Original Bar

Endereço: Rua Graúna, 137 - Moema , Moema - São Paulo , SP - Brasil - 04514-000

Telefone:

11 5093-94...

Clique para ver
Categoria:

Bares e Pubs

  | Rank: 44º de 1307
Preço por pessoa

Redes sociais
bar_original

Bom para
Happy hour, Encontros românticos, Cerveja

Primeira opinião
Carlos Eduardo Ma...
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Horário de funcionamento
Seg.
17:30 - 2h
Ter.
17:30 - 2h
Qua.
17:30 - 2h
Qui.
17:30 - 3h
Sex.
17:30 - 3h
Sáb.
12h - 3h
Dom.
12h - 22h


Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Ar condicionado
  • Mesas ao ar livre
  • Inaugurado em 1996
  • Wi-fi
  • Estacionamento


Salvar lugar
Como chegar
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Baixe o app
  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/original-bar-7
Notas específicas:
Ambiente
(21)
Comida
(21)
Público
(20)
Atendimento
(21)
Bebida
(22)
Custo-benefício
(18)
Dicas
Há um estacionamento antes do lugar, na mesma rua, mas é caro e pago por hora. Logo depois, há mais dois, com preço único de R$ 10,00!!!
Marcelo T.
Barzinho ruim, caro, de gente mal humorada.
Lupi
Os garçons tiram seu chopp antes dele acabar e colocam outro! Fique atento!
Poli M.
Comprar o livro do Original - Histórias de um Bar Comum por R$59,00
Luís G.
Peça o petisco Besteira à Milanesa
Mônica G.
Ver mais
Opiniões
Fomos degustar 3 coxinhas diferentes, sendo 1 de brigadeiro com recheio de um creme de limão. Todas eram pequenas, digamos 1 cm menos que a do Rancho, no comprimento.
1. Recheio de rabada: muito pouco recheio, tanto que não deu nem pra sentir muito o recheio. A massa, disseram que era de mandioquinha, mas estava fraquinha quanto ao sabor. A casquinha foi a que salvou, pois estava sequinha e crocante. A coxinha veio quentinha, mas não achei saborosa.
2. Recheio de joelho de porco: sinceramente, acho que foi dum joelho de um filhotinho, de tão mirrado era o recheio. E pra dizer que vem pouca carne, puseram 2 pimentas biquinho na minha coxinha, as quais ocuparam 30% do espaço do recheio. E se não fosse a pimenta, o tempero teria deixado a desejar.
3. Um brigadeiro moldado no formato de uma coxinha e com recheio azedinho. Achei que combinou bem, o brigadeiro estava no ponto, bom para os amantes do doce, que não foi o meu caso. Inclusive comentei com a Manu que era brigadeiro de " verdade" , feito com leite condensado e chocolate e não daqueles de lata.
As coxinhas de rabada e a de joelho custam 19 reais uma porção com 5 e as com recheio de bobó de camarào custam 22 reais. Tem a opção de mix.
Pedimos o jacaré de linguiça, um sanduiche de pão francês, um pouco maior que o normal, e era pra vir com queijo provolone, mas veio o cheddar no lugar, salgado demais a linguiça, e não vale os 25 reais. Experimentamos o de pernil, e achamos muito fraquinho, não recomendo de forma alguma.
O bar parece aqueles antigos, dos anos 60, com azulejos na parede. Mesas escuras de madeira, mais frequentado na maioria por um público acima dos 30 anos.
O atendimento é ok, nada acima da média.
Estive no Original entre as 18h30 e 22h de uma quarta-feira e o ambiente só começou a encher após as 20h30. Mesmo assim, era perfeitamente possível conversar sem elevar o tom de voz. Público + 35.

Notei que há muitos clientes antigos, pois já chegaram abraçando o garçom e falando numa tal de saudade e "o de sempre". Quis sentir esse ensejo de retorno, mas ficou apenas um "talvez" no ar.

O Original possui um sistema de atendimento equivalente a um disco arranhado. O mesmo pedido para 12 pessoas foi repetido à exaustão durante toda a noite e começou a dar nos nervos depois da 4ª vez. Estava quase procurando a chave de dar corda do tiozinho.

O chopp da casa era empurrado a todo instante e é apenas....um chopp. Não chama de meu amor, dá pirueta no lustre ou sabe passar camisa de algodão.

Experimentei uma diminuta coxinha de frango com catupiry (porção com 2 unidades por R$ 8), que chegou pelando à mesa, e posso jurar que já comprei melhores no setor de congelados do supermercado. Não consegui sentir gosto de frango, apesar de haver um recheio moído representando esse papel.

A coxinha de brigadeiro não é uma coxinha. É um brigadeiro em formato de coxinha, recheado com mousse de limão. De fato, a sobremesa é um acerto: o brigadeiro é feito com achocolatado, no ponto certo, sem puxar, e o recheio tem uma acidez que não fere o paladar. O famoso "sensual sem ser vulgar". E tal requinte tem um precinho: R$ 9.

Provei também a caipirinha Princesa (tangerina, morango e uva Isabel) e outras 2 pessoas atestaram: houve miséria de álcool e muito gelo. O drink amargava (talvez por causa da casca da tangerina) e, apesar do copo longo, não vale os R$ 27 cobrados.
Pedi também uma Pepsi (R$ 4,90) que já veio com gelo e limão - e se eu não gostasse de limão?.

Resumo da ópera: é um bom lugar para bater papo, se quiser petiscar, vá com o bolso preparado e sem expectativa de tempero além do presente nos preços. Ainda que Moema seja um bairro nobre da cidade, como moradora da região, sei que há opções mais interessantes de botecos chiques nos arredores.
Estive neste buteco de aparência simpática por ocasião do happy hour dos ganhadores do segundo Coxinha Tour Kekanto. Iluminação bem agradável, mesas bem próximas umas das outras (cuidado moças 'cadeirudas' como eu na hora da circulação, rs) e cheiro de cigarro como plus se está próximo à porta...

Pois bem, o que ele ganha de admiração na aparência ele perde em decepção no atendimento... ô bando de garçons desatentos e esquecidos! A única coisa que eles faziam sem pedidos e à exaustão era servir chopp, que na minha opinião sempre vinha ligeiramente com um dedo a mais de colarinho... para sair as tais coxinhas que iríamos experimentar foi quase um parto! Acho que a complicação maior era entender que se chegasse mais uma pessoa, obviamente aumentava o número de coxinhas... olha, foi difícil...

Experimentei um teco da coxinha de frango com catupiry e raspas de limão siciliano de uma colega lá, e até que eu achei saborosa porém pequena para o preço praticado, mas as demais coxinhas que eram de rabada com agrião e joelho com pimenta biquinho eu achei sem graça... sabe quando o cozinheiro quer concentrar tudo e mais um pouco em um único prato? Tipo isso... talvez, na minha cabeça de bagre, coxinha seja só de frango... no máximo o catupiry entra na história... mas qualquer outro tipo de recheio já é invenção... e sou contra a modernidade nessa iguaria, rs. A coxinha de brigadeiro com mousse de limão tarra boa mas eu particularmente não pediria, pois sou da turma do salgado...

Para complementar o espaço deixado no estômago, pedi um lanche de pernil à estadão... estava gostoso mas não ganha do original. Pedi também uma tal caipirinha lá que nem lembro do que era, só sei que era amarga pela casca do que eu acho ser kinkan... porém achei que não valeu o valor pago, que passou dos R$ 25,00... Por fim dividi com a galera uma porção de batatas e essas eram deliciosas, no estilo chips, bem sequinhas e crocantes. A conta bateu a casa da garopa, e achei que não valeu a pena... se tivesse ido a um pé-sujo certamente sairia mais feliz e satisfeita...

Banheiros super limpos e nada acessíveis, pois há dois degraus altos para se chegar até lá e depois de um certo contorcionismo entre as mesas... dificilmente volto.
Bom gente, estive no Original bar numa tarde de domingo. O lugar é agradável e traz em sua decoração uma mistura de moderno com antigo. É lindo de se ver. Fotografias espalhadas pelas paredes da casa, penduricalhos pelo teto, azulejos que enfeitam o ambiente, enfim é bem decorado e de uma forma muito bacana. O carro chefe da casa é o chopp brahma, que é deliciosamente cremoso e desce delicioso o preço do chopp é padrão 6,90 o garotinho (240ml). Além do chopp, o cardápio também conta com uma variedade de caipirinhas e drinks. Para beliscar, tem os petiscos, mas também comidinhas desde saladas, até costelinha completa. São pratos bem servidos e com o preço justo. Super indico conhecer o bar original, vale a pena e deixa um gostinho de quero mais!
Conheço esse endereço desde que era uma mercearia, nas décadas de 70 e 80. Você entrava e parecia que voltava alguns anos no tempo. Sacas de rafa para venda a granel de diferentes grãos, café moído na hora naquelas máquinas antigas, uma balança que era peça de museu... Enfim, uma mistura de cheiros bem típico de mercearia antiga.
Um senhor atendia sozinho, sem funcionários. Lembro de entrar para comprar um sorvete, em 1987, e o freezer da Yopa ainda era aquele do início dos anos 70, que a tampa era um borrachão preto (rsrs).
Bom... Depois fechou e um grupo de sócios reabriu mantendo boa parte das características originais. Daí surgiu o Bar Original, que deu origem à Pizza Braz, Lanchonete da Cidade, o Astor (no Rio) e outras casas dos mesmos sócios.
Recentemente fui num happy de segunda-feira com os colegas de um curso no Insper, que fica bem próximo.
Em 9 pessoas foram diversos chopps, claros, escuros, caipirinha, rodelas de pães, bolinhos de carne, coxinhas, petiscos de carne com cebola, petiscos de linguiça, azeitonas... entre outros. Média de R$ 45,00 por pessoa. O atendimento é sempre simpático e atencioso. Detalhe: o chopp vem na temperatura certa, nem morno nem demasiado gelado.
Fui a pé porque moro próximo. Porém de segunda é relativamente fácil estacionar na rua, quase em frente, depois das 20h. E tem os estacionamentos bem nas duas laterais do bar. Aos domingos servem almoço (filé à parmegiana e feijoada).
Fui ao Original Bar em uma quarta-feira à noite no happy hour do II evento de coxinha do Kekanto, e por volta das 20h, a casa já estava bem cheia, com poucos lugares disponíveis para quem chegasse mais tarde. Com visual retrô e impecável para a característica do bairro de Moema, agrada olhares de longe.
Foi eleito 8 vezes o melhor chopp da cidade, conforme escrito em seu cardápio, que está reformulado e com novos pratos e coxinhas (um dos pontos fortes). Destaque para os chopps brahma e para as coxinhas (de tamanho pequeno e bom) de rabada, frango com catupiry (consistente e molhadinha por dentro), joelho de porco (melhor que a rabada e com pimentinha vermelha dentro) e de brigadeiro (um brigadeirão em formato de coxinha com mousse de limão) - as coxinhas salgadas saem em média por R$ 4,50 e a de brigadeiro por R$ 9,00. Também pedi o "Nicolino", um prato de filé à parmegiana em pedaços e acompanha batata chips. Para aqueles que não bebem álcool, você encontra a opção da Liber 0,0% álcool.
Os preços são salgados, mas correspondem à qualidade do produto!
Entre meus top 5 está o Bar Original. Um dos melhores chopes de Sampa, levou o título de melhor chopp da cidade por 8 vezes pela "Vejinha" e também pelo Guia da Folha. Não tem como não ficar à vontade com o descontraído clima de boteco de lugar.

Além disso, o simpatissíssimo atendimento e seus incríveis petiscos fazem deste bar uma parada obrigatória a todo grande botequeiro e apreciador da baixa gastronomia. Indico, para comer sem pensar muito, seus famosos bolinhos de arroz (recheados com queijo!), o "besteira à milanesa" (canapés de filé à milanesa com queijo derretido) e o "buraco quente" (buraco de pão francês recheado de carne moída, molho "segredo" e queijo). Mas se comer qualquer coisa do cardápio, garanto que não se arrependerá.

Tudo isso compensa o pequeno espaço, nesse bar que existe desde 2006 onde antes era a Mercearia do Seu Antônio. Portanto, se a pedida é ir na sexta à noite, sábado ou domingo no fim da tarde, chegue cedo, ou corre o risco de ficar sem mesa. Se tiver que esperar, peça um choppinho na calçada. Vale a pena.
Meu mais recente achado na região de Moema! Em um clima de mercearia de interior, o bar tem um happy hour badalado, que pode resultar em uma pequena espera pela mesa. Mas a opção de trocar a espera por sentar ao balcão é ótima para quem está em apenas 2 ou 3 pessoas. O que, aliás, proporciona uma atendimento até um pouco mais rápido por estar mais próximo da cozinha. Falando em cozinha, a casa oferece combinados "de balcão", que são petiscos de boteco servidos em porções menores entre 3 ou 5 variedades por pedido. O chop sempre gelado decepciona um pouco pelo colarinho exagerado de quase meio copo.
Minha experiência no Original foi não só decepcionante como também do tipo "nunca mais volto".
Para começar eu e meu marido chegamos cedo (umas 7:30hrs de uma quinta) e a casa estava lotada. Tivemos que ficar numa mesinha ruim de tudo, quase do lado de fora do bar, esbarrando nos manobristas. Bom, tentei não estressar e aproveitar o que foi eleito como "melhor chopp" e "melhor bar" da cidade tantas vezes. Mais decepção: chopp ruim, fora do ponto, com excesso de colarinho e amargo. Pedimos os famosos bolinhos de arroz. Péssimos, com arroz duro dentro (algo que nunca vi), sem gosto. Tivemos que ficar mastigando o arroz não cozido... horrível!!!! Bolinhos de aipim com carne seca medianos, meio oleosos. Atendimento medíocre, garçom mal humorado, manobrista mal educado, comida ruim, bebida ruim. Saímos correndo de lá, tendo certeza tratar-se de um belo engodo os títulos recebidos. Existem, pelo menos, uns 200 barzinhos melhores na cidade na minha opinião. Nunca mais!
PS: mais tarde, comentando com amigos sobre o ocorrido, nos relataram ter passado problemas semelhantes e decepção idem. Acho que eles só atendem bem quem está sempre por lá ou é algum tipo de celebridade... ao povo, as batatas! ou, parafraseando: aos pobres, os bolinhos de arroz duro.
Sempre quisemos conhecer o único bar que foi OITO vezes premiado por ter o melhor chopp de São Paulo, pois isso não é para qualquer um! E finalmente chegou a vez de conhecermos o ORIGINAL!

Ao entregar o primeiro chopp o garçom diz "Saúde!" e depois disso os chopps são trocados quando ainda estão naquele finalzinho........ essa é uma das características mais marcantes do Original! Nada de ficar chamando o garçom, eles estão sempre atentos. Até demais.........excelente!

Assim como no Pirajá, o Chopp não ""empapuça"" e você bebe como se fosse água. O Original Bar funciona como um templo do Chopp. Se o Chopp fosse um santo, o bar inteiro estaria ajoelhado...

O bar tem uma fachada mais simples, mesas grudadinhas uma nas outras, lotadérrimo.... Embora nossa visita tenha acontecido em um sábado a tarde, acreditamos que deva ser sempre assim... lotado, lotado e lotado...

A decoração é simples, com vários quadros de caricaturas de grandes personalidades junto à várias garrafas de Whisky e cachaças. Há um lustre de corrente bem comprida que inclusive aparece até no cardápio. E falando em cardápio ele se mostra bem simples, com cara de boteco e muitas referências...

Sempre ouvimos falar que o Original era caro, mas na verdade os preços são os mesmos do seu irmão Pirajá...........inclusive o famoso petisco "Bolinho Carioca" do Pirajá aparece no cardápio, pelo mesmo preço de lá... das opções de petiscos, o mais caro do cardápio é R$ 23,00....

Existem opções de Acepipes e o que mais nos chamou atenção foram as opções especiais de sábado e domingo, como bacalhau ao forno, ostras frescas e o picadinho original..... pareciam ótimos! Quase que não resistimos!

Para começar pedimos um dos famosos "Clássicos por Unidade" havia três opções: Caldinho de feijão, bolinho de bacalhau e empadinha... todos por R$ 8,00...
Fomos de bolinho de bacalhau, que veio bem gordinho com pedaços grandinhos de bacalhau.. Estava ótimo. O Azeite era o Andorinha Extra Virgem. Combinação pra lá de perfeita com o bolinho...

O cardápio traz citações de outros bares como o Famoso Bar do Justo, Estadão, Bar Léo, Ponto Chic... achamos o máximo! Deu muita vontade de conhecer o Léo e o Ponto Chic... E que saudade do Famoso Bar do Justo, o Valtinho que nos aguarde por lá...rs

Em seguida pedimos o "Croquete Original" que veio bem rápido, estava sequinho e bem gostoso. Trata-se de um croquete de salame e queijo brie..R$ 21,00... era um oásis de Boteco...

Assim como no Pirajá, no Bar Original eles vendem o livro com a história do bar, por R$ 59,00 e claro que nós compramos! Nós achamos que eles poderiam vender copos personalizados também e camisetas, afinal de contas a marca Bar Original é uma lenda na cidade de São Paulo....

Papo vai, papo vem, acabamos pedindo outro petisco, o ""Nicolino"", que na verdade é uma das opções de "filés para palitagem", nesse caso era o filé a parmegiana... esse na minha opinião foi a melhor pedida da noite... é sem noção!!! Por apenas R$ 33,00 essa perfeição se mostra como excelente opção, pois serve muito bem duas pessoas. Esse paulistaníssimo filet é sensacional.... vale cada centavo.

Na hora de ir embora, no mesmo esquema do Pirajá, o garçom conta o tanto de bolachas que está na sua mesa e a conta vem sem surpresas...recomendamos muito!!!

Os garçons que nos atenderam foi o Adalberto e o Michael, super atenciosos! Todos notas 10!
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 40

Nota geral Você conhece o Original Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)