Panela de Ferro

Endereço: Av Monte Verde, 1172 , Monte Verde , MG - Brasil

Telefone:

(35) 3438-...

Clique para ver
Categoria:

Restaurantes

  | Rank: 7º de 32
Preço por pessoa

Bom para
Comer muito, Encontros românticos, Famílias

Primeira opinião
Bruno Yoshimura

Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


http://br.kekanto.com/como-chegar/panela-de-ferro-6
Notas específicas:
Ambiente
(4)
Comida
(4)
Atendimento
(4)
Bebida
(4)
Custo-benefício
(4)
Dicas
Risoto de funghi secchi com picanha na chapa
Daniel N.
Vista uma roupa velha e cubra os cabelos.
Pedro P.
Deixe para almoçar depois que tiver feito tudo. Acredite em mim quando digo que depois de almoçar aqui, a única coisa que você vai querer depois é dormir!
Fred B.
Faça reserva
Jorge M.
Opiniões
O Panela de Ferro foi um verdadeiro achado na ótima Monte Verde!
Localizado na rua principal o ambiente é bem rústico e nota-se que o restaurante é antigo, porém o atendimento é muito atencioso e a comida não é boa, é sensacional! Eu arrisco a dizer que foi o melhor filé a parmegiana que eu já comi na minha vida! O tamanho da porção merece um comentário à parte, pois o prato para duas pessoas serviria pelo menos três caminhoneiros facilmente, com direito a repeteco! É muita comida, o tempero é caseiro caseiro e o custo benefício é ótimo!
Ultra recomendado para o almoço já que o jantar pede um fondue ou uma massa.

Um charmoso restaurante situado bem na entrada de Monte Verde, com especialidade nas carnes de costelas deliciosas, você saboreia uma boa taça de vinhos, uma boa dica vá com dinheiro no bolso, pois lá não aceitam cartões, e a cidade não tem agências bancárias, o acesso a internet também não é fácil nessa localidade.
Quem me conhece sabe que sou fã incondicional de Monte Verde, para onde não raro fujo para comer uma boa comida, apreciar as belas paisagens, subir às montanhas ou, simplesmente, ficar sem fazer absolutamente nada.

Tranquilidade, clima de montanha e variada oferta gastronômica são os pontos-chave de quem procura Monte Verde para descansar. O crescente aumento dos turistas nos últimos 10 anos, que passaram a buscar Monte Verde como uma alternativa à caótica e sempre cheia Campos do Jordão, trouxe desenvolvimento à região – a antes esburacada estradinha de terra que sai de Camanducaia agora é um tapete de asfalto, novos restaurantes e hotéis instalaram-se na região, mirando um público cada vez mais exigente, mas com disposição para gastar.

Por outro lado, ainda é possível contar nos dedos a quantidade de ruas com algo parecido com asfalto, a famosa agência do Bradesco no centrinho é a única do gênero na região e enfrentar os constantes atoleiros das estradas que dão acesso às montanhas em dias pós-chuva ainda seja um verdadeiro tormento.

Bastante procurada por amantes de esportes de aventura, conta com imponentes montanhas da Mantiqueira, cujos picos se elevam a mais de 2000 metros de altura, que podem ser exploradas a pé ou por motocross: Pedra Redonda, Pedra Partida, Pico do Selado, Chapéu do Bispo.

Monte Verde também atrai os casais que procuram paz e sossego, gostam de um friozinho acompanhado por um bom vinho/fondue e não abrem mão de um bom chalé com lareira, cama king size e todo o conforto possível. A rede hoteleira reúne mais de 50 estabelecimentos, onde Kuriuwa e Myrante da Colyna destacam-se pela busca da perfeição nos mínimos detalhes. Para os(as) pequenos(as), o Cabeça de Boi é referência.

Existe ainda um terceiro grupo de turistas que visita Monte Verde, em busca de locais para apreciar uma boa cachaça mineira, tendo Salinas como referência para os principais rótulos. Existem várias lojinhas no centro onde é possível provar e comprar a “marvada”, envelhecida de tudo quanto é jeito. Para mim a melhor loja do gênero é a “A Pioneira”, que também vende queijos, salames, licores, além de doces de leite, nata e compotas.

Monte Verde hoje conta com restaurantes de qualidade elevada, que oferecem aos visitantes desde a tradicional comida mineira até opções das cozinhas italiana, alemã e portuguesa, entre outras. O único porém dos restaurantes é a atual moda da “Música ao Vivo” na hora do almoço, usada à exaustão por praticamente todos os estabelecimentos da cidade. Deixo claro que não tenho nada contra às pessoas que ganham seu sustento de forma digna, mas acho que música ao vivo em plena hora do almoço não combina. Jantar naturalmente tem um clima mais relax, mas sentar para almoçar com música alta na orelha enche o saco.

Um dos meus preferidos (que infelizmente também tem musica ao vivo no almoço) é o Panela de Ferro, provavelmente um dos melhores da cidade. Ambiente rústico, tem como carro-chefe as carnes, com destaque para a picanha na pedra e a costela bovina no bafo, sem esquecer as fondues e trutas.

Cardápio na mão, Erdinger geladíssima (e bem tirada) à mesa, pedi um risoto de funghi secchi acompanhado de fatias de picanha na chapa. Não me lembro de ter comido risoto tão bom - sabor intenso (e muitos pedaços) de cogumelos, úmido à perfeição. A picanha, supostamente a estrela do prato, temperada apenas com a insuperável dupla sal grosso/pimenta e grelhada na pedra, estava suculenta e tenra. Prato para comer de joelhos.

A Luciana pediu a costela bovina no bafo, acompanhada de arroz branco, feijão tropeiro, ovo frito, couve, banana frita à milanesa. Nada mais mineiro. Cozida durante horas, a carne solta com o simples toque do garfo. Feijão tropeiro bem temperado, ovo com gema mole. Ela gostou tanto, mas tanto, que voltamos à Monte Verde pouco tempo depois, só para repetir a dose. E estava bom idem.

Caso ainda tenha sobrado algum espacinho na barriga, pague a conta e saia para caminhar umas duas quadras na direção oposta à entrada da cidade. Em frente ao Bradesco existe uma lojinha de doces e sorvetes, se não me engano chamada “Doce Art”, que vende uma das melhores tortas de chocolate que já comi, um pedaço bem servido por um preço que é uma piada: R$ 3,50.

Valor da conta: 1 cerveja, 1 suco, 2 pratos, serviço = R$ 110.

Endereço: Av. Monte Verde, 945 – Monte Verde, Camanducaia – MG
Telefone: +55 (35) 3438-1785
Estacionamento: Na rua, UAI!

O Viajante Comilão - http://oviajantecomilao.blogspot.com
Pelas características naturais de Monte Verde, a maioria dos restaurantes servem trutas da melhor qualidade e procedência. Além disso, você pode encontrar muita comida típica mineira, sopas, fondues, chocolates e chás. Também percebi a presença das cozinhas alemã e portuguesa.

Por estes motivos, queria muito comer uma boa truta. O Bruno (aqui do Kekanto) visitou esta cidade um pouco antes de mim e disse que experimentou muitas trutas nos restaurantes locais, mas que a melhor era a deste lugar.

Sem dúvida nenhuma, fui logo em minha primeira noite. A fachada é bonita e o recinto é trânquilo, exceto pelo fato de estar passando Fantástico no telão.

Atendimento muito bom e comida melhor ainda. Comi a Truta ao molho de maças com batatas salteadas. Não gostei tanto do molho pois faltou o gosto agridoce e o sabor da maça era muito leve.

Mas a truta em si estava excelente, a melhor que já comi até hoje. Pra beber, escolhemos a deliciosa Baden Baden Red Ale!
Primeira opinião do lugar
Ficamos com vontade de conhecer este restaurante pois à noite estava lotado por causa do rodízio de fondue (R$ 40,00 com queijo, carne e doces).

Fomos almoçar truta e logo pedimos uma coca gelada de garrafinha. Para comer, escolhemos a truta com alcaparras, batata sauté e arroz (R$32,90).

Essa foi a melhor truta grelhada que já comi: simples, saborosa, sem miséria de alcaparras, quase sem espinhos e sem a pele.

O único inconveniente era o cheiro de fritura por causa dos recheauds de picanha.
Exibindo de 1 a 11
Total de opiniões: 11

Nota geral Você conhece o Panela de Ferro? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)