Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Rancho 53 Sabores de Portugal?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
Rancho 53 Sabores de Portugal

Rancho 53 Sabores de Portugal

Rodovia Castelo Branco km , 53
Araçariguama , SP

Telefone: (11) 4136-1381

Desde a sua fundação, em dezembro de 1998, na cidade de Araçariguama/SP, o Restaurante Rancho 53 tem a sua história focada no respeito ao cliente e amor pelo que faz. No Rancho 53, você pode saborear pratos da cozinha portuguesa com destaque especial ao bacalhau. 


Categoria:
Posto de Gasolina
Site oficial:
rancho53.com.br
Formas de pagamento:
Crédito:
Débito:
Horário de funcionamento:
Seg. a Sab.: 9h às 23h
Dom.: 10h às 22h
Primeira opinião por:
Fernando O.
Detalhes:
Inaugurado em 1998
Estacionamento

Quer receber ofertas do Rancho 53 Sabores de Portugal?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas específicas:
Atendimento
(13)
Custo-benefício
(11)
Ambiente
(4)
Comida
(4)
Bebida
(2)
Dicas  (16)
Gloria
Vale se tiver passando por lá.
Gloria
Classificar por:
Opiniões   (32)
 
A gente estava indo pescar e como estava no horário do almoço, resolvemos ir nesse lugar que fica dentro de um posto no km 53. O lugar é grande e possui um estacionamento próprio do local.

O ambiente é bem legal, nas paredes possui alguns pratos de decoração e o lugar vende alguns produtos, como azeite e queijos.

Pedimos um prato chamado Bacalhau à Narciso, que serve duas pessoas a três pessoas e é composto por postas de bacalhau assado com azeite, alho, cebola, cheiro verde e pimentão. Acompanha "Batatas ao Murro". Gostei bastante do prato e é bem servido. O único problema desse prato é o preço. É caro, mas vale a pena experimentar. O atendimento do local é muito bom.
Dica: Bacalhau à Narciso
 
Parada na Castelo sentido interior.
Por fora, uma casinha portuguesa normal, que por dentro .. "Esconde" muitas coisas boas!

Depois da reforma, o rancho 53 ampliou suas instalações, principalmente na parte da conveniência. Agora é possível encontrar muuuuuuuitos produtos importados (não só de Portugal): massas caseiras, condimentos, temperos, guloseimas, azeites, queijos. A variedade é bem grande, e o preço proporcional à variedade, harárá. (Dos condimentos, fiquei tentada à comprar um sal marinho - "do mar Mediterrâneo", dizia a embalagem - quando fui da última vez. Compro na próxima vez).
Fora a rica conveniência, destaque para a adega de vinhos nacionais e importados, e para as louças portuguesas (que as mães sempre ficam babando).

Mas o destaque maior fica para a comida mesmo.
O bolinho de bacalhau é o melhor de todos que já comi. Sequinho, sequinho e suave! Quando chegar a bandeja cheia no balcão, peça rápido pois acaba na mesma velocidade.
Se não gostar de bacalhau, peça o sanduíche de calabresa com vinagrete (pode pedir com queijo). Muito saboroso!

Comi uma vez no restaurante. O bacalhau era muito bom, apesar de não lembrar de detalhes do prato.

Se não me engano, acontece um show de fado todas às quartas ou às quintas.

Estacionamento com bastante vagas.
Preço salgado ..
Atendimento rápido.
Dica: Bolinho de bacalhau, com certeza!
 
Um dos melhores bacalhaus da cozinha brasileira,vale o preço pelo sabor e qualidade. Bolinhos de bacalhau muito bons também, a sardinha também é especial,vale saborear.
Fica na Rodovia Castelo Branco próximo a entrada de Sorocaba e Itu.
Vinhos de qualidade bem como o atendimento,enfim,uma casa portuguesa com certeza.
Vale conhecer.
 
O Rancho 53 fica na Rodovia Presidente Castello Branco, no quilômetro 53. Nessa mesma entrada, há um posto de gasolina e um Graal (o Graal Tigrão). O “sobrenome” do restaurante é “Sabores de Portugal”, o que já diz tudo.
Fomos num domingo e chegamos lá às 14h20, aproximadamente. Ao entrar, você dá de cara com um mercadinho e se questiona se entrou no lugar certo. Caminhando mais para o fundo, encontra o restaurante e não tem mais dúvidas: pelo número de pessoas em pé, você chegou num restaurante com uma bela fila de espera. Pedimos mesa às 14h28, com promessa de espera de 1h. Pelo menos deu pra fazer uma resenha bem completa!
Nesse meio tempo, passeei bastante no mercadinho. Ele tem uma grande variedade de produtos alimentícios, tanto nacionais quanto importados – pelo que pude apurar, há produtos italianos, japoneses, espanhóis, americanos, dinamarqueses e (ahá!) portugueses. Os preços, no entanto, são um pouco salgados. O local tem também uma adega com uma bela variedade de vinhos e alguns alcoólicos menos convencionais, como absinto, grappa e licor de amêndoas amargas. E, por fim, vende também louças portuguesas e outros artigos de decoração.
A decoração da casa é cheia de vitrais e painéis de azulejos portugueses, retratando paisagens de Portugal ou cenas que lembram as Grandes Navegações. Às quintas-feiras, a partir das 21h, há fado ao vivo.
O banheiro (ou Casa de Banho) é espaçoso, iluminado e possui descarga automática, fio dental, Listerine, espelho de corpo inteiro e trocador.
Cabe dizer que eu não passeei tanto só para fazer uma resenha completa, não. É que lá falta lugar para sentar, de tanta gente que fica esperando. Pelo menos o ar condicionado é bom, e mesmo com a casa lotada, não fica abafado (demais).
Antes de sentar, pedimos um bolinho de bacalhau, que deve ter sido o maior que já comi. E que estava muito bom!
Às 15h53, finalmente fomos chamados para sentar. (1h25 de espera, é isso mesmo!) O atendente foi atencioso e rápido para pegar o pedido, como desejávamos. Os pratos são oficialmente para 2 pessoas, mas alimentam 3 – eu, meu pai e minha mãe não conseguimos acabar com o nosso. Pedimos um Bacalhau à Braz, no qual achamos que faltou um pouquinho de tempero, mas estava bem bom.
Alguns dos preços: refrigerante, R$ 3,90; água, R$ 3,00; suco de laranja, R$ 5,50; outros sucos, R$ 6,50; bolinho de bacalhau, R$ 5,80. A porção de bolinhos de bacalhau (que, pelo que entendi, deve ser pedida na mesa) custa R$ 21,90 e vem com 7 bolinhos. Os preços dos pratos assustam: afinal, não é todo dia que se paga R$ 150 num prato. Mas lembrando que são divisíveis por 3 pessoas, não fica tão terrível. Nossa conta, com 1 prato, 3 bolinhos de bacalhau e 3 refrigerantes, deu R$ 206,80.
Para chegar lá, fomos pelo Rodoanel, que “deságua” no km 20 da Castello. Dessa forma, pagamos 4 pedágios: 2 na ida (Rodoanel, R$ 1,40, e Castello km 34, R$ 6,40) e 2 na volta (Castello km 21, R$ 3,20, e Rodoanel, R$ 1,40). O estacionamento é grátis. Para sair e voltar para São Paulo, há um retorno já no km 54.
Em suma: é um lugar interessante, a comida é boa, mas não chegue tão tarde. Segundo a atendente, no sábado o local não é tão cheio, mas mesmo assim deve-se evitar chegar após as 13h30. E prepare o bolso!
Dica: Chegue cedo.
Bom para: Almoçar, Vinho, Famílias
Marco Antonio Moreira Silva:
Entre 1998 e 2001 eu trabalhei em Alphaville e costumava frequentar este restaurante ao menos uma vez por mês, geralmente durante a semana - na hora do almoço e as vezes nos finais de semana e sempre foi assim.. é bom chegar sempre antes das 13 hs.
Conteúdo inválido
 
Este é um dos restaurantes de estradas mais movimentado que conheço e fica localizado no Posto 53 do lado de uma lojinha de conveniências. Pedimos rapidamente um bolinho de bacalhau com 7 unidades que estava sensacional! E olha que eu nem sou um fã desses bolinhos (R$ 23,90).

Neste dia eu estava com muita vontade de comer carne e fritas, então não pedi o prato da casa (bacalhau) e escolhi o filé mignon com fritas (R$ 69). Ele demorou um pouco para chegar, mas deu para matar a fome com os bolinhos que ficam prontos em menos de 5 min.

Apesar do tempero ser apenas sal, a carne estava sensacional e super saborosa. É difícil encontrar um lugar que sirva um filé dessa qualidade.
Bom para: Almoçar
 
Incrível como nunca tinha parado neste estabelecimento.
Talvez porque por estar tão perto de São Paulo não costuma ser efetivamente um Pit Stop dos que viajam pela Castelo.

Ambiente: Embora o estabelecimento seja muito antigo (tradicional) todas as instalações encontram-se muito bem conservadas.

Todas as comidas são saborosas mas um pouco salgadas.
Preciso parar ainda um dia para experimentar os pratos principais de almoço que embora apresentem um preço bem salgados sempre foram bem recomendados.

A casa conta com uma boa loja de vinhos ainda (para presentes de última hora ou então para apreciar no local mesmo) mas o que achei muito bom é a parede deles de azeites.
Aqui se encontram todos tipos de azeites de todas as qualidade. Até garrafões de azeites muito bons são encontrados.
Claro que nada bom vem de graça, mas pelo já é uma boa alternativa. Quem sabe até um bom presente.
Dica: Azeites da Casa
 
Facilmente um dos melhores pratos de Bacalhau que já comi na vida. Pedi o Bacalhau à Narciso (Bacalhau em postas na brasa com azeite, alho, cebola, cheio verde e pimentão) que estava fantástico. As postas eram gigantes, o ponto do sal estava perfeito e apesar de muito azeite o prato estava leve.

O ambiente é bem legal com uma decoração portuguesa e o atendimento muito bom.

O que pegou um pouco foi o preço. O prato de bacalhau saiu por R$175 e serviu bem duas pessoas. Por quase R$90 a cabeça achei que o preço ficou salgado mesmo a qualidade do prato estando excelente.
 
A comida é boa, mas é beem cara! Um prato de bacalhau para 2 pessoas custa até R$170 (quem comeu disse que estava excelente).

Eu fui de filet mignon com fritas. Estava bem gostoso, mas não valia os R$70 que custou. Não vinha nem arroz de acompanhamento!

O ambiente é bem grande, tem muita mesa, e num sábado por volta das 14h estava vazio. Tem estacionamento no local.
 
Parei com os meus pais por curiosidade de conhecer esse lugar e posso garantir que é de primeira! Fica bem próximo à Castelo Branco e é tipicamente portuguesa. Ouvi de um senhor que frequenta o lugar que ele vinha de São Paulo só para comer a bacalhoada daqui.

O lugar é lindo e tem uma decoração peculiar, além de contar com inúmeros produtos importados lá da península ibérica, como azeites, vinhos e queijos. Como nós sempre passamos em meio a viagem, virou tradição pegar uma caixa de quindins e de bolinhos de bacalhau, ambos os melhores que já provei de todos os lugares que já fui. Os docinhos são leves e deliciosos, bem homogêneos e de um amarelo tão vivo que me deixa com vontade só de escrever; o bolinho é de bacalhau mesmo, macio, casquinha crocante e sabor forte com um leve toque de azeite, impossível comer apenas um.
Bom para: Ir com amigos, Casais, Vinho, Reuniões de negócios, Famílias
 
Fui ao Rancho 53 em um grupo de 4 no qual um deles já conhecia o local muito bem. Fomos num sábado, chegamos ás 13:30h. Minha opinião sobre o lugar, comida, serviço, etc
1. Local espaçoso com vários salões, não vi fila de espera.
2. Pedimos bacalhau em postas com legumes ( não lembro do nome do prato) e 2 porções de bolinho de bacalhau.
3. O serviço dou nota 6: trouxe o prato errado e esqueceu da bebida, depois que pedimos mais.

Vou comparar esse lugar com o Ora pois (Cantareira) e a Dona Felicidade (Lapa). Preço: nota 5. Comida: nota 7. Local: nota 9 Serviço: nota 6
Dica: Vale se tiver passando por lá.
 
Uma bom lugar para parar quando pegar a Rodovia Castelo Branco. O local tem uma decoração portuguesa e possui uma boa variedade de azeites e doces de leite.
Para mim o melhor de lá são os doces porgueses, como pastéis de belém e de amêndoas.
Nunca fiz uma refeição completa por lá, mas já ouvi falarem muito bem.
 
Tive um aborrecimento hoje, 03/03/14, no almoço. Espera de 50 MINUTOS sentado à mesa, enquanto comensais que chegaram depois foram servidos antes e o prato era o mesmo, bacalhau. Quando educadamente reclamei, tomaram providências mas o prato chegou visivelmente elaborado as pressas, e já não havia mais clima para saboreá-lo.
Fiz uma reclamação formal no site deles, vamos ver se eles tem não só a fineza de responderem, mas, sobretudo, reorganizarem-se.
 
Fomos para Itu e na estrada paramos no Rancho 53 um restaurante de comida portuguesa com um bolinho de bacalhau muito gostoso.

Fora o restaurante eles tem um adega de vinhos portugueses com mais de 500 rotulos e vendem varios produtos de origem portuguesa.

Se estiver na Rodovia Castelo Branco indo para Itu , vale a parada !
 
Em uma viagem de ida para o interior do Paraná, saímos cedinho de casa para evitar muito trânsito na estrada. Logo no começo na Rod. Castelo Branco lembramos de um lugar com comidas típicas de Portugal. É claro que paramos para verificar o que havia de bom no lugar e descobrir se podíamos experimentar uma empada. Até porque a origem da empada é portuguesa. Quando entramos no local ficamos maravilhados com a quantidade de doces portugueses e o clima do lugar. Logo procurei o expositor de salgados, mas não haviam empadas. Aliás o lugar tinha muitos vinhos (caros) portugueses, queijos e produtos mexicanos. Isso mesmo, me-xi-ca-nos...também não entendi mas aproveitamos para comprar alguns produtos. Enfim, fiquei decepcionado por não encontrar a empada e resolvi descontar em um delicioso Pastel de Belém. Porém quando peguei o prato com o doce percebo uma funcionária abrindo o expositor e colocando várias empadas douradas recém saídas do forno. Sem dúvida pedi uma de frango e corri para a mesa. Na primeira mordida percebi que a massa era muito diferente, era podre e ao mesmo tempo firme e com a medida certa de sal. O recheio era abundante porém muito forte. No final havia um pedaço de azeitona preta que fez toda a diferença nesta experiência lusa!

Preço: R$ 3.60
Nota: 7 azeitonas
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 33

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
25
Seus check-ins aqui
0