Museu do Ipiranga

Estabelecimento fechado

Endereço: Parque da Independência , Ipiranga - São Paulo , SP - Brasil

Categoria:

Museu de História

 

O Museu Paulista da USP (Museu do Ipiranga) está fechado para visitas devido a problemas na sua estrutura. Não há previsão de reabertura. Mais informações no site oficial www.mp.usp.br 

Site oficial
mp.usp.br
Bom para
Ir sozinho
Horário de funcionamento
Ter.
9h - 17h
Qua.
9h - 17h
Qui.
9h - 17h
Sex.
9h - 17h
Sáb.
9h - 17h
Dom.
9h - 17h

cash
Primeira opinião
Bruno Prazeres
Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Animais permitidos
  • Ar condicionado
  • Proibido fumar
  • Área para fumantes
  • Local para comer
  • Visita monitorada
  • Estacionamento

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/museu-do-ipiranga
Notas específicas:
Ambiente
(52)
Atendimento
(42)
Custo-benefício
(30)
Dicas
Ir no primeiro domingo do mês porque a entrada é gratuita para todos
Mara J.
Ideal para ir com familia, e amigos
Aline C.
Passe o dia no parque, visite o museu, faça um pique-nique!!!
Anderson G.
Estudantes pagam a meia entrada / gratuito
Anderson F.
O parque do lado de fora é delicioso para passeios e piquiniques
Vicky T.
Ver mais
Opiniões
Como demorei para conhecer o Museu do Ipiranga, mas foi além do que eu esperava.
O jardim é suntuoso e bem cuidado.... Só o jardim já vale uma visita minuciosa.... um verdadeiro deleite para os olhos.
O prédio é outro espetáculo: grandioso, tanto nas proporções quanto nas formas... Um deleite para os olhos.
Mas, como ninguém vai ao Museu pelo jardim ou pelas formas, é hora de falar no acervo: estátuas, pinturas, quadro, jóias, moedas, enfim diversos objetos que retratam a sociedade brasileira da época.
Imperdível, uma aula de história viva!
Passeio muito legal para fazer com a Família, principalmente com as crianças, ver e sentir um pouco de História de nosso País, o Museu é bem bacana, com uma arquitetura difícil de se ver nos dias atuais trás muitas relíquias em seu interior, surpresas e memorias aos mais velhos, possui um jardim muito bonito em frente , não deixe de visitar a cripta onde esta´depositado o corpo de D. Pedro, muito legal.
Acho que fui duas vezes neste museu e estava planejando uma nova visita pouco antes de anunciarem, com urgência, o seu fechamento para realização de obras, no último mês de Agosto.
Um museu suntuoso, com uma arquitetura maravilhosa, jardins lindos e um acervo considerável, principalmente com muitas peças relacionadas a Independência do nosso país e também ressaltando a importância de SP na história do Brasil.
Uma das coisas que sempre me impressionou nesse museu era sua escadaria principal e o enorme quadro retratando a Independência do Brasil, intitulado Independência ou Morte, do artista Pedro Américo.
Uma pena saber que nem tão cedo será possível uma nova visita ao local, pois se estiver correta a informação que li num jornal, a previsão de reabertura é no ano de 2044 !!! (Pasmem!!!)
O Museu Paulista da universidade de São Paulo é uma joia que tem de ser visitado porque preserva a memória deste estado glorioso, que se fosse um país, certamente seria de primeiro mundo, mas de qualquer forma, ele alavanca o progresso de toda a nação.
Este ano ele completa 120 anos de sua fundação e 50 anos de incorporação a USP e terá sua fachada restaurada ao custo inicial de R$722 mil, só Deus sabe quanto será o total.
Nos dias atuais, o Museu Paulista possui um acervo de 125 mil peças, entre objetos, iconografia e documentação, que iluminam períodos da História do Brasil do século XVII até meados do século XX, centralizadas na História de São Paulo. A biblioteca tem mais de 100 mil volumes e o Centro de Documentação Histórica, 40 mil manuscritos.
Um dos principais objetivos do museu é mostrar aos visitantes a participação do povo paulista na História do Brasil.
Tive a sorte de conhecer o Museu do Ipiranga pouco antes de fechar no dia 3 de agosto de 2013. Fui trolado pela atendente da recepção que me disse que podia tirar fotos sem flash. Mal comecei a dar meu primeiros clicks com o celular, veio alguns dos vigias do lugar me advertir que não era permitido. Caipirices à parte, relevei e nem quis entrar em discussão. Então, o lugar era amplo, daqueles que não se fazem mais nos dias de hoje... porém, a gente se sente meio perdido com algumas obras por não haver nenhuma explicação ao lado do objeto, nem um monitor qualificado que se disponha a ajudar.

Para quem curte pintura, o Museu do Ipiranga - que tem o nome oficial de Museu Paulista - é um achado de obras nacionais e algumas estrangeiras que retratam a realidade de um Brasil antigo naquele espaço inaugurado em 7 de setembro de 1895.

Pelo que entendi, aqui jamais foi moradia ou acomodação de qualquer pessoa representativa da nossa história. Pelo contrário. O lugar foi construído especialmente para o fim que conhecemos: para visitação a determinados acervos cujo primeiro foi uma coleção do Coronel Joaquim Sertório quando ainda era um Museu de História Natural.

O que mais me chamava a atenção era toda e qualquer alusão da evolução de São Paulo - mais capital do que o estado em si - de lugar pacato e agrário para uma poderosa metrópole de importância mundial. Emocionante até você conferir uma reprodução de como era São Paulo no século XVIII em maquete. Dá vontade de se transformar em miniatura só para circular por aquele tempo.

Outro fato que me chamou atenção foi perceber na parte relativa à construção do Museu: o que conhecemos hoje é apenas 2/3 do projeto original. Atrasos, falta de verba y otras coisitas más não permitiram a conclusão da obra. Até hoje. Ou seja: essa realidade que vemos hoje com as edificações e melhorias de infraestrutura para a Copa 2014 vem dos tempos do Arili Pistola (muito antes até do lançamento do primeiro guaraná em garrafa, que vinha com rolha!)

Vale a visita sim no dia de sabe-se lá Deus quando e que a USP execute as obras de melhorias do local o mais rápido possível. Pois trata-se da nossa história, nossa memória, nosso patrimônio. Não apenas dos paulistanos, mas de toda uma nação (toca o Hino Nacional).

via Android

É uma pena nosso país não valorizar e cuidar do patrimônio histórico como a Europa, porque o Museu do Ipiranga, além do valor que tem, poderia ser muito mais bonito e bem cuidado. Evitaria ficar looogos anos fechado como está.

A visita que fiz, há uns 4 ou 5 anos, eu gostei bastante, mas não do museu em si. O museu estava mal cuidado, várias salas fechadas, meio abandonado...

O acervo em si tem alguns quadros, dos quais o mais fantástico é o Grito da Independência. Ele é gigante, enorme, é o maior quadro que já vi. Eu ficaria uns 30 minutos admirando o quadro! O restante do acervo não é lá aquelas coisas. Tem quadros muito bonitos, mas nada chamativo ou de alguém famoso (para um leigo em arte).

Algo que achei curioso é que eles fizeram algumas escavações no museu e encontraram pertences e itens da época. E, parece piada, mas eles colocaram em exposição as ferramentas que fizeram parte da escavação. E pasme, uma delas exposta é uma caneta BIC. Será que meu filho não vai saber o que é uma BIC daqui uns 15 anos!? rsrsrs

O jardim do museu é fantástico, mais bem cuidado que o museu e cheio de seguranças e câmeras. É um lugar calmo, cheio de turistas e locais fazendo cooper. De frente ao museu, na rua entre o museu e o Parque da Independência, tem uma feirinha, cheia de comidas e artesanato.
Faz um tempo que fui visitar o Museu do Ipiranga, mas lembro que paguei R$ 2,00 na entrada, este valor aumentou de uns anos pra cá, agora está: R$ 6,00 inteira e R$ 3,00 meia. Ainda continua sendo um programa muito econômico.

Os espaços dentro do museu são grandes, tem várias salas e inúmeras peças históricas para apreciar, uma pena que não permitiam tirar fotos lá dentro. O que mais gostei foi ter visto o quadro intitulado "Independência ou Morte", uma representação famosa do Grito do Ipiranga, acho que todos já viram a ilustração nos livros de história na escola. O quadro é um tanto grande, ocupa apenas 7,60m X 4,15m de uma parede do salão onde está exposto, realmente impressionante.

O exterior do museu também é convidativo, belos jardins, grandes estátuas e há uma fonte em frente ao museu onde as pessoas costumam jogar moedas. É um museu lindo, vale a pena uma visita!
Amo o jardim e a bela arquitetura do museu!! Faço caminhadas semanalmente na pista de cooper. Aproveito e aprecio as belas árvores e flores! Há alguns bebedouros espalhados pelo local. Evite frequentar a pista de cooper em horários pouco convencionais (15h/16h) pois é muito vazia e dá um certo medo, geralmente não há policiais na pista.
Não me canso de tirar fotos! rs
Tive a felicidade de ir visitar antes que fechasse para reforma (de novo). Sensação incrível e cheia de história por lá. O interessante que é de graça para quem quer ficar apenas passeando pelo vasto campo aberto e seu jardim tão bonito. Contudo, para quem quer conhecer o museu não é nada um sacrifício, a inteira é $6 e ainda tem meia =D. Os guias explicam tudo- por mais que ali não tenha sido uma moradia de alguém que teve representação da nossa história, mesmo assim é responsável por um grande acervo de objetos, mobiliário e obras de arte com importância histórica, especialmente aquelas que possuem alguma relação com a Independência do Brasil e isso é o que deixa tudo mais grandioso naquele museu.

Recomendo um dia todo de passeio e conhecimento por esse museu. Vale a pena conhecer a história, principalmente quem não quis prestar atenção nas aulas do ensino médio rsrs
O Museu Paulista da Universidade de São Paulo, conhecido também como Museu do Ipiranga ou simplesmente Museu Paulista, é um museu localizado na cidade de São Paulo, sendo parte do conjunto arquitetônico do Parque da Independência. É o mais importante museu da Universidade de São Paulo e um dos mais visitados da capital paulista. É responsável por um grande acervo de objetos, mobiliário e obras de arte com relevância histórica, especialmente aquelas que possuem alguma relação com a Independência do Brasil e o período histórico correspondente. Uma das obras mais conhecidas de seu acervo é o quadro de 1888 do artista Pedro Américo, "Independência ou Morte".

Um dos principais objetivos do museu é mostrar aos visitantes o protagonismo do povo paulista na História do Brasil.
O Museu Paulista tem em seu acervo de mais de 125 mil artigos, entre objetos (esculturas, quadros, joias, moedas, medalhas, móveis, documentos e utensílios de bandeirantes e índios), iconografia e documentação arquivística, do século XVI até meados do século XX, que servem para a compreensão da sociedade brasileira, com especial concentração na história de São Paulo.
Este Museu, localizado no Bairro do Ipiranga é muito bonito e bem legal para você passear, namorar e até mesmo,praticar esportes, no parque que esxiste nos fundos do mesmo. E daqui uns anos, vai ficar muito melhor, porque a Prefeitura, acaba de adquirir, mais uma área enorme (que fica do esquerdo do Museu) e eles pretende, construir um Anfiteatro, ampliando a área de lazer. Isto significa, que teremos mais área verde para melhorar o clima da região.
O lugar vale mais a pena do que o Museu.

O Parque da Independência talvez seja um dos lugares mais bonitos de São Paulo. Jardins inspirados no Palácio de Versailles e um prédio que não deve em nada para as construções européias. Mas o acervo do Museu em si não é lá grandes coisas. Vale a pena principalmente pelo quadro principal do acervo, a famosa pintura de Pedro Américo que representa o grito de independência de D. Pedro às margens do Ipiranga.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 98

Nota geral Você conhece o Museu do Ipiranga? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)