Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Praça Pan-Americana?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f

Quer receber ofertas do Praça Pan-Americana?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
5 estrelas
0
4 estrelas
0
Notas específicas:
Custo-benefício
(5)
Ambiente
(2)
Dicas  (13)
Classificar por:
Opiniões   (24)
 
Se o intuito de quem planejou a Pan-Americana era criar uma praça, errou feio. Não é uma praça, é uma rotatória para veículos, com alguns comércios ao redor. Para os pedestres, não tem função alguma além de perigo. Para os motoristas, ajuda os que estão na marginal e precisam adentrar aos bairros de Pinheiros, Lapa, Vila Madalena etc. (ela faz a ligação com a Ponte Cidade Universitária). É caminho também para o Parque Villa Lobos, e aos domingos funciona a ciclofaixa, que oferece um pouco menos de perigo aos que não estão de carro (aos ciclistas, pois os pedestres continuam nas mesmas condições). Há jardim mas não é arborizada, o que não permite nem que a gente sente por ali pra dar uma refrescada básica nos dias quentes. É um local que não cumpre sua função (função de ser praça, é claro).
 
Apesar do nome ser esse, não considero o lugar uma praça, para mim é apenas uma grande rotatória que fica congestionada quase sempre.

Raramente há movimento de pessoas na praça, algumas vezes há treinos noturnos de rugby, mas algo bem esporádico e acredito que fechado, sendo equipe de alguma faculdade.

O ponto positivo é que nos arredores há quase todo tipo de comércio de primeira necessidade, incluindo: bancos, supermercados, farmácias, restaurantes, entre outros.
 
A praça pan-americana não é bem uma praça, afinal, não tem nada para convivência.

Temos o conceito de que praça é qualquer buraco no meio do asfalto com grama, e nesse aspecto a praça pan-americana se encaixa, mas se formos levar em consideração que uma praça é um lugar de convívio comum, temos poucas em SP!

Há alguns monumentos e relativamente poucas árvores, além de pouquissimos assentos (de pedra, nem sequer são bancos).

Uma praça pra lá de sem graça.
 
Se o intuito de quem planejou a Pan-Americana era criar uma praça, errou feio. Não é uma praça, é uma rotatória para veículos, com alguns comércios ao redor. Para os pedestres, não tem função alguma além de perigo. Para os motoristas, ajuda os que estão na marginal e precisam adentrar aos bairros de Pinheiros, Lapa, Vila Madalena etc. (ela faz a ligação com a Ponte Cidade Universitária). É caminho também para o Parque Villa Lobos, e aos domingos funciona a ciclofaixa, que oferece um pouco menos de perigo aos que não estão de carro (aos ciclistas, pois os pedestres continuam nas mesmas condições). Há jardim mas não é arborizada, o que não permite nem que a gente sente por ali pra dar uma refrescada básica nos dias quentes. É um local que não cumpre sua função (função de ser praça, é claro).
 
Não é praça, apenas um terreno coberto por grama e cortado pela Pedroso. Na prática, é apenas uma grande rotatória, terreno para afixação de placas de trânsito e ponto de referência. O acesso ainda é difícil para pedestres. É cercada por comércio.
 
A Praça Pan-Americana é a praça, como disseram nas opiniões anteriores, a praça dos carros. Péssimo lugar para passar o tempo. Bom... É mais uma rotatória gigantesca com algumas árvores, por isso não é local pra convívio mesmo, mas dado o fluxo de pessoas que passam por lá, é necessário que criem faixas de pedestre nas ruas que acabam na rotatória. Atravessar já é difícil para pessoas jovens, imagine para mulheres grávidas e idosos.

Ah, não se deixem enganar pelas fotos do post.
 
Sabe uma praça? Então, a Praça Pan-Americana não é uma praça, apesar do nome dizer que é. Hahaha. Entendeu? Não? Que absurdo. É confuso, eu sei, mas é bem assim mesmo. Uma praça que não tem nenhuma característica de tal, mas leva o nome mesmo assim.
A mais cruel verdade que assombra a existência desse lugar é que a praça é apenas uma grande rotatória. Tudo bem, os espaços que fazem parte da praça tem algumas árvores, grama e uma estátua legalzinha. Mas é só isso. Não tem brinquedos, bancos, gente jogando xadrez ... nada disso!
Por isso, a mais triste realidade da Praça Pan-Americana é que ela não é uma praça. :( Praça da depressão! Que triste isso, não é? Mas enfim, o lado bom é que ela dá acesso para vários pontos importantes da região. E o comércio ao redor da praça também é ótimo.
 
KD os banquinhos pra sentar?
O máximo de "tranquilidade'' que tem nessa """""praça""""" são uns trabalhadores que de vez em quando tiram um lazer deitados na grama. (obviamente que nos dias de sol, até porque lá quando chove fica parecendo uma piscina...)
Por ser uma rotatória, tem trânsito por lodos os lados, literalmente. Agora eu pergunto: KD faixa de pedestre?
Não tem.

Basicamente, é um ponto de referência e as vantagens são as opções de serviço na região. Tem restaurante, mercados, bancas de jornais, bancos, papelaria, farmácia e posto de gasolina.
Conrado Maçon:
tirar um lazer deitado na grama? ahahahha imaginei uns executivos deitando na grama e olhando por céu, usando a pastinha como travesseiro
Conteúdo inválido
 
Pracinha meia boca que de praça não tem nada como já disseram aqui. Virou mais uma grande rotatória do que um lugar agradável para se apreciar. Se tiver um ou dois bancos por ali é muito e de fim de semana o que da vida a aquele lugar são as ciclofaixas.
O que vale é que ao redor dela tem muitos comércios, restaurantes e supermercados, mas ela em si não tem nada.
 
É uma rotatória com nome de praça - e só! Praça, pra mim que sou do interior, é aquele lugar pra levar o cachorro pra passear, com bancos, sombras, um comérciozinho bacana e tal.

A Praça Pan-Americana é uma não-praça! Sem lugar pra sentar, com poucas faixas de pedestres (principalmente pra quem vem da estação Cidade Universitária da CPTM), com nenhuma sombra e muitos - mas MUITOS - carros.

É um lugar difícil para o pedestre, mas bastante importante para o cara motorizado - une vias importantes, como todos que vêm da USP/Butantã/Marginal Pinheiros na altura da ponte Cid. Universitária, Pinheiros, Vila Leopoldina e Vila Ida. Ou seja, é sempre muito lotado.

Se for um transeunte, evite andar muito por essas áreas - opte pelas ruelas próximas - se for um cara de carro, evite horários de pico.
Dica: Evite ir a pé
Borbas Azarite:
É justamente isso! Você passa por ela simplesmente porque ela é seu caminho! Tem umas esculturas lá e ninguém nunca percebeu! Mó lugar chato! =p
Conteúdo inválido
 
Pra mim deveria chamar rotatória panamericana, ou de nada mesmo, porque de praça não tem nada, nem um "banquinho", nada.

Que praça que não tem um "banquinho" e um "senhorzinho" com um cachorro sentado? Mas enfim é uma rotatoria de respeito que merece atenção redobrada;) Além de ter todo o tipo de comercio ao seu redor: farmácia, McDonald's, Extra, Pao de Açucar e mjito mais.


 
A Praça Panamericana, na verdade, é um rotatória e o acesso a ela não é uma das melhores. Como é uma rotatória, muitas vezes fica difícil de atravessar a rua e entrar nela, pelo menos, tem alguns faróis que ajudam.

O bom dessa praça, pelo que vi, está sempre limpa e bem conservada. Além disso, existem pontos de ônibus para quem quer ir no sentido Pinheiros ou no sentido do Parque Vila Lobos. Existem também, alguns comércios ao redor da praça, como o Banco (Bradesco e Itaú), Pão de Açucar, Droga Raia, Leo Dolce e umas três bancas de jornais.
 
Uma praça que parece que é feita para carros, pois quase não há lugares para atravessar e é bem perigoso pois os carros passam em alta velocidade e em grande quantidade. Não há nada de atrativo nela e funciona mais como uma grande rotatória para carros
 
Para mim Praça Panamericana é apenas um local de passagem e trânsito matinal. Ela tinha todo potencial para virar uma bela praça pois fica em uma região movimentada e é uma das vias mais antigas da região. Sugiro que entrem na Droga Raia para verem como era a vista aérea décadas atrás, ela deveria ter chamado mais atenção da prefeitura e ser um ponto turístico.

Agora que ela está quase que conectada com a ciclovia e pista de corrida que vai até o parque Villa Lobos, quem sabe não se transforme em algo melhor.

Por enquanto, continuarei vendo a praça com um ponto de passagem que tem um McDonalds, uma farmácia, um banco e um supermercado - todos serviços muito úteis para quem passa horas por perto.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 24

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
134
Seus check-ins aqui
0