro de 30 dias, vejam no site http://www.ranchodatraira.com.br/mariana/promocoes.php?cdpro=1,
No meio da semana fui conhecer o Rancho da traíra por acaso.

Descobri que o rodízio de carro já havia voltado e eu estava próximo ao Cemitério da Vila Mariana por volta das 19:00. Abri o kekanto e foi através de lugares "por perto" que apareceu esse restaurante.

Ponto importante: tem estacionamento ao lado, pago, porém super pequeno.

O restaurante é bonito, aconchegante e não é muito grande. Tem algumas esculturas de traíra espalhadas pelo ambiente. Nesse dia fui a primeira a chegar, estava vazio.

Assim que sentei o garçom trouxe o cardápio e já deixou na mesa um couvert com pãozinho morno, manteiga temperada e uma espécie de ceviche.

De entrada pedi uma porção de rã que eu amo e é meio difícil de ser encontrado nos restaurantes. A porção veio bem servida,crocante e sequinha. Tem muitas opções de petiscos como a lula empanada, a costelinha de pacu, a asinha de pintado, o lambari e camarão que fazem sucesso.

O cardápio de cerveja não é muito extenso, mas tem muitas opções de bebidas.

Estava na dúvida de qual peixe escolher e pedi a ajudinha do garçom, ele sugeriu a famosa traíra frita, CLARO!! Sem espinhos e aberta. Tem em 3 tamanhos e por isso valor é variado. Para acompanhar pedi o risoto de camarão ao curry com pedaços de abacaxi.

Ambos estavam muito gostosos, mas a traíra se destacou com certeza. Tanto com molho ou com limão ela fica muito saborosa.

O valor é um pouco salgado, mas existem alguns combos que saem em conta.

Vale a pena experimentar!

Na saída recebi uma revista de pesca e um vale traíra no valor de 35,00 para a próxima visita.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 43

Nota geral Você conhece o Rancho da Traíra? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)