Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Museu do Futebol?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
Museu do Futebol

Museu do Futebol

Praça Charles Miller - Estádio do Pacaembu
São Paulo , SP - 01234-010

Telefone: 11 3664-3848

Preço por pessoa:

$ (Até R$15)

Categoria:
Museu
Ranking: #4 de 70
Site oficial:
museudofutebol.com.br
Horário de funcionamento:
Seg.: Fechado
Ter. a Dom.: 9h às 17h
Horário de funcionamento sujeito a alterações em dias de jogos vesp
Primeira opinião por:
Liliane Rodrigues...
Detalhes:
Acesso para deficientes
Ar condicionado
Proibido fumar
Visita monitorada
Ingresso: R$ 6,00
Estacionamento: Talao zona azul

Quer receber ofertas do Museu do Futebol?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
1 estrela
0
Notas específicas:
Ambiente
(45)
Atendimento
(43)
Custo-benefício
(26)
Limpeza
(2)
Dicas  (35)
Liliane Rodrigues de Moura
Vá mais de uma vez, você sempre descobre algo novo!
Liliane R.
Thais Lira
Reserve um dia inteiro para esta finalidade
Thais L.
Elcio Leite
Indico a todos, gostem de futebol ou não, para ir com a família, amigos.
Elcio L.
Adriana A. V. Gardimam
Não apareça no feriado que estará lotado.
Adriana A.
Classificar por:
Opiniões   (118)
 
O Museu do Futebol está localizado sob as arquibancadas do estádio municipal Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), em São Paulo. O valor do ingresso é R$ 6,00 e às sextas-feiras é gratuito. Você pode solicitar acompanhamento do museu, apesar de terem guias e seguranças espalhados pelo local.
Ao entrar, o primeiro ambiente contém vários objetos falando dos registros em papel, como cartas, autógrafos, ingressos de copas anteriores, revistas, etc. Conforme vai avançando nas salas, as temáticas vão se diferenciando, de modo muito interativo. Há ambientes que você pode ver relatos dos eventos marcantes da história do futebol brasileiro e em outros muitas imagens e fotografias.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Ponto turístico
Cris R.:
às sextas é gratuito? Fui em um sábado e também era. Acho que no fim do ano eles liberaram entrada franca em qualquer dia da semana, será?
Conteúdo inválido
 
Nunca tive interesse em visitar o museu do futebol, afinal, não gosto de futebol. Porém, no final do ano resolvemos ir para acompanhar duas pessoas que estavam a passeio por São Paulo e me surpreendi. O museu tem várias salas, com tudo relacionado ao futebol no Brasil e no mundo (mas principalmente no Brasil). São álbuns de figurinhas, carteirinhas dos primeiros sócio torcedores, revistas, áudios, etc. Tudo muito interessante. A entrada custa R$6,00. O estacionamento da Praça Charles Miller é zona azul (uma folha, que custa R$3,00, dá para deixar o carro estacionado por 3 horas). A única coisa que achei bem chata, ainda mais por estar com 2 turistas estrangeiros no carro, é que logo que entramos na praça um monte de flanelinhas vieram nos abordar tentando vender o papel da zona azul por R$ 20,00. Comprem o papel na bilheteria do museu.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Famílias, Ir sozinho, Ponto turístico
Cris R.:
Allan, quase escrevi isso aqui, só não sei se podia rs. Eu estava com uma francesa e o namorado dela que é espanhol, na hora que ela ouviu o cara falando o preço, ela disse: mas no Ibirapuera a gente pagou R$3,00. Ou seja, ela se ligou rápido no esquema zona azul, turista não é troxa, e infelizmente o Brasil só vai ficando com uma imagem pior. Confesso que paguei os R$10,00 por medo, mas deveria ter ido embora, dado a volta no quarteirão, voltado, falado que já comprei a Zona Azul com outra pessoa e comprado na bilheteria. Fiquei me sentindo com raiva e envergonhada, e não tinha nenhum policial inibindo a ação deles.
Conteúdo inválido
 
Ontem fui conhecer o Museu do Futebol e me surpreendi. Não sou fã do esporte e estou bem longe de ser (rs), mas fui pois estava incluso em um planejamento que preparamos para levar nossa prima estrangeira.
O museu foi criado embaixo das arquibancadas do estádio e conta com informações históricas do futebol, jogos de pebolim, brincadeiras, telas interativas, telões com alguns momentos marcantes, narrações e curiosidades.
Todo o local é bem refrigerado, mas você não chega a sentir frio lá dentro, o único ponto aberto onde é possível perceber que estamos embaixo das arquibancadas é extremamente quente e abafado, mas vc passa por ele rapidamente e se quiser, pode ficar ali, assistindo uns trechos de comemorações/ gritos de torcida.
O único ponto ruim são os "flanelinhas", que vendem 1 zona azul de 3 horas por 20,00 e como tem muito estrangeiro lá, que não conhecem, acabam sendo enganados e isso, para mim, é vergonhoso. Quando minha prima viu que estavam oferecendo o zona azul por esse preço, ela comentou: "Mas no Ibirapuera, a gente pagou 3,00. Tudo no Brasil é assim". O pior é que eu tive que concordar.
Falei para o rapaz que não pagaria 20,00 e ele abaixou o preço para 10,00. Paguei com medo do que ele pudesse fazer com o carro, mas recomendo falarem que já compraram com outro flanelinha e pegarem o zona azul na bilheteria, que custa o valor correto.
Acredito que deveria ter policiamento no local impedindo este tipo de "Roubo".
De resto, gostei de tudo.
Obs. Agora no final do ano, a entrada é gratuita.
Dica: Diga aos flanelinhas que já compraram o zona azul com outro rapaz e compre na bilheteria pelo preço justo.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Ponto turístico
 
Quem ama o esporte das multidões e estiver de passagem por São Paulo não pode deixar de conhecer o Museu do Futebol. Até mesmo para quem não é fã do esporte mais assistido no Brasil é uma visita espetacular.
Logo na recepção você dá de cara com Pelé recebendo os visitantes em três línguas: Português, Inglês e Espanhol. As alas do museu são um show à parte, contam várias passagens do esporte no Brasil, desde suas origens até os tempos atuais. Além de depoimentos em áudio e vídeo de personagens que viveram e transmitiram as maiores emoções do esporte. A ala multimídia, aliás, é a primeira que o visitante entra no museu. Um verdadeiro passeio com direito a depoimentos de cronistas esportivos sobre lances que os marcaram pessoalmente na passagem pelo futebol. O que mais me fascinou, no entanto, foi a ala do rádio. Acompanhar a evolução das narrações esportivas é algo de arrepiar. Nomes que vão desde Ary Barroso (aquele mesmo da Aquarela do Brasil) até o grande Osmar Santos, passando por José Carlos Araújo, Fiori Gigliotti, entre outros com seus estilos peculiares de narrar os gols.
Entre um andar e outro do estádio (sim, o museu fica nas dependências do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu), você tem a oportunidade de conferir os gritos das torcidas de todo o país. Com espaço inclusive para o trio de ferro de Curitiba. Quando rolou o vídeo da torcida do Paraná até reconheci algumas figuras que ali estavam.
Na ala que fala das origens do esporte no Brasil você confere a história de como o esporte surgiu por aqui.
Outra ala que vale a pena visitar é a parte histórica do museu. Quem disse que futebol e história não combinam? Em um cantinho onde aparece um telão, o visitante acompanha a evolução do país juntamente com o futebol ao longo das décadas.
Mas o espaço que mais me fascinou foi o que falou sobre as Copas do Mundo. Uma retrospectiva irretocável de todos os mundiais que aconteceram. Quando visitei o Museu em 2009, ele estava atualizado até a Copa de 2006. Provavelmente já devem ter incluído a Copa de 2010 na lista. O que vale a pena nesta ala é que ele não conta só o que rolou em cada mundial. De um lado dos vídeos da Copa você vê o que aconteceu naquele mundial, do outro lado do tótem aparece um vídeo contando o que acontecia naquela época no Brasil e no Mundo.
Para quem não é familiarizado com o futebol, existe uma ala dedicada apenas às regras do jogo. É bem interessante e vale a pena dar uma visitada. Além disso, o visitante também pode brincar de chute a gol, batendo um pênalti contra a parede e conferindo a potência do chute ao final.
No final da visita, uma passadinha na loja do Museu é sempre bem vinda. Além disso, na parte externa, junto à loja, tem o bar do torcedor com petiscos e opções de pratos executivos.
Uma visita muito bacana para quem está de passagem por São Paulo. Quem não gosta do futebol irá gostar do programa pelas curiosidades e alas interessantes do Museu. Quem adora o esporte vai se fascinar pela gama de detalhes que o acervo reserva a cada ala diferente.
Dica: Nas quintas-feiras o ingresso é gratuito. E vale sempre a pena conferir a agenda do museu, pois em dias de jogos no Pacaembu ele fecha mais cedo ou, dependendo do confronto, nem abre. Nas segundas-feiras o museu não funciona.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Famílias, Ir sozinho, Ponto turístico
 
Amo futebol, especialmente o meu time (Fluminense) e não poderia deixar de visitar o museu. É um programa super bacana de se fazer em São Paulo, até mesmo pra quem não é apaixonado pelo esporte, pois conta a história de um símbolo que representa o povo brasileiro mundialmente, portanto é enriquecedor e emocionante mergulhar durante horas e horas por esse passeio no tempo. Aliás, minha primeira dica: chegue cedo e vá sem pressa para aproveitar todos os espaços. Chegar ser até um pouco cansativo, mas você pode dar uma parada para descansar, tirar umas fotos e admirar a vista do estádio na arquibancada.

O acervo é muito bom e composto por peças raras de coleção. Há uma seção muito bacana de curiosidades, vários jogos e vídeos interativos. Tem umas exposições temporárias também, vale a pena consultar a programação no site.

A única coisa que me chateou na minha visita e me fez tirar uma estrela, foi o fato de não ter conseguido resgatar a minha foto no site, tirada no jogo "Chute a gol". Fiquei na expectativa, tentei por diversas vezes e não funcionou. Outra ponto foi a fila gigantesca e demorada mesmo chegando cedo (faz muito tempo).
Dica: Rola uma lojinha e bar do torcedor no final, é a boa!
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Famílias, Ponto turístico
Daniel Fernandes:
A fila depende do dia. Já enfrentei fila como já fui e entrei na hora. Não sei se tem dia certo ou alguma lógica, mas quinta com certeza é mais cheio.
Conteúdo inválido
 
Ótimo passeio até para quem não é fanático por futebol.As grandes sacadas são a interatividade,onde você pode escolher o seu gol favorito para assistir ou ouvir no rádio,jogar pebolim,ou até se sentir um craque chutando um pênalti;e o paralelo que se faz entre a história do Brasil e o desenvolvimento do futebol,com fotos da sociedade na época e acontecimentos marcantes que aconteceram nos períodos que ocorreram as copas.Mas o momento mais emocionante para mim foi ouvir os gritos das torcidas nos telões que ficam abaixo das arquibancadas do estádio.É de arrepiar!!Depois da visita ao museu tem uma lojinha e uma lanchonete chamada O Torcedor.Para estacionar tem zona azul na Praça,e quinta o ingresso é gratuito.
Dica: Ingresso gratuito na quinta
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Gastar pouco
Borbas Azarite:
Que fique entre nós: eu já lacrimejei numa das visitas no Museu do Futebol...acho fenomenal esse paralelo que você comentou: história do brasileiro/Brasil e futebol.
Conteúdo inválido
 
Para os amantes do futebol nada melhor que um museu que relate toda a sua história, não é mesmo? Então ver ingressos de finais de todas as Copas do Mundo, fotos que rementem ao tempo da bola de capotão e arquibancadas com 150 mil pessoas é sempre uma boa pedida. Grandes cronistas e jornalistas esportivos como Armando Nogueira e Juca Kfouri dão seus depoimentos sobre momentos que marcaram suas vidas através do esporte. Bateu saudade das narrações de Fiori Gigliotti, Ary Barrroso, Osmar Santos, entre outros? Você pode ouvi-las num espaço destinado às narrações. O que pode melhor remeter ao seu tempo de criança senão o pebolim?! (não sou tão velho assim hein rsrs)4 mesas estão disponíveis ao público para se divertir. Ao final do passeio pode ir à arquibancada do Pacaembu e admirar a vista de um mais belos e charmosos estádios da capital paulistana.
Dica: Sala dos anjos barrocos
Bom para: Ir com crianças, Famílias, Ir sozinho
 
O museu do futebol é super interessante até mesmo para aqueles que não são muito chegados a futebol como eu.

Fiquei surpreso ao ver que meu interesse sobre a história do futebol aumentou ao longo do passeio que pode ser feito em família, com amigos e até entre namorados que gostem de atividade física.

Tudo é muito bem organizado e as partes interativas o tornam ainda mais interessantes!
Allan Gonçalves:
ele é bem didático pra quem não gosta de futebol e bem histórico pra quem gosta, acho genial essa mescla, mas uma coisa é fato, a gruta que tem o grito das torcidas é de emocionar a qualquer um.
Conteúdo inválido
 
A ala mais emocionante é a ‘Exaltação’. Vídeos das 30 maiores torcidas do Brasil sendo mostrados nas entranhas do Pacaembu. Se você gosta desse esporte, ficará arrepiado de emoção.

Não daria para fazer esse museu sem falar da origem do esporte no país. A ala ‘Origens’ mostra mais de 400 fotos que contam como o esporte foi evoluindo no Brasil.

Grandes jogadores como Leônidas da Silva são lembrados na ala ‘heróis’, onde eles figuram com outros ‘craques’ do Brasil, como Machado de Assis e Oscar Niemeyer.
Também existe uma ala específica para o ‘Macaranaço’, um dos capítulos mais tristes do futebol brasileiro.

Semiramis
www.testebar.blogspot.com
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Gastar pouco
 
Apesar de morar em Campinas, o museu do futebol foi um dos lugares que já frequentei em São paulo. Muitos devem estar Pensando: " O que uma mulher está falando de um lugar sobre futebol?"; bom, eu tenho muitas coisas a dizer. Sou corinthiana roxa! daquelas que sofre pelo time! e no museu do futebol, em uma parte do trajeto, você se depara com telões enormes mostrando as torcidas com seus gritos aos seus respectivos times, e eu posso dizer que foi umas das coisas mais emocionantes que já vi, pois ao entrar na sala estava lá a torcida do Corinthians!! foi o mais perto que cheguei dela, pois nunca tive oportunidade de ver um jogo em um estádio. Realmente é algo que te arrepia!
Por isso, mesmo que você não seja amante do futebol, mesmo que você não entenda, vale apena ir conhecer!
Somos o País do futebol! então... já que aprendemos na escola a história do Brasil, está na hora de conhecer a história do " filho do Brasil"!
Obrigada por ler :) Att. Natália Rodrigues
 
Apesar de não gostar muito de futebol!! rss

O museu foi é das melhores iniciativas culturais de São Paulo nos últimos tempos!
A proposta interativa, aliada ao acervo de alguns objetos históricos, proporciona um excelente momento a quem visita o museu.
Não à toa outras cidades já pensam em criar museus similares, devido ao grande sucesso da experiência paulistana.

 
O mais interessante é fazer a visita guiada, pois assim eles fazem diversas brincadeiras passando assim a história do futebol e nos levam para conhecer o interior do estádio. Depois você fica livre para brincar, no campo virtual, chute à gol entre outras, bom demais!!

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
De terça a domingo, das 09h às 17h (com permanência até as 18h). Abre nos feriados que ocorrem de terça a domingo.

INGRESSOS:
Inteira: R$ 6,00 / Meia: R$ 3,00*
* Para estudantes com carteirinha, aposentados e maiores de 60 anos, mediante comprovação.
NÃO PAGAM INGRESSO:
Crianças até 7 anos (mediante a apresentação de documento de identidade)Professores da Rede Pública (Municipal, Estadual ou Federal) com apresentação de holeritePessoas com deficiência (a gratuidade é estendida para 1 acompanhante).Às quintas-feiras o ingresso é gratuito para todos os visitantes
Dica: Agende a visita!
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Famílias, Ir sozinho, Ponto turístico
 
Como grande torcedor que sou adoro ir la para relembrar grandes jogadores e grandes histórias.
 
Obrigatório para todo brasileiro!

Até quem não gosta de Futebol vai se emocionar com esse museu (há uma área exclusiva de conteúdo educativo que explica passo a passo como funciona o esporte mais festejado do País). A seção que simula os gritos das torcidas é genial, e tudo é interativo e disposto de forma original - e nem um pouco monótona.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 118

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
16
Seus check-ins aqui
0