Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Paellas Pepe?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f
Paellas Pepe

Paellas Pepe

Rua Bom Pastor , 1660
São Paulo , SP - 04203-002

Telefone: 11 3798-7616


Preço por pessoa:

$$$ (De R$51 até R$100)

Categoria:
Restaurante Espanhol
Ranking: #1 de 24
Site oficial:
paellaspepe.com.br
Formas de pagamento:
Crédito:
Débito:
Horário de funcionamento:
Seg.: Fechado
Ter. a Qui.: 19:30 às 23:30
Sex.: 12h às 15h e 19:30 às 0h
Sab.: 12h às 16h e 19:30 às 0h
Dom.: 12h às 17h
Primeira opinião por:
mahanaga centro d...
Detalhes:
Acesso para deficientes
Ar condicionado
Aceita reservas
Mesas ao ar livre
Inaugurado em 1998
140 lugares
Proibido fumar
Couvert artístico: Sexta e sábado R$ 15,00
Menu executivo: Somente sexta-feira almoço R$ 39,00 buffet de entradas, saladas e Paella do Pepe a vontade.
Música: Sexta e sábado Show Flamenco
Faz entregas
Estacionamento: Manobrista Pago

Quer receber ofertas do Paellas Pepe?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
2 estrelas
0
Notas específicas:
Ambiente
(20)
Comida
(20)
Atendimento
(20)
Bebida
(18)
Custo-benefício
(20)
Mostrar:
Dicas  (15)
Sibely N.K.
Almoço é bem sossegado. Dá pra pagar o estacionamento com a conta lá dentro.
Sibely N.
Maria Helena Garcia
Chegue cedo, antes das 21h, no final de semana.
Maria H.
Samia
Faça reserva, e aproveite pra ir de sex. e sáb., quando acontecem as apresentações de flamenco.
Samia
Classificar por:
Opiniões   (37)
 
Que tal comer uma ótima paella, servida à vontade, o quanto aguentar e ainda repetir quantas vezes quiser por módicos R$ 49?

Localizada no coração do Ipiranga, a poucas quadras do Museu da Independência, a Paellas Pepe ocupa desde 1999 um sobrado onde, há mais de 50 anos, foi a fundição de bronze da família Benedetti. Com o fim da fundição, o patriarca construiu duas casas para os seus filhos. Um deles, chamado Emilio, tornou-se genro do espanhol José Gutierrez Espin, mais conhecido como “Pepe”, que lhe passou a tradição de fazer paella aos amigos e familiares.

A Paellas Pepe não é um restaurante comum. A sensação ao entrar é a mesma que temos ao entrar no quintal da casa da nossa avó ou de um parente num jantar aos domingos: famílias reunidas, crianças correndo pelo salão, pessoas de mesas diferentes em pé conversando e rindo.

O atendimento busca ser prestativo em todos os sentidos, desde a entrada até os chefs que preparam a paella. A idéia é que você sinta-se parte da família.

O único porém: das três vezes em que estive na casa, em duas tive o azar de ser atendido por garçons que, aparentemente, não estavam num bom dia. Não interferiram no atendimento, não foram mal-educados, mas também não estavam muito dispostos a ajudar, a explicar o cardápio, a dar sugestões.

A grande atração da casa é a Paella Del Pepe, preparada às sextas, sábados e domingos. Na lista de ingredientes, carne de frango ou coelho, arroz, açafrão (de boa qualidade, diga-se), ervilha, pimentão, tomate, cebola, vagem e muitos frutos do mar – vôngole, mexilhão, camarão e lagostim.

Para se fartar de paella, só existe uma regra: é obrigatório fazer reserva. Se chegar e estiver lotado, não tem como entrar, pois não tem fila de espera. Portanto, sem reserva, sem chance.

Nos fundos do salão, ficam duas paelleiras gigantes, onde as iguarias são preparadas ali mesmo, na frente dos clientes. O ritual completo dura aproximadamente 2 horas, e o tamanho depende do número de pessoas que fizeram reserva. Dica: chegue cedo (entre 19hs e 19h30) e sente-se nos fundos do salão para assistir o preparo de pertinho.

Quando a paella fica pronta, eles tocam um sino. Em poucos segundos, está formada uma fila. Mas não se assuste, a fila some rapidamente – todos saem com pratos generosamente servidos. E sim, você pode se servir à vontade, quantas vezes quiser. Não tem pegadinha, não tem letrinha miúda. É “all you can eat” mesmo!

Para abrir o apetite enquanto aguarda o sino tocar, peça o couvert Las Tapas (R$ 8,60), com cubinhos de tortilhas, vinagrete de frutos do mar, mexilhão e uma saladinha com jamón. A porção de jamón Pata Negra (R$ 56,90) é cara, mas vale cada pedacinho.

A carta de vinhos poderia ter mais rótulos espanhóis. Muito pedida, a sangria da casa (R$ 19,90), disponível nas versões tinta e branca, é servida numa jarra de 1 litro com boa quantidade de frutas picadas. A sangria é boazinha, refresca e é boa companheira da paella, mas pessoalmente não está entre as melhores que já bebi.

Para quem não come paella, há outras opções no cardápio – a versão completa, com preços, está disponível no site do restaurante - tem bacalhau, frutos do mar, filé de pescada, filet mignon. Para os vegetarianos, apenas um prato: ravioli ao molho de tomates.

De sobremesa, peça o churros com sorvete. A massa é densa, mas a fritura não pesa. O doce de leite é sensacional, e o sorvete ajuda a equilibrar sabores. Recomendadíssimo!

Os shows de flamenco, realizados às sextas e sábados após o jantar, são outro grande diferencial da cada. Se você conseguiu sentar-se no fundo do salão para assistir de pertinho a preparação da paella, terá visão privilegiada do palco. Cada semana, o show fica por conta de uma escola de dança de São Paulo.

Se você já teve a oportunidade de assistir um show de flamenco na Espanha, fique tranquilo: as apresentações do Pepe são tão boas quanto as originais. E ainda tem paella à vontade.

O Viajante Comilão - http://oviajantecomilao.blogspot.com
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Jantar, Vinho, Famílias, Experiências gastronômicas, Realizar eventos pessoais, Ponto turístico, Gastar pouco
Nubi@:
Achei muito interessante o restaurante, os camarões com casca é que não me agradam mesmo. Mas preciso visitar assim que for em SP novamente.
Conteúdo inválido
 
Já fui alguma vezes ao restaurante e acho a paella boa. O lugar fica em uma casa onde a parte térrea é dedicada ao restaurante. As mesas ficam espalhas e perto dessas "os postos de abastecimento da paella" . Os cozinheiros fazem a paella al na hora nas enormes frigideiras e quando esta pronta tocam um sino para todo mundo ir degustar, o esquema é coma até morrer. Gosto de lá mas acho que poderia ter um pouco mais de frutos do mar na paella, mas está valendo. A única coisa chata é ter que ficar abrindo os camarões e lagostins. É necessário fazer reserva. Vale a pena visitar.
Bom para: Experiências gastronômicas, Realizar eventos pessoais, Cerveja, Drinques, Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Jantar, Almoçar
 
Frequentamos o Paellas Pepe há uns 4 anos, fica bem pertinho de casa, na Rua Bom Pastor, n. 1660. É um restaurante familiar espanhol que serve ótimas paellas que são preparadas na hora, na frente dos clientes. Você paga um valor fechado e come paella à vontade! Fomos até lá no dia 14/02/13 e estava R$ 49,00 por pessoa.

Além da tradicional paella, servem alguns pratos à la carte como o Bacalhau à Espanhola, Plancha del Mariñero e Filé de Pescada à la Plancha.

Trabalham apenas com reservas, desta forma a paella está sempre fresca e não falta para ninguém! rs

Servem algumas entradas como o Couvert las Tapas, com aperitivos típicos (R$ 8,60 por pessoa) e o Jamón Ibérico Pata Negra, porção a R$ 56,90. A carta de vinhos possui bons rótulos. Indicamos o vinho Pata Negra Gran Reserva a R$ 68,00. Para os dias quentes, uma boa pedida é a jarra de sangria.

Às sextas e sábados à noite acontecem apresentações de dança flamenca. Há grupos muito bons e a apresentação ocorre depois do jantar, eles apagam as luzes e acendem as velas nas mesas para que o ambiente fique bem gostoso.

É um restaurante bacana tanto para casais como famílias. Possui valet na porta, mas estacionamos na rua ao lado, pois sempre tem vaga.

No site www.grubster.com.br dependendo do dia da semana, você consegue 30% no valor da conta!

Já no próprio site do restaurante, na aba promoções, o acompanhante tem 50% de desconto na paella nos jantares de terça a quinta-feira.

Como viram, não falta promoção para que conheçam o restaurante! rs
Dica: Vinho Pata Negra Gran Reserva, descontos no site do próprio restaurante e no Grubster.
 
Que tal comer uma ótima paella, servida à vontade, o quanto aguentar e ainda repetir quantas vezes quiser por módicos R$ 49?

Localizada no coração do Ipiranga, a poucas quadras do Museu da Independência, a Paellas Pepe ocupa desde 1999 um sobrado onde, há mais de 50 anos, foi a fundição de bronze da família Benedetti. Com o fim da fundição, o patriarca construiu duas casas para os seus filhos. Um deles, chamado Emilio, tornou-se genro do espanhol José Gutierrez Espin, mais conhecido como “Pepe”, que lhe passou a tradição de fazer paella aos amigos e familiares.

A Paellas Pepe não é um restaurante comum. A sensação ao entrar é a mesma que temos ao entrar no quintal da casa da nossa avó ou de um parente num jantar aos domingos: famílias reunidas, crianças correndo pelo salão, pessoas de mesas diferentes em pé conversando e rindo.

O atendimento busca ser prestativo em todos os sentidos, desde a entrada até os chefs que preparam a paella. A idéia é que você sinta-se parte da família.

O único porém: das três vezes em que estive na casa, em duas tive o azar de ser atendido por garçons que, aparentemente, não estavam num bom dia. Não interferiram no atendimento, não foram mal-educados, mas também não estavam muito dispostos a ajudar, a explicar o cardápio, a dar sugestões.

A grande atração da casa é a Paella Del Pepe, preparada às sextas, sábados e domingos. Na lista de ingredientes, carne de frango ou coelho, arroz, açafrão (de boa qualidade, diga-se), ervilha, pimentão, tomate, cebola, vagem e muitos frutos do mar – vôngole, mexilhão, camarão e lagostim.

Para se fartar de paella, só existe uma regra: é obrigatório fazer reserva. Se chegar e estiver lotado, não tem como entrar, pois não tem fila de espera. Portanto, sem reserva, sem chance.

Nos fundos do salão, ficam duas paelleiras gigantes, onde as iguarias são preparadas ali mesmo, na frente dos clientes. O ritual completo dura aproximadamente 2 horas, e o tamanho depende do número de pessoas que fizeram reserva. Dica: chegue cedo (entre 19hs e 19h30) e sente-se nos fundos do salão para assistir o preparo de pertinho.

Quando a paella fica pronta, eles tocam um sino. Em poucos segundos, está formada uma fila. Mas não se assuste, a fila some rapidamente – todos saem com pratos generosamente servidos. E sim, você pode se servir à vontade, quantas vezes quiser. Não tem pegadinha, não tem letrinha miúda. É “all you can eat” mesmo!

Para abrir o apetite enquanto aguarda o sino tocar, peça o couvert Las Tapas (R$ 8,60), com cubinhos de tortilhas, vinagrete de frutos do mar, mexilhão e uma saladinha com jamón. A porção de jamón Pata Negra (R$ 56,90) é cara, mas vale cada pedacinho.

A carta de vinhos poderia ter mais rótulos espanhóis. Muito pedida, a sangria da casa (R$ 19,90), disponível nas versões tinta e branca, é servida numa jarra de 1 litro com boa quantidade de frutas picadas. A sangria é boazinha, refresca e é boa companheira da paella, mas pessoalmente não está entre as melhores que já bebi.

Para quem não come paella, há outras opções no cardápio – a versão completa, com preços, está disponível no site do restaurante - tem bacalhau, frutos do mar, filé de pescada, filet mignon. Para os vegetarianos, apenas um prato: ravioli ao molho de tomates.

De sobremesa, peça o churros com sorvete. A massa é densa, mas a fritura não pesa. O doce de leite é sensacional, e o sorvete ajuda a equilibrar sabores. Recomendadíssimo!

Os shows de flamenco, realizados às sextas e sábados após o jantar, são outro grande diferencial da cada. Se você conseguiu sentar-se no fundo do salão para assistir de pertinho a preparação da paella, terá visão privilegiada do palco. Cada semana, o show fica por conta de uma escola de dança de São Paulo.

Se você já teve a oportunidade de assistir um show de flamenco na Espanha, fique tranquilo: as apresentações do Pepe são tão boas quanto as originais. E ainda tem paella à vontade.

O Viajante Comilão - http://oviajantecomilao.blogspot.com
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Jantar, Vinho, Famílias, Experiências gastronômicas, Realizar eventos pessoais, Ponto turístico, Gastar pouco
Nubi@:
Achei muito interessante o restaurante, os camarões com casca é que não me agradam mesmo. Mas preciso visitar assim que for em SP novamente.
Conteúdo inválido
 
Há muito tempo eu tinha vontade de conhecer o Paellas Pepe. E a tão esperada visita ocorreu no último dia 03/09/2011 durante o restaurantweek.

O esquema lá funciona da seguinte forma:

- ligue para fazer a reserva. Eles só atendem com reserva!

- chegue lá por volta das 19 - 19:30hr para acompanhar o preparo do prato. A preparação por sí só é um espetáculo a parte.

- Prefira sentar no fundo do salão. O fogão lá é comandado pela dona do restaurante, uma senhora simpaticissíma. Fonte seguras me disseram que ninguém prepara a Paella como ela, nem mesmo os outros chefs de cozinha que trabalham no restaurante.

- Se desejar, peça o cardápio (também disponível no site com preços). mas eu sinceramente acho essa etapa totalmente dispensável, já que a razão da visita é a PAELLA DEL PEPE. Ela custa 49,00 reais por pessoa e é no esquema coma a vontade. E acredite, você vai querer comer MUITO!

- logo que se sentar verá no fogão um tacho enorme com o caldo da paella em ebulição. na sequência entra o arroz e alguns minutos depois o principal: camarão (enormes, por sinal), lagostim, lula e mexilhões. Tudo muito bem organizado. Passam alguns minutos sob a vigilância constante da chef e quando o prato fica pronto ela toca o sino para que todos se levantem e venham ser servido. (veja nas fotos algumas das etapas do preparo)

- Depois disso, é só diversão para as papilas gustativas!!

O restaurante tem ainda outros atrativos como: um ambiente super charmoso, uma recepcionista agradável, a simpatia da chef (como já comentei)... só o garçom que nos atendeu que não estava em um dos seus melhores dias, mas acredito ser um caso isolado, pois a equipe como um todo é muito atenciosa.
Dica: chegar as 19:30h e sentar no fundo!
Bom para: Ir com amigos, Casais, Jantar, Comer muito, Famílias
 
De todos os restaurantes que visitei nas duas primeiras semanas do SPRW (El Patio, Oryza, Bistro Crepe de Paris, Vinheria Percussi e Dui ) nenhum conseguiu reunir o bom atendimento (garçons atenciosos), fartura, comida de qualidade e preço justo. Nenhum. Vamos às comparações. Por isso, resolvi comparar os restaurantes visitados ao Paellas Pepe, que foi a grande surpresa da nona edição do evento.

A sangria no Dui é linda e saborosa, mas custou 43 reais. Uma jarra maior com sangria no Paellas Pepe custou 19,90 e não conseguimos tomar tudo.

Um fã do Oryza já comentou aqui sobre a qualidade do arroz, que o arroz é sei lá de onde e, por isso, algumas pessoas acham justo pagar 40 reais por uma pequena porção de arroz com rabada. Não é uma crítica, apenas um comentário. Cada um escolhe se quer ou não pagar o valor cobrado pelo prato.

O El Patio economizou na quantidade de jamón da salada. No Paella tinha muito jamón nas tostadas de entrada.

O Bistro Crepe de Paris pecou no atendimento. Como ficamos no último e abandonado andar do restaurante, por algumas vezes me senti abandonada. Demoramos para pedir a bebida, o cardápio e até mesmo a conta – tanto que resolvemos pagar direto no caixa para não esperar mais alguns minutos. Se for ao Paella do Pepe peça para ser atendido pelo Douglas, o garçom mais simpático que nos atendeu até agora, de todas as edições do São Paulo Restaurant Week. Sem falar que a gorjeta, os 10%, você entrega para o garçom e não para o restaurante!
Dica: Restaurante bom e barato, com comida excelente!
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Jantar, Comer muito, Famílias
 
O local é simples e aconchegante, possui shows de dança flamenca e costuma ficar cheio, por isso é necessário efetuar agendamente antecipadamente.

A grande atração é a paella que é feita em tachos enormes e é preparada na frente dos clientes pelos simpáticos chefs.

É uma das melhores paellas que já comi. A fartura é grande, coma a vontade! Não economizam nos camarões, lagostins e lula.

Recomendo a sangria para acompanhar!
Bom para: Almoçar, Comer muito
 
Levei minha mãe nesse restaurante a uns dois anos atras, o sucesso foi tanto que ela voltou com seu namorado.
Pensa num restaurante que não parece restaurante, ele era uma casa, que com os anos deve ter crescido de maneira desproporcional com isso as coisas não são perfeitas como um restaurante preparado! isso pra mim é algo bom, por que vou lá, parece que estamos fazendo Paella em casa, com td a família, pois vc além de ver a Paella sendo preparada, ainda pode desfrutar de um sangria e ver um show de flamingo, tipica dança da Espanha!
A maioria dos funcionários, são da família que administra o restaurante, então na panela de Paella, provavelmente você vera umas senhora cozinhando os condimentos e preparando o tipico prato Espanhol!
Posso dizer que lá não tem miséria, pois os camarões e lagostis da Paella são enormes e deliciosos.
vale a pena com certeza, por apenas R$ 49,00 você come a vontade, o quanto aguentar e repete quantos crustáceos você conseguir!
Vale muito a pena mesmo!
 
Como é gostoso ir no pepe!
adoro o lugar, ambiente bacana e bem limpo, otimo atendimento, vc ve o chef fazer na sua frente a paella que é uma delicida e da para comer um caminhão!
não deixe de beber a sangria da casa! uma delicia!
Bom para: Ir com amigos, Jantar, Comer muito, Famílias, Gastar pouco
 
Pepe legal

Imagino que os toats internacionais do Alê tenham deixado muita gente com vontade de comer paella. Como a Espanha é um pouco… digamos assim… fora de mão, recomendo o Paellas Pepe, no Ipiranga, em São Paulo.

A paella preparada nos finais de semana pelo chef Mario, filho da dona Pilar, é servida à vontade na casa da família.

É preciso fazer reserva com pelo menos um dia de antecedência por telefone ou até sexta-feira no site. Depois é só chegar e se esbaldar com a receita que leva lagostin, mariscos, vôngoli, camarões, frango e legumes. Para beber, recomendo uma gelada de 600 ml ou a sangria de vinho branco.

Enquanto espera o sino tocar – é o aviso de que chegou hora de entrar na fila para fazer seu pratão – peça ‘Las Tapas’ – tortilla, lula in su tinta, marisco temperado, vinagrete de frutos do mar, um tipo de frio espanhol e cesta de pães (15 reais para até quatro pessoas).

Para quem prefere variar ou então não gosta de paella (¿Cómo?), a casa oferece opções individuais que podem ser pedidas na hora da reserva. Lulas recheadas e até filé com fritas estão no cardápio.

Me lembro da primeira vez que fui desvendar o Paellas Pepe há uns quatro ou cinco anos. O sobrado não tinha placa. Entrei de fininho, meio tímida pelo extenso quintal lateral como se estivesse chegando no almoço de domingo de parentes desconhecidos. Logo a simpática Pilar veio indicar uma das poucas mesas e, em pouco tempo, me senti em casa.

Com o sangue dos conquistadores nas veias, a família Pepe fez o negócio prosperar. O restaurante, que começou modestamente oferecendo shows de música e dança flamenca nas noites de sábado, ganhou placa, manobrista na porta, ampliou o número de mesas e deu um belo upgrade no site. Delivery, eventos e cursos de paella também estão no cardápio.

O curso, para turmas de até seis pessoas, perece bem interessnate. Por 300 reais você faz a aula, almoça e ganha um kit, incluindo um fogareiro que se adapta ao fogão para fazer a paella em casa. Se preferir apenas fazer a aula e almoçar o pacote sai por 100 reais.

O preço aumentou um pouco nestes anos, mas a excelente comida e o esquema ‘lá em casa’ valem os 'pilas' que você vai pagar para a dona Pilar.

O Pepe ainda oferece um agrado no jantar da sexta-feira. Basta acessar a Promoção no site e levar o cupom impresso. A mesa ganha uma sangria ou uma porção de presunto (jamon) serrano. ¡Oba! Que tal?

(Post publicado originalmente no blog Braun Café em 24 de fevereiro de 2007)
Bom para: Ir com amigos, Jantar, Almoçar, Comer muito, Famílias
 
Existem vários restaurantes espanhóis famosos em São Paulo, como o La Coruña ou o Don Curro. Porém, adivinhem quanto custa comer uma paella em algum deles... Numa busca pela iguaria espanhola à um preço mais acessível, acabamos encontrando o Paellas Pepe, uma surpresa muito agradável. Em uma casa no Ipiranga, a paella é preparada às sextas, aos sábados e domingos. A casa trabalha somente com reservas. Dependendo do número de pessoas, a paella é preparada em maior ou menor quantidade. Em duas grandes panelas no meio das mesas, o prato é cozinhado lentamente, aos olhos dos clientes que, enquanto esperam, bebem uma refrescante sangria. Quando finalmente fica pronta (YES!), o sino é tocado e os famintos clientes formam uma fila para se servir.

É isso, paella à vontade pela honesta quantia de R$ 30,00 por pessoa. Imperdível. Ambiente super agradável, comida espetacular e cabe no bolso. Confiram.
 
Excelente restaurante! Paella deliciosa e impecável. O sistema de coma a vontade é interessante e vale a pena. Preço justo.
Experimente a sangria.
Dica: Prove a sangria.
Bom para: Ir com amigos, Casais, Jantar, Famílias
Enviado
via iPhone
 
Ligamos uma semana antes, reservamos a mesa e no dia chegamos lá as 20h00 (você tem que avisar que horas vai chegar) e fomos acomodados na primeira mesa, bem ao lado de onde a dona Maria del Pilar Gutiérrez Benedetti fica preparando a paella que demora 2 horas pra ficar prontinha e é servida as 21h30 quando ela bate o sino avisando que todos podem se servir.

A paella é linda, sim, lindíssima, parece uma pintura! O aroma é um espetáculo e eu como estava ao lado fui acompanhando o passo a passo do preparo e do cuidado como ela vai adicionando cada ingrediente,
Como ainda haveria um tempo para ela ficar pronta pedimos uma porção de Calamares fritos
)que é uma porção de lula a doré com um molho bem gostoso e fatias de limão siciliano) R$36.40.

Como fomos numa sexta, após as 22 horas começa o show de flamenco e mais 15 reais é cobrado por pessoa por conta disso.

Bem, vamos ao que interessa. A paella estava deliciosa, super saborosa, tudo no ponto e super bem caprichada, com tudo que se tem direito.. o frango estava espetacular! Os vongoles, as ostras, mexilhões, camarões, os camarões imensos e as lagostins ... Hmmmmm uma maravilha. Meu prato foi servido fartamente e ainda repeti (que gulosa ahaha) Os 49 reais foram bem pagos e saí de lá super satisfeita!

Uma curiosidade, no dia que eu estava lá jantando havia uma equipe do SPTV gravando uma matéria (que envolvia a final Espanha x Brasil na Copa das Confederações) e por isso estava meio tumultuado de luzes e câmeras e etc, mas mesmo assim assim que o sino tocou eles deram um tempo e foram comer também rs.

Recomendadíssimo!
Dica: Almoço é bem sossegado. Dá pra pagar o estacionamento com a conta lá dentro.
Bom para: Paquerar, Experiências gastronômicas, Reuniões de negócios, Realizar eventos pessoais, Vinho, Drinques, Casais, Famílias, Ir com amigos, Jantar, Almoçar
 
Para não estender muito, maravilhoso atendimento, local descontraido e a Paella sensacional.
Se não foi ainda, esta perdendo e quem conhece quer voltar.
Marcelo Bazz:
Oi Sheila. Voce vai encontrar um ambiente super agradavel, onde a paella pode ser acompanhada de perto enquanto esta sendo preparada. Vc será servida com a quantidade que 'aguentar', vá com calma, pode repetir,rrss.. tem para todos. Quanto ao valor pago, é por pessoa (não é porção), justo e honesto pela iguaria. Continuo recomendando, 100%
Conteúdo inválido
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 37

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
18
Seus check-ins aqui
0