Ponto Chic

Endereço: Praça Oswaldo Cruz - 26 , Vila Mariana - São Paulo , SP - Brasil

Telefone:

(11) 3289-...

Clique para ver
Categoria:

Lanchonete

  | Rank: 62º de 1188

Filial Paraíso do Ponto Chic, o inventor do Bauru. 

Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)

Site oficial
pontochic.com.br
Primeira opinião
Elvio Ferreira Ju...

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro
  • Pedir delivery

http://br.kekanto.com/como-chegar/ponto-chic-7
Notas específicas:
Ambiente
(14)
Comida
(14)
Atendimento
(14)
Bebida
(13)
Custo-benefício
(17)
Produto/Serviço
(3)
Dicas
Vá sem fome. Ou preparado pra gastar.
Elvio F.
Vá, se puder, em horários de menor movimento e coma o Bauru!
Priscilla Z.
Bauru né?
Allan G.
Não deixe de conhecer a casa de um dos sanduíches mais famosos de São Paulo.
Lupi
Experimente o Bauru, assim descobrirá se o ama ou odeia!
Manuela C.
Ver mais
Opiniões
O lugar é perfeito para se curtir um “happy hour” em companhia dos amigos, principalmente para aqueles que curtem um “open bar” de chopp geladinho, no ponto. E também há varias opções para se comer... Mas se for lá, é obrigatório comer o histórico e tradicional lanche Bauru, que sem brincadeira merece cada centavo pago!

O preço é sem duvidas um pouco “salgado”, mas vale muito a pena, por tudo... pelo atendimento, lugar, enfim...TUDO! Para mim, valeu muito a pena conhecer, passaria horas lá em dias “open bar” com os amigos!
O Ponto Chic tornou-se atração turística de São Paulo por sua tradicional invenção, o delicioso sanduíche Bauru, com muito, muito, muito recheio: rosbife, uma mistura de quatro tipos de queijo derretidos em banho-maria, fatias de tomate e pepino... num pão francês robusto!
Mas nem só a bauru resume-se o menu do Ponto Chic. O filé à parmegiana é, certamente, o mais saboroso de São Paulo. E, imperdível, é a feijoada do Ponto Chic da Praça Oswaldo Cruz. No salão com paredes cobertas de grandes fotos de São Paulo de antigamente, o atendimento começa com uma cesta de fatias de pão francês fresquinho, crocante, acompanhado de bolinhas de manteiga com gosto de infância. Falei da cumbuca com cebolas finissimamente fatiadas e temperadas? E das sucessivas canequinhas de caldinho de feijão? Os garçons mimam os clientes. Chega a batidinha e a gente se dá conta do pecado da gula. Feijoada irrepreensível, repleta de pertences substanciosos, e a couve fininha, o arroz branquinho, a farofinha leve e torresmo para garantir todo o prazer e toda sensação de culpa, enquanto a gente olha pra cumbuca da laranja em pedaços... Texto de Mariana Estevam.
Só tenho a dizer o seguinte: o bauru é incrível, muito gostoso. O tal queijo fundido é cremooooooso e farto (pra quem gosta de queijo, claro, é um prato cheio. Pra quem não gosta... Melhor não pedir). O rosbife é 10, saboroso. O lanche é maravilhoso. O pecado aqui é pagar 19 pilas por ele. Não acho que valha tudo isso.

Tem um horário especial à tarde, acho que dar 15h às 18h, que o preço é mais em conta, acho que cai pela metade, daí vale a pena.
Conheci esse bar famoso por seu Bauru depois de sair do cinema do Shopping Pátio Paulista. Era tarde e o barzinho é ao lado do shopping, então resolvemos jantar ali.

Peguei um Baurus ao Ponto Chic (rosbife, tomate, pepino e queijo) por R$19,80. Estava enorme e só consegui comer metade...Em relação ao lanche em si, não achei tão gostoso e tão lendário como falam.

Experimentei um pouco de frango à passarinho. A porção era bem grande também. A comida não tem nada especial, era gostoso mas com um pouco excesso de óleo.
Há tempos ouvia falar do verdadeiro Bauru, não aquele de casa com presunto, mussarela e tomate. Entre a unidade do Paissandu e essa, preferimos a do Paraíso.
O salão é pequeno e apertado. Pedimos uma porção de feitas e uma Serramalte para acompanhar e, claro, solicitamos 2 baurus tradicionais: o rosbife frio com o queijo fundido quente. Tomate e pepino completam o lanche no pão francês. O sanduíche é muito bom, como esperávamos.
Mas encontramos muitos pontos negativos, infelizmente. Primeiro, o preço do Bauru (R$ 19,50). O atendimento é bem ruim: poucos garçons no salão, demora para tirar os pedidos, fingem que não viram a mão levantada. No final perdemos a paciência e pagamos no caixa.
Visita obrigatória!
Gosto de ir até esses lugares disputados em horários intermediários, tipo 15h, 15h30 para almoçar. O lugar está vazio, sem fila de espera!
Como foi minha primeira vez, pedi o Bauru clássico, mas pedi para não colocar o pepino, pois não me faz bem. Adorei! Principalmente aquele queijo derretido na água quente!
Fui bem atendida e comi gostoso! :)
Diferente da maioria das pessoas, não experimentei o bauru. Era sábado e dia de feijoada, estavamos em 3 pessoas e pedimos a feijoada grande que veio bem servida, deu tranquilamente para todos (não sobrou arroz, mas sobrou feijão).
Vem com tudo que uma feijoada tem direito, ou como definiria Chico Buarque: feijoada completa!
Arroz, feijão preto (com carne seca, linguiça e etc), torresmo, couve, farofa, pimenta e laranja. Antes de tudo isso chegar, eles ainda servem um caldinho de feijão muito bom e também vem uns pedaços de pães fatiados com uma manteiguinha delícia!
O atendimento é super rápido e isso explica o fato de não ficar tão lotado, mesmo sendo muito procurado.
A conta da feijoada + 3 coca-colas chegou quase aos R$100,00 e saímos bem satisfeitos.

Recomendo dar uma caminhada pela Paulista depois de tanto comer, hauhauaha.

Ainda voltarei pra provar o bauru!
Finalmente, minha gente! Finalmente eu conheço o Ponto Chic. Ok, não era sede, mas uma filial daora!!! O ambiente é bem simples, retrô, e os garçons mega simpáticos. Mas é uma correria. Lotado (ainda mais após um bloco de Carnaval) e movimentado.

Agora, vamos ao que interessa: o bauru! BAURU!!! BAURU DE VERDADE! Aquilo sim que é bauru: nada de um simples presunto, queijo e tomate. Nããão! O verdadeiro bauru tem um mix de queijos fundido (parece mais um creme), rosbife, tomate e picles! É disso que to falando! Maravilhoso, perfeito mas, caaaro de doer. Custa quase vintão (se não me engano, R$ 19,80, porque os preços deram uma inflacionada).

Pedimos também uma porção de fritas, que custava uns R$13 e era muito boa (bem sequinha, sabe?). Como eu estava com uma pessoa que já tinha ido lá, qual foi a decepção quando ele viu o tamanho do lanche e da porção! Parecia que tudo havia diminuído e os preços aumentado. Bad! =(

Eu logicamente não dei mais uma estrelinha por causa dos preços, mas o lugar vale e muito a visita. Vale demais comer aquele bauru maravilhoso e tomar uma cervejinha numa das lanchonetes mais tradicionais da cidade, ou melhor, que fazem parte da história de São Paulo.
Um clássico da cidade em uma filial que é maior e localizado numa região onde se pode jantar ~tranquilamente~

Todo o papo do original bauru se você já não ou já não leu em alguma opinião avulsa aí, vai encontrar em todos os cantos da casa, então vamos ao que interessa:

O bauru é excelente e feito igualzinho ao da matriz, só o lanche vale 5 estrelas.

A casa em si é velinha e um precisa de uma reforma, pois o clima old não combina quando a casa é realmente old no sentido antiguado, diferente da casa matriz que é old de verdade e combina perfeitamente com o clima. Aqui tá na hora de uma reformulação do ambiente, afinal ninguém paga quase 20 contos num lanche que apesar de excelente não deixa de ser um preço alto para justificar somente a comida, me respeitem, né?

As bebidas são boas e geladas.

ATENÇÃO essa parte deve ser lida por maiores de 18 ANOS:

Uma coisa que realmente me desagradou foi o troca troca que os garçons promoviam durante a noite, afinal eu sei que todos pegam vários na noite, mas acho muito desagradável ver isso a olhos nus, pois tenho toc de pegar em objetos que outros passaram a mão justo quando farei uso na minha vez de comer.

(Explico, os katchups eram trocados de acordo coma solicitação de lanches x mesas dos pedidos, pois acho que não haviam o bastante para todas as mesas na ocasião)

Casa simples, em local de fácil acesso, mas difícil de estacionar. Use o vallet ou o estacionamento (ruim) do Shopping Paulista que fica ao lado.
O atendimento é muito bom, com garçons que trabalham na casa há muitos anos, conhecem bem o cardápio e podem te dar dicas, assim como os da matriz localizada no Centrão de Sampa.
Os baurus ditos como os originais de São Paulo são insubstituíveis. Peça o do rosbife frio! Uma delícia. Nada a ver com o bauru de padaria que a gente come por aí. Os do Ponto Chic levam rosbife (frio ou quente), queijos derretidos em água fervente, pepino (tipo um picles suave) e tomate. Parece pouco, né? Coma o sanduíche e entenda porque ele é tão idolatrado há quase um século. Peça uma porção de fritas daquelas rechonchudas, feitas de forma caseira. Nada de congelados.
Vale demais a pena conhecer um dos sanduíches mais famosos do país. Preços acessíveis para a classe média.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 31

Nota geral Você conhece o Ponto Chic? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)