Parque da Água Branca

Endereço: Av Francisco Matarazzo , 455 , Barra Funda - São Paulo , SP - Brasil - 05001-000

Telefone:

(11) 3803-...

Clique para ver
Categoria:

Parques

  |   3º melhor em Parques de São Paulo   3º melhor em Parques de São Paulo
Bom para
Famílias, Ir sozinho, Relaxar

Primeira opinião
Paula Th
Horário de funcionamento
Seg.
6h - 22h
Ter.
6h - 22h
Qua.
6h - 22h
Qui.
6h - 22h
Sex.
6h - 22h
Sáb.
6h - 22h
Dom.
6h - 22h


Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Animais permitidos
  • Local para comer
  • Estacionamento


Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


http://br.kekanto.com/como-chegar/parque-da-agua-branca
Notas específicas:
Ambiente
(46)
Produto/Serviço
(33)
Custo-benefício
(24)
Atendimento
(12)
Dicas
Não alimente os diversos animais que vivem no parque para preservação das especies.
Gabriel B.
Sentir a brisa do local.
Douglas A.
Piquenique
Paloma P.
Levar as crianças pra brincar e ter contatos com animais
dinorah
Vá de manhã e leve dinheiro, é difícil aceitar cartões.
Mônica
Ver mais
Opiniões
O melhor programa para um sábado à tarde em São Paulo!
Apesar de morar perto, nunca tinha ido ao Parque da Água Branca.
Me surpreendi bastante com o parque.
Muito mais legal que o Ibirapuera!
Ele não é tãao verde quanto o Ibirapuera, mas tem espaços muito legais para curtir com a família ou amigos.
Por exemplo, há uma casa de barro perto do laguinho, que oferece pão de queijo e bolo de fubá a preços super em conta.
É um parque mais família do que o Ibirapuera e não há tanto espaço para sentar na grama. Mas o que achei legal é que são vários espaços beem diferentes dentro do parque.
No dia que fui lá, era o final de semana do teatro então vários grupos estavam se apresentando e o dia estava muito bonito!
Ah e se você não gosta de animais, evite! Tem galinha, galo e pato por todo o parque haaha :D
Resumindo, excelente opção para quem mora em Perdizes e região!
Este é um parque para começar atividades físicas bem cedinho, talvez em função dos idosos que acordam mais cedo, exatamente as 05:30hs são abertos os portões até seu fechamento as 22:00hs. O parque conta com quase 137.000 m², possui Arena, um Centro de Referencia em Educação Ambiental e outros espaços para exposições e feiras, e atrações culturais como o Museu Geológico e a Casa do Caboclo, quer comer uma cavaca, uma broa de milho, assada na chapa de ferro sobre um fogão a lenha?
Nas manhãs de terça, sábado e domingo, tem uma caprichada feira de produtos orgânicos.
O parque apesar de sua densa vegetação, não é nativa ou resquício de mata atlântica, foi tudo implantado aí. Além dessas atrações, quem visita o parque pode conhecer as espécies mais importantes das bacias hidrográficas do estado no Aquário. O Relógio do Sol é outra atração interessante. Ele marca a passagem do tempo nos diversos países, por meio da observação da posição do sol.
O parque fica numa das avenidas principais da Barra Funda, sendo de fácil acesso tanto de carro quanto de metrô. Possui um estacionamento pequeno (70 vagas), mas dá pra estacionar tranquilamente nas ruas ao redor.
Conversando uma das guias do parque, soube que ele era uma fazenda, e que lá existem duas nascentes, uma escondida pela vegetação e outra aberta a visitação monitorada, pois o local que ela se encontra está em área de preservação.
Há muitos bichos soltos no parque: galinhas, galos, patos, marrecos, pavões, gatos e todos vivem bem ambientalizados. É proibido alimentar os animais, porém na administração é possível pegar a ração deles gratuitamente para alimentá-los.
Também há área para piquenique, área para atividades físicas, playgrounds, lagos com carpas e patos, barracas com comidas e bebidas, e uma área rustica, onde as pessoas vendem doces típicos interioranos e algumas duplas “caipiras” tocam suas “modas” sem cobrar nada.
Há também o Aquário para visitação com o preço de R$ 2,00; espaço de leitura; feira de produtos orgânicos as terças, sábados e domingos; trilhas e o museu geológico onde pode-se ver ossos de dinossauros, rochas, fósseis e outros objetos antigos encontrados ou feitos no Brasil e tem entrada gratuita.
O parque conta ainda com programação para todas as idades, infraestrutura e acessibilidades muito boas.
Ótimo para passear sem pressa, fazer um piquenique e conhecer um pouco mais do Brasil.
O parque fica numa das avenidas principais da Barra Funda, sendo de fácil acesso tanto de carro quanto de metrô. Possui um estacionamento pequeno (70 vagas), mas dá pra estacionar tranquilamente nas ruas ao redor.
Conversando uma das guias do parque, soube que ele era uma fazenda, e que lá existem duas nascentes, uma escondida pela vegetação e outra aberta a visitação monitorada, pois o local que ela se encontra está em área de preservação.
Há muitos bichos soltos no parque: galinhas, galos, patos, marrecos, pavões, gatos e todos vivem bem ambientalizados. É proibido alimentar os animais, porém na administração é possível pegar a ração deles gratuitamente para alimentá-los.
Também há área para piquenique, área para atividades físicas, playgrounds, lagos com carpas e patos, barracas com comidas e bebidas, e uma área rustica, onde as pessoas vendem doces típicos interioranos e algumas duplas “caipiras” tocam suas “modas” sem cobrar nada.
Há também o Aquário para visitação com o preço de R$ 2,00; espaço de leitura; feira de produtos orgânicos as terças, sábados e domingos; trilhas e o museu geológico onde pode-se ver ossos de dinossauros, rochas, fósseis e outros objetos antigos encontrados ou feitos no Brasil e tem entrada gratuita.
O parque conta ainda com programação para todas as idades, infraestrutura e acessibilidades muito boas.
Ótimo para passear sem pressa, fazer um piquenique e conhecer um pouco mais do Brasil.
Como adoradora da natureza, fui conhecer esse parque de fácil acesso, localizado na Barra Funda, na av. Franscisco Matarazzo.
Um lugar agradável para passear com a família e amigos.
Possui grandes espaços para a garotada correr, brincar e ver os animais. Neste caso, há uma grande quantidade de galos e galinhas. É possível ver também macaquinhos pulando de galho em galho e alguns gatinhos escondidos.
No parque tem um "mugeo" e um aquário, onde é possível fazer a visitação. A entrada do museu é gratuita e do aquário apenas R$2 reais.
Durante a semana ocorre vários tipos de oficinas pelo que eu soube. Achei super bacana. Como fui em um domingo, estava tendo um cantinho de leitura, com diversas obras e atividades.
Há também uma área para piqueniques e lagos com enormes carpas.
Achei o lago e os tanques dos peixes meio abandonados, talvez esteja faltando um pouco de cuidado nessa parte.
Tem alguns pontos do parque que estão precisando de mais cuidado e limpeza.
Fora isso, é um bom lugar para curtir o fim de tarde, ou levar as crianças para brincar.
O Parque da Água Branca é muito conhecido pela diversidade cultural que abriga através da promoção de diversos eventos e feiras, o que gera alto volume de turistas e frequentadores. O local é muito bem arborizado, com diversos tipos de árvores, dentre as quais há uma "rota do pau-brasil", com plantas de diferentes localidades do mundo. Há também várias aves, dentre elas galinhas-d'Angola, galos, pavão, gansos, pombas, etc. Em outro espaço fica um aquário e área para cavalos.
Há uma grande arena de terra, além de espaço para caminhar e sentar. É um local que você poderá se abrigar do caos urbano que é São Paulo e curtir o som da natureza.
Um espaço interessante é a praça do idoso, que contém vários instrumentos para o idoso usufruir em prol da qualidade de vida e realizar exercícios físicos, dentre os quais, a curiosa escada para dedos!
Está próxima do Memorial da América Latina, terminal Barra Funda, UNINOVE, shopping West Plaza, Villa Country, etc.
Local calmo, sempre com algum tipo de evento. O acesso dele é fácil, fica próximo ao terminal da Barra Funda e é praticamente impossível de se perder. Tive o prazer de ir com minha namorada na feirinha cigana no final do ano passado e foi um dia muito gostoso. Danças, comidas diferentes, tudo pra fugir um pouco da rotina de correria de São Paulo e se ligar um pouco mais com a natureza.

O parque em si é lindo e bem cuidado. Animais em todos os cantos (desde galinhas até gatos!), pessoas tranquilas e tudo que você precisa pra descansar em um final de semana. Se você tem um namorado ou namorada, posso dizer: o clima de lá é romântico se vocês gostarem de locais a céu aberto pra passear e de animais. Sem contar que em cada cantinho que você vai, tem algo pra comer e sempre são coisas gostosas feitas com a maior higiene.

E se você não gostar de comer em lugares assim, não tem problema! Do outro lado da Av. Francisco Matarazzo tem alguns restaurantes, e seguindo a avenida sentido Lapa (coisa de 300 metros) você tem o Shopping West Plaza pra comer e depois voltar pra ficar numa boa.

Recomendo!
Fui pela primeira vez este ano, 2014, sempre passava na frente, mas nunca tinha entrado.

Foi em uma reunião de trabalho, com duas amigas, e que tornaram-se companheiras de trabalho.

Fomos lá pra cima, onde tem umas mesas de madeira grandes e cadeiras confortáveis, conversamos, tivemos ideias, foi bem legal.

O parque é bem grande, com áreas diferentes entre sí, parquinho para crianças, animais em alguns lugares, é bem agradável.

Bom para levar alguém para conversar, dar uma namorada, piquenique, bem agradável.

Recomendo
O PArque da Água Branca é um pedaço do interior em São Paulo, entrando lá vc vai ver galinhas correndo soltas, tem cavalos (é possivel fazer aulas de equitação), uma arena onde acontecem apresentações, uma infinidade de cursos e oficinas para a terceira idade, bailes também voltados para a terceira idade.
Nos finais de semana das 07 às 12 hs acontece a famosa feira de produtos orgânicos que é muito boa e tem preços mais baratos para esses produtos do que os praticados nos supermercados
Tem um aquário (entrada R$ 2,00), espaço de leitura com diversos livros da literatura nacional e onde acontece contação de histórias, oficinas e saraus.
Ainda tem a Casa do Caboclo que nada mais é do que uma réplica das casas do interior de antigamente, lá funciona um café onde vc pode provar as delicias do interior. Acho que é um bom lugar para levar as crianças para que elas conheçam as coisas simples do interior
É um dos lugares mais legais para um passeio de tarde com a família, filhos ou namorada. Muito tranquilo, área aberta, com diversas opções para se divertir. Passeios de charrete, trilhas, mesas para pique-nique e até mesmo alguns animais para a diversão das crianças como pavãos, gansos e patos.
Ótimo para quem gosta de passeios ao ar livre ou caminhadas. C
Acredito que seja um dos parques mais arborizados de São Paulo, localizado no bairro da Barra Funda, foi idealizado com objetivo de abrigar exposições e trabalhos de zootecnia.

Há diversos animais soltos no local, que recebem acompanhamentos regulares de veterinários e só se alimentam de produtos orgânicos, entre eles: gatos, galinhas, pavões, patos, entre outros.

Falando em alimentos orgânicos, no local ocorre uma das feiras de orgânicos mais famosa da cidade e o chamado 'café da manhã orgânico', que acontece quase todas as manhãs. Esse último havia sido ameaçado pela construção de uma praça de alimentação no local, que não teve sucesso por conta da amplitude das manifestações contra a empreitada.

Aos finais de semana o parque promove festas temáticas, com diversas atividades para todas as idades.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 113

Nota geral Você conhece o Parque da Água Branca? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)