Pavão Azul

Endereço: Rua Hilário de Gouveia, 71 - Loja A e B , Copacabana - Rio de Janeiro , RJ - Brasil

Telefone:

(21) 2236-...

Clique para ver
Categoria:

Bares e Botecos

  | Rank: 8º de 622
Preço por pessoa

Site oficial
pavaoazul.com.br
Redes sociais
pavaoazul

Bom para
Happy hour, Cerveja

Primeira opinião
Daniel Samam

Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


http://br.kekanto.com/como-chegar/pavao-azul
Notas específicas:
Ambiente
(38)
Comida
(37)
Público
(21)
Atendimento
(38)
Bebida
(38)
Custo-benefício
(35)
Dicas Ver mais
Opiniões
Conheci com amigos e achei bem divertido. Se você não gosta de ficar em pé, talvez não se de bem nesse bar, recomendo o antigo, onde encontrará lugar para sentar.
Apaixonada pelas putanescas. comeria até virar Dona Redonda....kkkkkkk
Preço razoável, divertido, atendimento agradável, clima de diverssão.....recomendo. Ah! cerveja geladinha!!!!!
Graças ao trabalho das irmãs Vera e Bete Afonso, o Café e Bar Pavão Azul é um ambiente muito frequentados em Copacabana.

Os frutos do mar compõe a maioria das opções da casa. Destaque para prato com Risoto de camarão, arroz de polvo e filé de linguado com batata e arroz e para a casquinha à moda pavão azul (casquinha de bacalhau com molho da casa). Para beber, os chopps Brahma e Original são muito pedidos.

Fica na esquina da Barata Ribeiro com a Hilário de Gouveia está sempre lotado.

Pergunte para algum boêmio de Copacabana qual é o seu botequim favorito? A maioria vai responder o Pavão Azul. Com mais de 50 anos de tradição, o bar é um excelente lugar para beber e saborear uns petiscos, como os pastéis e a patanisca de bacalhau. O lugar é bem informal, ou seja, vá de roupas casuais e se misture aos boêmios de Copa.
Fica do lado da delegacia, então, totalmente seguro.. e os carros de polícia ainda servem de mesa para apoio das cervejas.....
É o botequim favorito da maioria dos boemios de Copacabana. Não há uma só noite da semana em que a esquina da Barata Ribeiro com a Hilário de Gouveia não esteja cheia de moradores e/ou trabalhadores da região com uma garrafa de cerveja na mesa.
O lugar é um pé sujo pra lá de informal. Com algumas mesas na calçada, nos fins de semana tem tanta gente, que as cadeiras viram apoio de garrafas e copos e fica todo mundo em pé mesmo. O banheiro é lá nos fundos junto com os engradados de cerveja com aquela descarga de cordinha. Se quer beber, vá até o balcão e peça. Se for esperar alguém te atender na calçada, vai morrer de sede.
Dizem que os pastéis e o risoto (servido no almoço) são bons, mas eu nunca tive coragem de experimentar. Pé sujo, pra mim, é pra beber e colocar as fofocas com os amigos em dia!

via Android

Já escrevi sobre o Pavão antes mas além da maravilhosa patanisca, do chopp gelado, e da batida de coco, descobri que o David, garçom do bar, faz a melhor caipiroska de Absolut que já tomei. Experimente a versão morango.

Assim, não podia deixar de recomendar, mais uma vez esse bar.

O lugar está sempre lotado e fecha cedo, logo depois da meia noite. Mas é Imperdível.

Vale lembrar que não aceitam cartões de crédito, apenas débito. E que o preço é barato.
.
Pé-sujo da moda em Copa e por extensão do Rio de Janeiro, faz, sei lá, 5 anos...
.
Localização maravilhosa, no coração do bairro; pertíssimo do metrô da Siqueira e de frente para uma Delegacia de Polícia, ou seja, lugar seguro.
.
Ideal para esquenta, em termos de noite e para entrada e saída da praia...embora a melhor parte da praia de Copa seja o posto 5/6...você pode ir "pelado" ou de terno, ninguém vai reparar nisso. Informalíssimo.
.
Meio desconfortável e barulhento para pessoas com mais de 40 anos, mas umas 2 horas dá para aguentar. Queria ter conhecido com 25 anos...passaria o dia lá, meu corpo suportava...São poucas mesas e normalmente se fica em pé...os moradores do prédio em cima reclamam da passagem, etc. Na próxima vez vou sentar no chão, não podem reclamar disso. A mesa, o banco podem ser do bar, mas o chão é do povo.
.
Possuí o melhor petisco que comi até hoje em minha vida de botequim, autônoma...assalariada, desde 1992...antes já frequentava bares, mas era com mesada do papai, tempos difíceis. O petisco ? PATANISCA (2,30). Não tenho vocabulário para explicar o quanto é...sei lá, Divino? Humilhante? Se deixarem, como umas 30 sem parar. Só comparado ao camarão miúdo ao alho e óleo do Siri de Vila Isabel; mas sem Maracanã, tenho ido bem pouco.
.
O chopp não é tão gelado, mas a cervejas sempre são. Tô com muita vontade de comer o risoto de camarão, mas nunca consigo mesa...pastéis...não vou nem comentar.
.
Dica para casais de 1o. encontro e pessoas livres...batida de coco...2, 3 copos...noite maravilhosa...

via Android

Adoro Pavão Azul. Nunca pensei que pudesse dizer isso de um lugar que está sempre lotado, , onde é quase impossível sentar, mas recomendo.
A conta é sempre muito honesta, a patanisca - aperitivo de bacalhau, é um escandalo. A cerveja de garrafa está sempre mega gelada, e tem uma batida de coco que é divina. Eles vendem a garrafa.
Para o pessoal mais velhi essa batida só é comparável a do Osvaldo na Barra.
Até na chuva vale a pena, os garçons sempre dão um jeito de atender.
Por que nem só de Mr Lam e Antiquarius é feita a nossa vida gastronômica, kkk! Nessa cidade os botecos mais simples, conhecidos como 'pés sujos', fazem parte da cultura, do q é ser carioca. Tanto q os melhores, aqueles cujas cozinhas podem ser visitadas sem desmaios, são chamados 'pés limpos'. Alguns tiram onda de 'gastro pubs', inovam em receitas, criam petiscos à base de quinoa, etc.
Ñ é o caso do Pavão Azul: ele é um 'pé limpo', tradicional', onde os aperitivos ñ vão além das pataniscas e dos pastéis (uns 3 ou 4 sabores diferentes). Mas a comida é super honesta e farta. Um risoto de camarão, dividido com sobras por 2 mulheres (talvez algum marmanjo faminto conseguisse sozinho), com camarão de verdade, por R$ 30,00. A cerveja ñ é barata, mas só trabalham c as melhores e o chopp é gelado e bem tirado, segundo informaram os apreciadores. Vale a pena conferir e apreciar a diversidade humana de Copa, q é uma história à parte!
O Pavão azul como muitos já colocaram, é um boteco localizado no bairro de Copacabana. É um lugar tradicional existe a mais de quarenta anos. O boteco tem duas lojas uma em frente a outra, a diferença está ao meu ver no tempo e público. Pois o mais antigo geralmente é frequentando por pessoas mais velhas ou que tem uma certa identificação com o espaço tradicional e bar mais novo geralmente é frequentado pelos mais novos.
O bar tradicional é pequeno, e isso gera alguns desconfortos mas que de maneira nenhuma tiram o charme do local. A cerveja está sempre gelada e os petiscos são ótimos.
Um boteco que concorre nos concursos de petiscos no RIO. Sentar na calçada, pedir um chop ou um petisco ( empadas, pastéis e a patanisca- bolinho de bacalhau sem batata- que dependendo do dia vem cru por dentro!). O garçon mais conhecido é o Miguel, simpático e meio enrolado-srsrs. A vantagem é que dona Vera, a dona, está sempre por perto- qq coisa , é só falar. A dica é pedir patanisca bem cozida.Há tb arroz com camarão ( não é risoto-rsrs- nota-se pelo grão) e arroz com polvo .Um lugar informal e baratinho...com filial do outro lado da rua.Ficar em pé é normal.Bom para bater -papo com amigos e talvez paquerar.
Como o bar costuma ser procurado a noite os garçons atendem os clientes que ficam na calçada - o que acaba afetando a qualidade do atendimento dos clientes que estão nas mesas. O que é compreensível pois a comida é de fato saborosa. Os pastéis são bons aperitivos. O escondidinho é praticamente obrigatório, um dos melhores que já comi mesmo comparado a restaurantes e buffets de categoria superior.
Entretanto o conforto do cliente fica muito a dever. As mesas e cadeiras são desconfortáveis, sem o espaço necessário pra uma boa acomodação. A necessidade de uma reforma é evidente. A higiene dos banheiros poderia ser bem melhor. Entendo que a proposta do bar é ser simples, mas não creio que essas falhas se justifiquem. Porém voltaria mais vezes pela qualidade da comida, mas com dia e hora de menor movimento.
Ótimo lugar, quem não conhece vale a pena conhecer, mesmo tendo que enfrentar espera, e eventualmente ter que comer e beber em pé na calçada com um banquinho como mesa, pois o espaço interno do bar é muito pequeno.

O Atendimento é muito bom. são atenciosos, o preço é acessível.

Recomendo patanisca (um bolinho de bacalhau), e a batida de côco que eles mesmos fazem, se estiver em 2 ou mais pessoas pode pedir uma garrafa (R$ 37,00), vai fácil...fácil. E a cerveja é estupidamente gelada.

Não conheço ninguém que conheça o lugar e que não tenha gostado.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 69

Nota geral Você conhece o Pavão Azul? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)