Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do P.J. Clarke's?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f
P.J. Clarkes

P.J. Clarke's

Rua Doutor Mario Ferraz, 568
Itaim Bibi - São Paulo , SP - 01453-011

Telefone: 11 3078-2965


Preço por pessoa:

$$$ (Alto padrão)

Categoria:
Lanchonete Hamburgueria
Ranking: #31 de 142
Site oficial:
pjclarkes.com.br
Formas de pagamento:
Crédito:
Débito:
Outras formas:
Horário de funcionamento:
Seg. a Qui.: 12h às 0h
Sex.: 12h às 2h
Sab.: 9h às 2h
Dom.: 9h às 0h
Primeira opinião por:
Alice Singer
Detalhes:
Wi-fi
Faz entregas
Estacionamento

Quer receber ofertas do P.J. Clarke's?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas específicas:
Ambiente
(13)
Comida
(14)
Atendimento
(14)
Bebida
(13)
Custo-benefício
(19)
Público
(1)
Produto/Serviço
(1)
Dicas  (23)
Soraia Mariana Soouza
O PJ da Mário Ferraz está fechado esse mês, mas eles abriram uma nova unidade na Rua Oscar Freire
Soraia M.
Luiza Marques
Não acredite 100% no cardápio do site ;)
Luiza M.
Classificar por:
Opiniões   (38)
 
Fui almoçar no P.J. Clarke's em um dia de semana e a experiência deixou a desejar.

Pedi o hamburguer Maverick (R$35) que veio com queijo Emmenthal, Cebola caramelizada, alface e tomate. Não gostei do sanduíche. A carne estava meio seca e com pouco sabor.

De acompanhamento, pedi a salada. Também não gostei muito. Vem só alface e tomate e sem nenhum tempero diferente (só tinha azeite, vinagre e sal na mesa).

O atendimento também foi bem desatento. Tivemos que acenar diversas para ser atendido.

A conta saiu por R$55 com bebida e café.
 
Conheci o PJ Clarke’s numa terça-feira à noite, no meio da Burger Fest. Chegamos umas 19h30 e o local estava muito tranquilo! Apesar de parecer pequeno à primeira vista, a casa é bem funda e possui muitas mesas, em três diferentes salões. As paredes são lotadas de quadros com fotos de épocas variadas, sempre em preto-e-branco, e o teto (de gesso trabalhado) possui lustres muito bonitos e que deixam o ambiente mais escurinho. É daqueles lugares em que até o banheiro é bonito! ;)

Ao chegar, fomos rapidamente atendidos e nem precisamos olhar muito para o cardápio; afinal, estávamos lá pelo hambúrguer do festival, o Sophia’s Burger: hambúrguer grelhado ao ponto desejado, queijo derretido, peperoni crocante e folhas de rúcula, servido com maionese misturada com mostarda Dijon à parte e fritas, onion rings ou salada (R$ 35,00). O hambúrguer não faz parte do cardápio, mas segundo o garçom que nos atendeu há vários clientes pedindo para que passe a integrá-lo. Eu dou o maior apoio, pois achei o hambúrguer muito bom!! Todos os sabores harmonizaram muito bem, e a maionese com Dijon estava bem leve, bom tanto pra quem gosta de Dijon quanto para quem não é fã de temperos muitos fortes. O sanduba é daqueles bem altos, que dá trabalho pra cortar – e claro que você vai desfazê-lo todo no prato! Não recomendo levar alguma tentativa de rolo lá, porque ninguém fica bonito comendo um hambúrguer despedaçado! Hahahaha

De acompanhamento, eu pedi as onion rings e meu amigo pediu as fritas. Ambas estavam muito boas! As fritas pareciam ter algum toque diferente que não conseguimos identificar – e as onion rings estavam fininhas, quase nada oleosas e... eram muitas! Nem consegui terminar com a minha porção!! (Aliás, pra quem achou que essa Burger Fest seria um festival de hambúrgueres caros e insuficientes.... me dei mal! haha)

Para beber, pedi uma Coca (R$ 5), pois estavam sem Pink Lemonade (limonada com suco de cranberry, R$ 8 o copo). Meu amigo queria algumas cervejas (Way) que tínhamos visto no cardápio no site,mas infelizmente o local não as vende mais – nem estão no cardápio, nem nada. Acabou tomando uma cerveja Brooklyn (R$ 16) e uma Eisenbahn (R$ 14, não está no cardápio). Achei as bebidas um pouco caras, mas não estão fora do que vemos por aí.

No fim das contas, paguei R$ 44 num jantar em que comi muito bem, num lugar agradável, e fui muito bem atendida (embora tenha demorado um pouquinho para conseguirmos pagar a conta). Dado que os preços dos outros hambúrgueres do cardápio não diferem muito do que eu pedi, creio que seja um bom lugar para comer bem e dar uma variada! Volto fácil!

Ah! Uma coisa que só descobri quando fui em outro estabelecimento também na SP Burger Fest: aparentemente, todos os lugares deviam dar uma sacolinha do festival contendo o cardápio de todos os restaurante e um catchup da Hellmann's. No PJ, ninguém me deu nada! #xatiada

(Ah, sim: para estacionar, o estacionamento no terreno logo antes tem um convênio com a casa – pagam-se “apenas” R$ 17.)
Dica: Não acredite 100% no cardápio do site ;)
 
Estivemos no P.J. Clarkes em um sábado a noite de muito frio. Na verdade nós chegamos ao P.J. depois de algumas tentativas de conhecer outros lugares porém sem sucesso.

Localizado na famosíssima rua Dr. Mario Ferraz, a conceituada hamburgueria aparenta ser um ""bistrô'"", mas não se engane, pois é lá que está um dos melhores hambúrgueres de São Paulo.

É claro que falar que o P.J. Clarkes tem o melhor Hambúrguer de São Paulo é sim questionável, porém pode ter certeza que o P.J. sempre está nas avaliações ou participando de pseudos premiações de melhor Burger.

Ao chegar havia uma micro fila, mas a mocinha-hostess nos prometeu que a mesa sendo para um casal, seria bem rapidinho, uns 15 minutos. Com certeza nos animamos bastante com tal notícia.

Nos ofereceram uma mesa na parte da varanda, e obviamente sem conhecer o local nós topamos.... Mas esse foi o tempo de pedir a bebida para nos certificarmos que o local era pequeno demais para 2 lanches...

A nossa mesinha estava entre a mesa de dois casais e estávamos totalmente apertadinhos no sofá e sem privacidade alguma para conversar, aí resolvemos perguntar par a Hostess se não havia outra mesa melhor. E tinha a melhor mesa do bar.

A localização dessa mesa era perfeita! Ficava na quina do bar com um super sofá ao redor da mesa. Não tinha como não gostar. Além disso a visão do bar era privilegiadíssima.

As opções de cervejas são bacanas, desde Guiness até Heineken, Stela.... Mas no fundo cerveja não combina muito com hambúrguer, então nada como uma Coca Cola (R$4,90) para acompanhar. Pedimos o famoso e premiado ""The Cadilac"" por R$ 33,90 e veio ao ponto, assim como foi pedido. Além disso, havia batatas de acompanhamento, porém não eram perfeitas. Mas gostamos muito.

Também pedimos um Burger clássico com a inclusão de um zóião (R$4,00 a mais). O Burger era divino. Sem comentários extras. Ver foto acima.

De sobremesa pedimos uma torta de maçã com sorvete. Era diferente do que estávamos acostumados, mas simplesmente deliciosa. O atendimento foi bem bacana, mas pra variar na hora de vir a conta, como nós havíamos mudado de mesa, eles duplicaram o primeiro pedido. Ainda bem que estávamos em alerta, senão seria preju na certa!

Resumindo, o ambiente é demais, com belíssimas fotos e decorações. No banheiro o som é altíssimo. Muito legal. Fica a dica para o seu lanche a noite.
Dica: Peça o Cadilac!
 
Conheci o PJ Clarke’s numa terça-feira à noite, no meio da Burger Fest. Chegamos umas 19h30 e o local estava muito tranquilo! Apesar de parecer pequeno à primeira vista, a casa é bem funda e possui muitas mesas, em três diferentes salões. As paredes são lotadas de quadros com fotos de épocas variadas, sempre em preto-e-branco, e o teto (de gesso trabalhado) possui lustres muito bonitos e que deixam o ambiente mais escurinho. É daqueles lugares em que até o banheiro é bonito! ;)

Ao chegar, fomos rapidamente atendidos e nem precisamos olhar muito para o cardápio; afinal, estávamos lá pelo hambúrguer do festival, o Sophia’s Burger: hambúrguer grelhado ao ponto desejado, queijo derretido, peperoni crocante e folhas de rúcula, servido com maionese misturada com mostarda Dijon à parte e fritas, onion rings ou salada (R$ 35,00). O hambúrguer não faz parte do cardápio, mas segundo o garçom que nos atendeu há vários clientes pedindo para que passe a integrá-lo. Eu dou o maior apoio, pois achei o hambúrguer muito bom!! Todos os sabores harmonizaram muito bem, e a maionese com Dijon estava bem leve, bom tanto pra quem gosta de Dijon quanto para quem não é fã de temperos muitos fortes. O sanduba é daqueles bem altos, que dá trabalho pra cortar – e claro que você vai desfazê-lo todo no prato! Não recomendo levar alguma tentativa de rolo lá, porque ninguém fica bonito comendo um hambúrguer despedaçado! Hahahaha

De acompanhamento, eu pedi as onion rings e meu amigo pediu as fritas. Ambas estavam muito boas! As fritas pareciam ter algum toque diferente que não conseguimos identificar – e as onion rings estavam fininhas, quase nada oleosas e... eram muitas! Nem consegui terminar com a minha porção!! (Aliás, pra quem achou que essa Burger Fest seria um festival de hambúrgueres caros e insuficientes.... me dei mal! haha)

Para beber, pedi uma Coca (R$ 5), pois estavam sem Pink Lemonade (limonada com suco de cranberry, R$ 8 o copo). Meu amigo queria algumas cervejas (Way) que tínhamos visto no cardápio no site,mas infelizmente o local não as vende mais – nem estão no cardápio, nem nada. Acabou tomando uma cerveja Brooklyn (R$ 16) e uma Eisenbahn (R$ 14, não está no cardápio). Achei as bebidas um pouco caras, mas não estão fora do que vemos por aí.

No fim das contas, paguei R$ 44 num jantar em que comi muito bem, num lugar agradável, e fui muito bem atendida (embora tenha demorado um pouquinho para conseguirmos pagar a conta). Dado que os preços dos outros hambúrgueres do cardápio não diferem muito do que eu pedi, creio que seja um bom lugar para comer bem e dar uma variada! Volto fácil!

Ah! Uma coisa que só descobri quando fui em outro estabelecimento também na SP Burger Fest: aparentemente, todos os lugares deviam dar uma sacolinha do festival contendo o cardápio de todos os restaurante e um catchup da Hellmann's. No PJ, ninguém me deu nada! #xatiada

(Ah, sim: para estacionar, o estacionamento no terreno logo antes tem um convênio com a casa – pagam-se “apenas” R$ 17.)
Dica: Não acredite 100% no cardápio do site ;)
Enviado
via iPhone
 
Eu simplesmente adoro!!!!
Adoro a atmosfera, a decoração, a comida, o atendimento.. tudo sempre maravilhoso.

Adoro também pelo fato de quando entro lá me sentir em NY (já que não dá pra ir pra NY toda hora, dá pra ir o P.J. Clarke's rs) com aquele teto lindo todo trabalhado, os lustres, a iluminação, as toalhas na mesa, como os pratos são servidos..tudo de bom!
Adoro os sanduiches, são bem feitos, saborosos, bem montados e nada gordurosos (um dos pontos mais importantes pra mim num burger).

Meus pratos preferidos são o Fish & Chips (filé de bacalhau frito, molho tártaro, batata frita) [43,00] que vem suuuuper bem servido. O filé é uma delícia, a casquinha é super crocante e leve, levíssima, sem falar na quantidade imensa de batata frita que vem, impossível comer tudo sozinha mesmo sendo perfeitas, sequinhas e deliciosas.

Na parte de burgers meu favorito é o Maverick [35,00] (emmenthal, cebola caramelada, alface e tomate), muito bom, a cebola é saborosa, o hamburger sempre peço no ponto pois a carne é alta e então o miolo vem suculento! Hmmmmmm.

As sobremesas são ótimas também, o cheesecake é delicioso mas a calda de frutas vermelhas é imbatível!!!! Nunca experimentei uma calda tão boa na minha vida em outro lugar...

Dica: Pink Lemonade, Iced Tea e Brownie com sorvete!
 
O PJ Clarke's é um famoso restaurante com sede em Nova York (fundado em 1884), e a unidade de São Paulo foi a primeira filial inaugurada fora dos Estados Unidos. Desde 2008 está entre as opções para se apreciar lanches e outras comidinhas na cidade.

Fomos conhecer o brunch do PJ Clarkes com algumas amigas num domingo ensolarado.

Ao entrar no restaurante nos deparamos com um ambiente bem agradável. Chegamos às 10:30hs, com receio de estar movimentado, mas estava bem tranquilo e fomos acomodados gentilmente em uma mesa grande. Logo à direita, sob o extenso balcão em madeira ficam dispostas as bebidas e as demais guloseimas.

Entre as bebidas, estão disponíveis sucos naturais (dois tipos), água aromatizada, chá gelado, além dos tradicionais café, leite, iogurtes e diversos sachês de chá. As frutas também estão dispostas no começo do balcão, todas bem selecionadas e fatiadas. Além destes, havia açaí e cereais também.

Tomamos o suco de laranja que estava gostoso, mas o suco de melancia não estava tão bom de acordo com a Romina, a Carol e a Rharianne. O chá gelado estava um pouco azedo para meu paladar mas o Carlos gostou bastante. O açaí estava muito bom.

Os doces também estavam presentes, como o bolo de cenoura, bolo formigueiro e o brownie. Os bolos estavam ótimos, já o brownie achamos que estava um pouco pesado. Havia um pãozinho doce recheado com um creme de maracujá neste dia que estava muito bom, não muito doce.

Ainda havia os frios, as geléias, e o cream cheese para acompanhar os pães e crossaints. Panquecas, waffles, ovos mexidos, omeletes, bacon e salsichas também estavam lá, para a nossa alegria.

A panqueca estava levemente salgada e esperávamos que fosse adocicada. Alguns waffles estavam murchos, mesmo assim não nos decepcionou. O segredo é ficar de olho e pegar logo que eles são repostos. Havia também uma omelete feita com batata e bacon, muito boa por sinal.

O bufê sempre foi reposto em todo o tempo que estivemos lá. O serviço foi eficiente, pois quando o café da manhã estava chegando ao final devido ao horário o atendente nos avisou se precisávamos de mais alguma coisa pois o bufê iria ser retirado. Quando fomos embora, as mesas estavam dominadas por clientes ávidos por hambúrgueres e outros pratos servidos no almoço...Estes ficam para um próximo post!

O café da manhã é servido aos sábados, domingos e feriados das 9 às 12hs.
Enviado
via iPhone
 
A casa tem todo aquele charme americano e a decoração é bem bonita, remetendo aos anos 60/70.
Escolhi o local, que sempre é citado entre os top 10 para de comer um bom hambúrguer, e queria me acabar...rs.
Fui bem atendida e não havia espera, então logo fui acomodada.
Pedi uma guinness (R$21,00) e um hambúrguer Cadillac (chedar, alface, tomate e picles) acompanhado de batatas fritas e maionese de ervas.
Achei o hambúrguer bemmmm sem graça. Não gostei do pão, da carne.... Nada. Me decepcionei mesmo.
As batata e a maionese estavam divinas (e dificilmente gosto destes dois itens).
O lanche custou R$35,00 e R$3,00 pela maionese, que você deve escolher a parte.
Não voltaria.
 
Os "pratos" ou lanches da casa são muito bons !
Achei o preço bem salgado pelo que tem a oferecer.
Ambiente bem legal, mais propício para um HH que um almoço.
Para assitir jogos também conta com uma infra bem legal.
Atendimento um pouco sofrível mas fazer o que né?
Dica: Coma os pratos da casa... nada de executivo
Bom para: Ir com amigos, Casais, Reuniões de negócios, Happy hour, Cerveja, Drinques, Paquerar, Assistir Futebol
 
Desde que ouvi o termo Brunch, fiquei morrendo de vontade de participar/comer/tomar um (a primeira vez que vi foi no The Sims, hehe!). Desde que fiquei sabendo que haviam lugares que ofereciam um, fiquei maluco pra ir. Porém, como a proposta é um café-da-manhã/almoço, e os horários em que são oferecidos são mais cedo do que costumo sair para comer aos finais de semana, sempre acabou ficando pra depois. Mas esse domingo isso mudou! ÊÊÊÊÊ!

Já havia ido no PJ Clarke's, mas para experimentar o principal da casa: os hamburgueres. Contudo, estes não fazem parte do cardápio do Brunch. Não que façam falta! O serviço, que é oferecido a partir das 9h30 da manhã, conta com uma mesa repleta de pães, frutas, cereais, frios, croissants, tortas, bolos, sucos, chás, café, leite, palitinhos, iogurtes... mas o que diferencia mesmo dos cafés-da-manhã oferecidos por outros estabelecimentos são as comidas matinais "típicas" dos norte-americanos: waffles, panquecas, bacon e ovos! Uhu!

Em geral, tudo é de uma qualidade muito boa. Mas o destaque mesmo são para os itens diferenciados. As panquecas são macias e saborosas (que lógico que empilhei ao estilo Pica-Pau com muita calda por cima!), os waffles sequinhos (que seriam ainda mais divertidos se tivessem aquelas máquinas pra você fazer seu próprio waffle na hora), as tiras de bacon suculentas repletas de felicidade e vida (e câncer!), e até um simpático milho cozido na mesma mesa só pra falar que é um pouco saudável!

Sim, é muita coisa, e tudo é reposto constantemente. Vale a pena tentar chegar cedo, pra garantir com folga uma mesa e poder desfrutar por mais tempo. Além disso, garante que tudo seja mais fresquinho, e evita que, no início da tarde, os pães já estejam duros, ou ainda que tudo tenha sido remexido demais pelos outros clientes.

Só não sei se vale a pena o preço pra qualquer pessoa. Pra alguém como eu, que come como se não houvesse amanhã, e (ainda) não precisa se preocupar com dieta balanceada por questões de saúde, é uma ótima pedida! =D

PS: eles tem Maple Syrup! WAAAH! @_@
PS²: eles tem uma calda de geléia de frutas vermelhas com pedações de morangos e amoras! WAAAH! @_@
Dica: Chegue cedo, coma bacon, empilhe panquecas, seja feliz! =D
 
As toalhas quadriculadas de vermelho e branco e o ambiente com pouca luz e muita madeira deixa o ambiente confortável e até um pouco intimista. O cardápio é super extenso, mas as opções de hamburgueres são poucas. Provei o Cheeseburguer, que não veio tão mal passado como eu gostaria (e como pedi), mas que estava muito saboroso. O hamburguer é bem alto e o queijo emmenthal delicioso. Achei caro R$26,90 por um sanduíche, mas achei realmente um absurdo uma H2O custar R$ 8. Felizmente a jarra de Ice Tea vale os R$ 15 e serve mais de 4 copos.

Além de sanduíches, o cardápio está cheio de pratos deliciosos, como o Mac & Cheese - que vale cada centavo e a sopa de cebola pros dias frios.

Provamos também o Cheesecake, que também é famoso por lá. É irresistível, super leve e com um equilíbrio surpreendente entre doce e ácido. O único defeito é que é pequeno demais para dividir.
Dica: prove o Mac & Cheese
Bom para: grupo de amigos
 
Estava pouco curiosa para ir no P.J. Clarke's depois de tanto barulho sobre ser o melhor hamburguer da cidade segundo a Veja e blablabla. Não que eu leve a opinião deles a ferro e fogo, mas escolherem tal lugar como sendo O melhor deve significar alguma coisa, sem dizer que eu acho que tem umas dicas boas quando sai a edição super grossona dos melhores da cidade.
Para completar, em agosto estava rolando um festival de hamburgueres com 6 novas opções, cuja mais pedida entraria definitivamente no cardápio deles. Aí já era!

A localização não é ruim, mas não colabora em nada com uma pobre alma sem carro que quer jantar em um lugar bacana no final de semana - afinal os ônibus ficam mais raros ainda e andar naquele trechinho perto do Clube Pinheiros dá medinho. Em compensação o lugar é muito legal. Amplo, estiloso e com um balcão enorme para quem estiver só afins de beber alguma coisa.

Dei a sorte de chegar no começo do horário do jantar. Em pouco tempo o salão ficou lotado - muitas mesas com famílias inclusive. Para minha felicidade, crianças barulhentas em alguns casos.

Pedimos de entrada as PJs Home Fries, que são cubos de batata na manteiga com cebola e uma jarra de PJ Iced Tea, muito boa e com um ótimo custo-benefício. Claro que pedi um dos hamburgueres do festival. Não sei se foi por causa do sentimento de "caramba isso é por tempo limitado!", mas achei-os mais interessantes que os do cardápio regular.

Meu escolhido foi o Brooklin: uma baita bitela de hamburguer de frango com gorgonzola e escarola refogada ao alho, acompanhado de fritas (que estavam impecáveis por sinal). O gosto era bem forte, não faz o tipo popular e eu gostei . Havia uma quantidade absurda de escarola, ainda bem que o alho salvou, hehe. O ruim mesmo foi que eu não consegui comer tudo! ARGH! Foi uma decepção sem tamanho ter que pedir para embrulhar o resto para viagem. Pelo menos a caixinha era bem simpática!

O atendimento foi bem eficiente. A única coisa que me irritou foi a ansiedade dos garçons em tirar os pratos. Sabem, eu fui criada para evitar ao máximo o desperdício de comida, então se ainda tem comida no meu prato é porque eu ainda estou comendo ou vou comer, poxa vida! E não fiquem de camper esperando eu comer a última batatinha para cair em cima do pratinho vazio, isso também não é legal.

Preciso voltar para experimentar um hamburguer com carne para ter uma opinião mais formada sobre o lugar. Por ora, eu curti mais os acompanhamentos, entradas e bebidas que o lanche em si e, neste caso, não valeu tanto a pena o preju.
 
Uma filial do famoso restaurante americano, PJ Clarke´s foi aberta há um tempinho em São Paulo, a única fora dos Estados Unidos e nós fomos lá no sábado passado experimentar. Minha opinião? É um lugar pra ver e ser visto, a comida é só um detalhe.

Tudo foi mantido como no cardápio original, a não ser o “brazilian “crab” cake. Inclusive, eles não servem sucos naturais de frutas, mas tem uma extensa carta de vinhos.

Começamos com a Cebola em corda (R$11,30), que eu pessoalmente adorei, é o prato que eu indico pra quem for até lá, que nada mais é do que os famosos onion rings, mas empanadas num tempero bem gostoso. Pedimos também a PJ´s Home Fries (R$7,80), batatas cozidas com casca com cebolas por cima, que são bem saborosas.


O hambúrguer é beeem grande, e você pode montar o seu como quiser. Eu achei a carne bem gostosa. E você também pode pedir uma porção com 3 mini hambúrgueres (R$26,90) em que cada um vem com um tipo de queijo.

Eles também servem brunchs aos finais de semana e feriados das 12h às 16h, com omeletes, panquecas e waffles.

O atendimento foi atencioso, mas por duas vezes trocaram o nosso pedido com o da mesa ao lado… Ahhh não deixe de conhecer o site deles é lindão!!
 
Manhã de sábado chuvosa em SP. Consigo pensar em duas opções: me internar em uma spa para massagens e cuidados femininos ou tomar um belo café da manhã em um lugar bem gostoso. Acaba de me surgir uma terceira opção: juntar os dois…. nada mal, não é?

O café da manhã do PJ Clarke’s estava na minha lista fazia tempos e lembrei dele na dita manhã chuvosa. Pode ser considerado um brunch, apesar de não ter saladas e outros pratos intermediários como uma massa ou quentes do gênero, mas tinha uma opção de quiche e uma de omelete
Ao chegar achei tão engraçado que não veio ninguém nos atender….. o máximo foi, depois que fiquei curiando o salão, a garçonete nos falar: pode sentar em qualquer lugar e foi embora sem nunca mais voltar…. hahaha.

Sem ter idéia de como era o esquema do brunch- se havia um cardápio, se deveríamos pedir as opções desejadas ou se era buffet- ficamos plantados esperando…. depois de um tempinho percebi que as pessoas iam lá para trás e voltavam com pratinhos.

Okay, cheios de independência fomos nos servir. A mesa posta com o café/brunch tem muita variedade e seria bem mais apetitosa se fosse em um lugar mais claro. Combina melhor com café da manhã, eu acho. De qualquer forma, as opções são boas, começando com frutinhas picadas até as panquequinhas e waffles quentinhos, passando por um fofo bolo de cenoura e outras cositas más.

Eu começei pelas frutas com iogurte e cereal, mas percebi que a maioria dos vizinhos ia direto no gordurão (bão também, diga ai!): ovos, bacon, linguiça, waffles com maple syrup, omelete… tem para todo gosto. Não é nada excepcional, mas tudo é bem gostosinho.
Dica: O waffle com maple syrup é mto bom!
Bom para: Ir com amigos, Casais, Tomar café-da-manhã, Happy hour, Famílias
Tai
 
Estive pela segunda vez no P.J. para comer o Brunch que é maravilho.Recomendo o suco de melancia com canela e os waffles, -minhas amigas adoraram-. O ambiente é muito agradável e o que mais me admirou foi a qualidade do atendimento, um tratamento de princesa.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 38

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
27
Seus check-ins aqui
0