Praça da República

Endereço: Pç. da República , República - São Paulo , SP - Brasil - 01039-000

Categoria:

Praça

  | Rank: 4º de 61

Antigamente era conhecida como Largo dos Curros. Ali os paulistanos do século XIX se divertiam ao assistir os rodeios e as touradas da época. De lá para cá o nome do espaço mudou várias vezes. Já foi chamado Largo da Palha, Praça dos Milicianos, Largo 7 de abril, Praça 15 de Novembro e finalmente...  Ver mais


Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/praca-da-republica-20
Notas específicas:
Ambiente
(22)
Custo-benefício
(15)
Atendimento
(6)
Dicas
Todos os domingos tem a feira de arte e artesanato
Rodrigo B.
Ponto de saída do Free Walking Tour e saída dos ônibus executivos (Airport Service) que vão até o aeroporto.
Priscilla Z.
VÁ NO FINAL DE SEMANA E CURTA AS FEIRAS.
vicente j.
Experimente o bobó de camarão nas barracas, com vatapá e caruru.
Afonso W.
Free Walking Tour!
Thais J.
Ver mais
Opiniões
A Praça da República já teve vários nomes, mas foi em 1889 que ganhou o seu nome definitivo! :) Localizada no centro de SP, a praça é bem grande e conta com uma das saídas da estação do Metrô República, linhas vermelha/amarela. O antigo colégio Caetano de Campos, hoje sede da Secretária Estadual da Educação, divide espaço com a praça.

Nos fins de semana é realizada uma feira de artesanato com vários expositores. Tem de tudo! Desde quadros até aquelas esculturas de arame torcido. Ali perto também fica um ponto do Airport Service, você pode comprar a passagem ali mesmo para chegar até o aeroporto.

Já foi palco de muitos protestos e manifestações. O Sindicato dos Professores fica na frente da praça, a Secretária de Educação ali perto, então já ligou os pontos, né? rs Quando tem greve a região fica complicada!

Além dos habituais paulistanos apressados, a praça também recebe a visita de muitos turistas e o Free Walking Tour ( um city tour feito em inglês) da região central também sai da praça! :)

Assim como em outros espaços públicos, devemos ficar atentos aos nossos pertences, pois sempre tem um espertinho procurando um distraído para assaltar. Fora isso, aproveite e conheça a Praça da República, um dos postais de São Paulo! ;)
Quando fui lá já faz muito tempo foi na feirinha de artesanato que tem lá aos domingos,e quando eu vou fazer compras nem reparo no local,para não ter reparado na época é porque não tinha me chamado a atenção,ou a minha atenção só estava nos artesanatos(rsrsrs),já passei varias vezes na frente ,também nunca tive interesse de conhecer,mas agora da próxima vez que der passadinha ou for na feirinha vou observa-la mais atentamente .
A praça da República é um ponto turístico de Sampa, e tem muita história agregada, como podemos perceber pelos comentários anteriores. Depois da reforma ela ficou bem melhor. É imprescindível não passar por ela estando no centro de São Paulo.
Darei destaque para a feirinha de artesanato que tem aos domingos, e mais destaque ainda para a parte gastronômica, principalmente o Tempurá. E com muita segurança, afirmo que o tempurá vendido lá dá de 10 a 3 no que existe na Liberdade. O ruim de ir lá comer, é a imensa quantidade de pombos que ficam voando em nossas cabeças, tipo, dá nojo e medo deles darem uma "cagadinha" em vc derepente...hahahaha.
Tbm tem bastante morador de rua. Durante a semana é evidente a presença de pessoas se prostituindo, inclusive homens. Eu tenho um amigo q morava ali nas redondezas e me apontou o comportamento dos homens q estão ali se prostituindo. Basicamente, todos os q ficam sentados nas "gradinhas" ao redor da praça estão lá se vendendo, e se vc parar um pouco e observar, verá q é isso mesmo. Muito interessante para se fazer uma análise antropológica/sociológica.(a quem interessar)
A Praça da República é um lugar que tem dois lados. Um é muito bom e o outro nem tanto assim.

O lado bom é que ele é até que calmo no meio da correria de SP, e dá pra fazer uma caminhadinha despreocupada pela manhã. Também tem uma feirinha muito legal e com várias coisas pra se comprar. Eu particularmente adoro os artesanatos do pessoal de lá, um mais lindo que o outro.

Já o lado ruim é que como fica no centro de SP é a mesma coisa de sempre: muitas crianças e moradores de rua, e muitas vezes tem assaltos e coisas do tipo. Apesar do policiamento estar bem forte por lá nos últimos tempos ainda é meio difícil de se confiar totalmente em andar despreocupado, porque aquele lado do centro é meio complicado, todos que moram em SP sabem como é a coisa.

Mas deixando isso de lado, é uma boa opção se você for sair com amigos, família ou em casal. Ir lá e dar uma olhada no movimento, nas barraquinhas, e bem próximo fica a galeria do rock o que é uma coisa que eu acho legal por ser uma outra atração. Muitas vezes o pessoal sai da galeria e vai pra praça conversar e etc.

Eu realmente espero que cuidem melhor dessa praça, pois é uma das mais bonitas da cidade e uma das minhas preferidas.
É uma praça muito bonita, e pra chegar é só descer no metrô República.
Quando passei lá, tinha um pessoal vendendo quadros, pintados por eles mesmos, e uns carinhas tocando flauta. Ali na frente também tem a Central de Informações Turísticas, se você for uma pessoa perdidona como eu, eles te ajudam.
Só tomar cuidado com seus pertences e andar em grupos durante o dia, que não vai ter problema não.
Conhecido antigamente como Largo dos Curros, porque funcionavam aí no século XIX, rodeios e touradas, posteriormente, foi chamada de Largo da Palha, Praça das Milícias, Largo 7 de Abril, Praça 15 de Novembro e, finalmente, em 1889, Praça da República em homenagem a queda da monarquia (na verdade D.Pedro II cansado, desistiu de governar após conseguir seu intento em abolir a escravidão, ato assinado por sua filha, a princesa Isabel).
A feira de artesanato começou como uma feira de selos postais depois chegaram os colecionadores de moeda e veio crescendo com a chegada dos hippies e agora tem mais de 600 barracas com artesanato de diversas regiões do Brasil.
Nossas praças sofrem com a degradação e descaso com sua manutenção, o que é lamentável, porque é muito bonita, oriunda de uma época de glamour, tanto é que alí fica o Edifício Esther, com apartamentos de 400m², poderia ser como um Central Park minúsculo, e assim perdemos a memória e aprendemos a não valorizar nada, mas sem história, que tipo de futuro podemos esperar? História contém momentos felizes e infelizes para nos lembrarmos de nossa existência, que a vida também lutar pelo que acredita e valorizar os bons momentos e acontecimentos.
É uma das praças mais famosas da cidade, ponto de referência muito importante, ficando próxima tanto do centro financeiro (Paulista) quanto do centro velho (Sé, Anhangabaú), com estação de metrô que leva seu nome e várias linhas de ônibus com destino para muitos cantos da cidade que passam por ali.

Antes da abertura da linha 4 sempre pegava o metrô e descia ali para tomar um ônibus para casa. Durante o dia, aos fins de semana, a praça é um ótimo pra passear com a família, comer e conversar nos bares próximos (principalmente na Av. Ipiranga e Av. São João). Nos dias de semana é um lugar super movimentado, não indico para passeio, muito menos à noite, onde a chance de assaltos é grande (durante o dia também, mas menor).

Uma época bem interessante para conhecer a Praça da República (e outros lugares do centro) é durante a Virada Cultural, quando as ruas são fechadas para automóveis e só os pedestres circulam livremente. É um passeio muito bom e nesta praça às vezes colocam alguma atração do evento.
Desta feira, confesso que esperava mais. Por ser no centro, na república e tals. Mas acho uma feira bem sem gracinha.

Fui com dinheiro na mão e com expectativas. Mas voltei de lá apenas com uma saia, estilo comprida. Eu fiquei entediada, pois a maioria das barraquinhas que cheguei perto vendiam a MESMA COISA. Literalmente. Vendiam blusas/calças do mesmo estilo(a qualidade não era boa), uns artesanatos bem xoxos, nada demais.

O atendimento achei precário em todas as barracas que fui. Parecia que estava fazendo um favor àquele vendedor, já com aparência de sem paciência e cansado.

Enfim, se vocês estiverem por ali, no teatro ou na galeria do rock e estiver com tempo, visite... quem sabe você não acha um artesanato que você goste!? :)
Não costumo circular na Praça da República: esporadicamente eu passo no entorno de ônibus ou saindo do metrô. Ali também fica o prédio da Secretaria da (falta de) Educação do Estado de São Paulo... o conteúdo entre parênteses é por minha conta e muitos concordarão comigo.

Acho bem bonito o visual dos quadros expostos para venda naquela feira realizada aos fins de semana... mas creio eu que os produtos não se restringem apenas à pintura... no dia em que passei por lá havia também bijouteria artesanal e também peças em tricô / crochê e muitas outras coisas...

Assim como outros pontos ali do centro da cidade, há uma considerável concentração de moradores de rua e gente 'estranha' em geral: um corretor de imóveis anunciava um empreendimento com megafone no dia em que fizemos o São Paulo Walking Tour que saía dali... alguém compraria? Nem eu...

Acho péssima a falta de bancos ali próximo às arvores, mas dizem que é proposital para que os moradores de rua não fiquem por ali... ou seja, ao invés de resolver o problema de fato, arrumam uma solução das mais toscas e absurdas.

Enfim, vale pelo menos conhecer se você é turista ou mesmo se é paulista... afinal, quem nunca ouviu né mermo...
Neste ano, 2014, a Praça da República recebeu shows de Hip-Hop durante a Virada Cultural comemorativa de 10 anos. Várias influências da música passaram por seu palco, como por exemplo o Projeto Nave, SNJ e Rapadura.

A praça que é normalmente bem movimentada parou e lotou para os shows que rolaram em 24h de festa. Pelo local também era possível experimentar doces diversos, tempurá, yakissoba e o famoso pastel "de flango" da comunidade chinesa.

Não fiz a "apresentação da praça" porque outros ávidos visitantes já o fizeram, também já me manifestei sobre ela. Vim apenas destacar uma pequena parte cultural que aconteceu. Agora, para quem gosta de artesanato e feirinha gastronômica, passem pela Praça da República aos sábados e domingos. Em 2013 eu comprei um quadro bem bonito nesta praça, há diversos artistas de inúmeras artes (pinturas, esculturas, desenhos, artefatos decorativos, etc.).
A Praça da República também e um centro de Cultura, que atrai vários artistas para expor suas obras, muitas barracas de artesanato, gastronomia, tem um ótima feira cultural, com vendas de grandes obras primas, como quadros, artesanatos, esculturas... e comidas típicas. Uma praça muito linda, que dá acesso a vários outros pontos turísticos de São Paulo, com magnificas lojas.
A Praça da República é um dos mais tradicionais pontos de São Paulo, fica bem pertinho do metrô República.

Antigamente era muito mais perigosa, agora tem uma base da polícia militar que garante um pouco mais de segurança para quem quiser visitar a praça. Ainda assim, vale a pena tomar cuidado, pois passamos numa tarde de sábado e vimos várias pessoas suspeitas, até um cara tentando vender uma blusa roubada para outro que estava passando.

O que trás muita gente para a Praça também é a feira de artesanato que acontece aos finais de semana, tem muito artesanato e várias barraquinhas de comida.
A Praça da República fica localizada no Centro antigo de São Paulo.
Aos finais de semana tem feirinha de artesanato, comidas, pedras, roupas, etc.
Vale super a pena o passeio.
Para quem não está próximo da região, é melhor ir de metrô, sem problemas, o Metrô República tem diversas saídas para a região.
A praça é grande, arborizada e bonita! Merecia ser melhor cuidada, melhor policiada, melhor equipada para atrair ainda mais pessoas para o local, em busca de um bom lazer e um bom entretenimento.
Ao redor da praça, tem algumas lojas, para quem interessar.
Apesar do medo que dá, como qualquer lugar no Centro de SP e na maioria dos Lugares de SP eu gosto de lá.

É histórico, é bonito na sua antiguidade e simplicidade e pode ser considerado um ponto turístico. A revitalizada que a prefeitura de SP deu nesse lugar merece um pontinho positivo. Acho triste o abandono de alguns pontos históricos da cidade, foi bacana a iniciativa de voltara a olhar para eles.

A feira de artesanato é bem bacana também.
Se você é morador da cidade e nunca foi na feirinha eu super recomendo a visita, sempre com cautela, como em qualquer lugar do Centro e tendo em mente que é um feita de rua.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 40

Nota geral Você conhece o Praça da República? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)