Pastorinho Supermercados

Foto Pastorinho Supermercados - Supermercado - Vila Mariana imagem 1 Estava vazio neste dia, quase na hora de fechar. imagem 2 Berinjela à parmegiana (o purê de batata fica embaixo) com arroz e fritas. imagem 3 Foto Pastorinho Supermercados - Supermercado - São Paulo imagem 4

Endereço: Rua Domingos De Moraes , 1999 , Vila Mariana - São Paulo , SP - Brasil

Telefone:

(11) 2099-...

Clique para ver
Categoria:

Supermercados

 
Site oficial
pastorinho.com.br
Primeira opinião
Gilberto Baldini
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Ar condicionado
  • Estacionamento: gratuito


Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


Estabelecimentos dentro de

Pastorinho Supermercados

Filtrar: Todos A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 0-9
http://br.kekanto.com/como-chegar/pastorinho-2
Notas específicas:
Ambiente
(5)
Comida
(5)
Atendimento
(11)
Bebida
(5)
Custo-benefício
(11)
Público
(4)
Dicas Ver mais
Opiniões
Interessante que conheço este estabelecimento há uns 14 anos, e desconhecia a existência de restaurante no andar superior, outro dia fui conhecer, mas não consumimos nada por lá porque estava quase no horário de fechamento do local, claro que após ler as resenhas no Kekanto.

Mas escreverei sobre o supermercado, que tem algumas características diferente por oferecerem produtos a granel, como farinhas, derivados de milho, feijão, canjica, milho de pipoca e outros grãos, nada excepcional, mas são poucos os estabelecimento que mantém um setor assim, talvez esse seja um grande diferencial do Pastorinho, e no andar superior ao lado do restaurante, um magazine, mas realmente nem sei se tem esse potencial todo, devido ao baixo movimento observado na visita.
É um supermercado comum... Até subir as escadas e se deparar com um restaurante!

Pode ser estranho, mas é aqui que se encontra um dos meus pratos preferidos: berinjela à parmegiana! Vem com uma porção de arroz, purê e fritas. Mas é A porção!

Todos os pratos são grandes e dá para dividir tranquilo em duas ou três pessoas, dependendo da fome. E é tudo muito gostoso!

O único ponto negativo é que o restaurante todo é um balcão, então sempre está cheio e fica um pouco difícil de conseguir os lugares todos juntos. Mas sempre acabo conseguindo, pois sempre tem gente saindo e a espera não é demorada.

Sempre servem pão francês, cortesia. Mas eu nunca como pois sei que o prato será enorme!

Vale muito a pena!
O Pastorinho tem um certo problema de reposição de estoque e alguns produtos de marcas mais conhecidas, como Lacta, Omo e Ades podem passar meses fora das prateleiras. Não há como ser cliente fiel de um estabelecimento com logística tão conturbada.
Também acho o ambiente bem sujinho e com funcionários mal treinados - comum assistir a uma discussão ou outra.
Serve para quebrar um galho, talvez nem isso.
Ontem à noite, dia 17/03/2013, domingo, estive com minha mãe (uma senhora portadora de mobilidade reduzida), no Supermercado Pastorinho da Vila Mariana. Fomos deixadas no estacionamento por um parente, que posteriormente retornaria para nos buscar. Chovia muito. Como não há elevador para portadores de necessidades especiais, subimos pela rampa, apesar de toda a dificuldade dela em andar. Um funcionário ofereceu a cadeira de rodas, mas no caso dela, é inviável, pois não consegue dobrar a perna em virtude de sério problema nos joelhos. Conforme andávamos pelos corredores realizando nossa compra, ouvimos a gravação de que as atividades se encerrariam em alguns minutos. Só aí nos demos conta de que o Supermercado fecharia às 20h00. Eu não tinha conhecimento do horário de funcionamento, pois era a segunda vez que entrava neste supermercado. Gostei tanto, que quis levar minha mãe para conhecê-lo. Ficamos tranquilas, pois achamos que teríamos tempo para terminar as compras e nosso parente vir nos buscar, afinal, já estávamos lá dentro. Ao passarmos pelo Caixa, percebi que só havíamos nós duas de clientes lá dentro, todas as luzes já estavam sendo apagadas e os funcionários se movimentando, demonstrando pressa para irem embora. Achei estranho terminarem tudo tão rápido, não pensei que fosse assim o encerramento do dia em um supermercado tão grande. Um senhor de nome Ermínio, se não me engano - era o único sem uniforme do supermercado, logo deduzi ser o gerente ou alguém responsável - me perguntou onde estava o meu carro e eu respondi que não estava de carro e que viriam nos buscar. Ele estava apressadíssimo e dizia insistentemente que precisava fechar o Supermercado. Eu perguntei onde poderia esperar com a minha mãe, pois não sabia que fechava as 20h00 e não tinha como sair com ela na chuva. Ele respondeu que eu devia ter lido as placas com os horários. Fiquei tensa e pedi que pelo menos arrumasse um lugar coberto para eu ficar com ela e ele me mostrou o lado de fora do Supermercado, na chuva, mandando que saíssemos, demonstrando que sua única preocupação era fechar o Supermercado, sem se importar com a situação da minha mãe, que usa bengala, tem o corpo bem curvado e anda com muita dificuldade. Fiquei muito nervosa e o avisei que denunciaria a forma desumana com a qual estava tratando minha mãe. Pedi que pelo menos chamasse um táxi para nós. Ele respondeu que táxi era lá na rua! Fomos para fora do supermercado, ele fechou as portas e um segurança é que veio chamar o táxi para nós, provavelmente sensibilizado com a situação. Fiquei indignada com o despreparo desse sr Ermínio para lidar com a inclusão das pessoas idosas, portadoras de necessidades especiais. No táxi minha mãe chorou, sentindo-se desprezada e maltratada.
Minhas compras de mercado são sempre feitas lá. O bom de tudo é que eles possuem um restaurante delicioso. Gosto muito de ir no sábado e aproveitar para comer uma feijoada. Aliás, os pratos de lá são muito bons e bem servidos. Dependendo do prato dá para 3 pessoas, ou se preferir, levar para viagem. O custo benefício é tão bom que o pessoal leva a família inteira para almoçar no domingo. O único porém é que as refeições são servidas em balcão.
Nos finais de semana tem que chegar cedo para não pegar fila!
Costumava ir sempre a esse supermercado mas não para fazer compras.
Eu trabalhava muito próximo e o pessoal ia mesmo para almoçar.
É claro que dentro de um supermercado a gente sempre lembra de comprar alguma coisa pra casa né? Não dá pra sair de mãos vazias, mas nesse horário de almoço as filas são grandes mesmo.
Os preços dos produtos não são os dos mais baratos e a variedade de produtos é limitada. O supermercado não é gigante.

Na área de alimentação, os pratos servidos no almoço não tem preços populares, mas servem muuuuuuuuuuuuito bem duas pessoas. E é o que a gente fazia, pedíamos um prato pra dois.
O mais pedido do pessoal era o bife a parmegiana. Além de ser uma delícia, com um molho bem consistente e mega saboroso, era gigantesco. Acompanha arroz e purê de batatas.

Todos os pratos são deliciosos!
Para começar a avaliação, um resumo rápido:
Antigo, compacto e com estacionamento gratuito na região.
Existem dois lugares que podem servir como estacionamento:
Algumas poucas vagas descobertas na frente do supermercado na própria vergueiro ou o estacionamento coberto com entrada recém reformada na rua lateral que desce para a chácara Klabin.
Estacionamento bem dimensionado e gratuito para o tamanho do supermercado que fica um andar abaixo do piso das compras.
Acesso dos estacionamentos até os pisos de comprar por rampas ou escadas com piso antiderrapante.
Possui de modo geral, produtos comuns, não possui muitos produtos importados no entanto é um dos melhores supermercados da região para comprar carnes.
Com bons cortes, bom atendimento no açogue do supermercado e bons preços, o torna a primeira opção de supermercados para comprar carnes bovinas e suinas da região.
Contra: Filas e mais filas e mais filas.... rs...
O que poderia ser feito: Aumentar o número de caixas conforme o aumento do movimento no supermercado ao longo do expediente.
Passei pela frente desse supermercado com meu primo quando viemos passear por esses lados e fiquei com cara de exclamação: lá em Presidente Prudente - cerca de 500km daqui - também tem um supermercado com o mesmo nome!

Resolvi entrar para conhecer e de fato, esse aqui é maior que o da minha cidade, tem até dois andares! Como estávamos com fome, fizemos uma paradinha para um lanchinho - salgados saborosos - no piso superior. Tava uma delícia!

Ficamos algum tempo passeando e vimos uma boa variedade. Comprei um gatorade porque estava morrendo de sede e passamos rapidinho pelo caixa, não tinha muita fila. Se minha avó é apaixonada pelo de Prudente, imagina se ela ver esse daqui!
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 24

Nota geral Você conhece o Pastorinho Supermercados? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)