Museu da Língua Portuguesa

Endereço: Praça da Luz, s/nº - Centro , Bom Retiro - São Paulo , SP - Brasil

Telefone:

11 3326-07...

Clique para ver
Categoria:

Museu

  | Rank: 3º de 64
Preço por pessoa
$$$$ (Até R$15)
Bom para
Ir com amigos, Ir com crianças, Famílias, Ponto turístico
Horário de funcionamento
Ter.
10h - 22h
Qua.
10h - 18h
Qui.
10h - 18h
Sex.
10h - 18h
Sáb.
10h - 18h
Dom.
10h - 18h

A bilheteria fecha às 17h00.
cash
Primeira opinião
Aline Storto Pereira
Detalhes
  • Acesso para deficientes
  • Ar condicionado
  • Visita monitorada
  • Ingresso: R$ 5

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Contato
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/museu-da-lingua-portuguesa
Notas específicas:
Ambiente
(92)
Atendimento
(91)
Custo-benefício
(33)
Limpeza
(1)
Dicas
De domingo e de terça a sexta é cobrada uma entrada baratérrima (algo em torno de 6 ou 7 reais), mas aos sábados é gratuita. Não abre as segundas.
Nalva A.
Sábado é gratuito
Gloria
A entrada é gratuita aos sábados.
Gabriel A.
Vá de metrô.
Afonso W.
As terças e sábados à entrada é gratuita .
Cleane P.
Ver mais
Opiniões
O Museu da Língua Portuguesa é um lugar fantástico. É uma proposta diferenciada... um local bem diferente de tudo o que a gente conhece em termos de museu. A aposta principal é na interatividade. É tudo muito dinâmico.
Fora isso, está localizado em um dos pontos turísticos mais emblemáticos da cidade de São Paulo: a Estação da Luz.
Há exposições temporárias o que torna o Museu sempre um passeio diferente.
Não dá para ir a São Paulo e não conhecer.
Eu me apaixonei pelo museu da Língua Portuguesa!! Apesar de adorar museus, eu tenho uma certa dificuldade em descrevê-los por que eles sempre me passam uma coisa mais sentimental... Acho que eu vejo museus de uma forma meio subjetiva, sempre (que resenha mais piegas..kkkkk)
Fui principalmente para ver a exposição sobre o Cazuza (que por sinal é DEMAIS!!), mas o museu ao todo é maravilhoso.
Não preciso nem dizer nada sobre o prédio, pois fica na estação da Luz, pertinho da saída do metrô e da CPTM. De domingo e de terça a sexta é cobrada uma entrada baratérrima (algo em torno de 6 ou 7 reais), mas aos sábados é gratuita. Não abre as segundas.
No primeiro andar, ficam as exposições temporárias, que é onde está a do Cazuza. Já o segundo e terceiro andar, fazem você mergulhar no mundo das palavras, de forma completamente interativa. O museu parece nos fazer saborear cada palavra, nos trazer para a delícia que é o nosso idioma. Você passeia pela origem, pelos sotaques, pelas culturas num único dia e isso é fantástico!! Há computadores onde são mostradas palavras que são de certas regiões do nosso país. Há também alguns painéis que mostram objetos com nomes que são originários de algum outro país do mundo, tipo soutien, abajur, que vem do francês, mas foi completamente inserida e modificada para a nossa língua e virou sutiã!!!
Enfim, não dá para descrever numa resenha esse museu!!
É maravilhoso!! Só indo mesmo para poder desfrutar!!
O atendimento é maravilhoso e a sensação é única!!
Super recomendo!
Visitei em 2010 e posso dizer que até hoje está na minha lista de Top 5 Museus!
Na época rolava uma expo do Fernando Pessoa - "Plural como o universo". Além de contar toda trajetória, organizaram suas obras desde a forma tradicional até a mais criativa e em linha do tempo para não perder nenhum detalhe. Ficava logo na entrada e era bem interativa, assim como a proposta do museu.

Aliás, uma das salas rola um "game" fixo com as palavras "voando" em uma mesa multimídia onde você monta versinhos e descobre a origem de cada termo. Bem bacana! É uma das atrações mais divertida para as crianças que disputam um espaço na mesa.

Em outras salas havia uma expo fixa sobre a origem da família linguística no mundo, fazendo conexões com as culturas de cada país, com artigos indígenas, entre outros.

Vale muito a pena a visita e vá com tempo para ver com calma!
Imagina um museu que não tem acervo, mas que manda muito bem nas exposições... esse é o museu da língua portuguesa, inaugurado no dia 20 de março de 2006, e hoje um dos museus mais visitados do Brasil e da América do Sul.
Ele conta com uma equipe de mais de 30 profissionais entre curadores, museólogos e pesquisadores e é mantido pelo Governo do Estado.
O espaço é muito interessante e ora pende à literatura, ora à música, mas faz rememorar esse nosso lindo idioma além de desenvolver a aprendizagem de jovens e adolescentes através dos programas educativos. Vale a pena a visita.
Para quem gosta de interatividade e multimídia, este é O lugar. Foi um dos primeiros museus multimídia na cidade e investiu em tecnologia de ponta em suas atrações. Hoje, com Museu do Futebol (assim como o da Língua Portuguesa, também é da Fundação Roberto Marinho) e outros que apostam em tecnologia/multimídia, nem parece mais "óóóó", mas vale a experiência.

Lá dentro, o ambiente é dividido em 3 andares aos quais você tem acesso pelo elevador. O primeiro andar são exposições temporárias e a área sócio-educativa do museu.

O segundo andar é o maior de todos: é lá que você vê uma tela gigante, exibindo filmes que falam do uso da língua portuguesa; o Beco das Palavras, uma mesa multimídia onde você monta palavras aprende sobre seus significados e origens através da sombra de suas mãos (projeto do Marcelo Tas); o Mapa dos Falares, onde você pode ouvir diversos depoimentos de moradores de várias regiões do Brasil e perceber seu sotaque etc.

Mas, o terceiro andar é o MELHOR! É lá que está localizada a Praça das Palavras. Durante uma sessão de 20 minutos, são projetadas poesias de vários autores da Língua Portuguesa. As projeções são 3D e você pode ouvir cada versão por meio de diferentes locutores (artistas conhecidos). Ao final, é possível passear sobre estes versos. Enfim, apenas experimentando para saber!

Minha dica é realmente tentar assistir a esta projeção, que acontece em horários específicos, então, fique atento para conseguir vaga. Lembro que na primeira vez em que fui ao Museu, não sabia deste terceiro andar. Mas a minha segunda visita valeu à pena por causa deste espetacúlo 3-D

As entradas para o Museu são bem baratinhas: R$ 6 ou R$ 3 (meia)
Como disse o Renato, deveria ser obrigatório a visita!

Não me canso de visitar o Museu e cada vez que vou fico encantada com tudo que encontro, descubro e vejo. Adoro levar meus sobrinhos e ver como é deliciosa a interação que o Museu oferece,pois ele é um museu vivo, não é aquela coisa pra ficar se olhando de longe, é pra interagir.

Adoro isso.

Fácil acesso, sem desculpas.
Museu com uma proposta diferente dos outros museus! Ele é interativo, o que faz com que a criançada realmente fique animada e aprenda se divertindo. O primeiro andar é destinado à exposições temporárias. Assim que você entra no segundo andar já vê um enorme telão que apresenta filmes que mostram a Língua Portuguesa no cotidiano das pessoas, depois passa por outras atividades como o Mapa dos Falares, bem legal, pois você escolhe uma localidade brasileira e ouve e vê como o vocabulário e o sotaque são únicos em cada região do Brasil. Têm também um espaço que se chama Beco das Palavras, onde você conhece a origem e o significado das palavras. No terceiro andar fica o auditório onde rola a projeção de um filme sobre a origem da Língua Portuguesas falada no Brasil. Neste andar há também a Praça da Língua, onde passam memoráveis imagens projetadas sobre a literatura em Língua Portuguesa.
Enquanto você fica nesse sobe e desce nos elevadores, aprecie a escultura Árvore de Palavras criada por Rafic Farah e ouça as palavras "palavra" e "língua"em vários idiomas! Criação de Arnaldo Antunes! :) Tudo isso só andando nos elevadores! rs
Em março de 2013, o Museu completa 7 anos de existência e comemora com eventos especiais que já começaram no dia 16 e vão até o dia 22/03! Acesse o site e conheça os eventos!
Aproveite a programação e vá ao Museu e se tiver um tempo, aproveite e vá à Pinacoteca do Estado. Passeio perfeito! :)
Inaugurado em 2006, o Museu da Língua Portuguesa fica localizado no prédio da Estação da Luz, com sua linda arquitetura inglesa do início do século XX. O funcionamento é de terça-feira a domingo, sendo que, às terças-feiras e aos sábados, a entrada é gratuita. Nos demais dias, o valor da entrada é de R$ 6 (inteira) e R$ 3 (estudantes). Além disso, a entrada é gratuita para crianças de até 7 anos, professores de escolas públicas e pessoas com deficiência. O museu conta a história da Língua portuguesa, as suas influências e ainda faz exposições periódicas. O local é bem tecnológico, em que é possível se divertir descobrindo este idioma tão bonito e difícil. Vale a pena conferir e aprender!
Já escrevi sobre o Museu da Língua Portuguesa mas acho que vale falar da Exposição do Cazuza.
Fui no sábado do feriado, no finalzinho do dia, quase 17h e estava bem tranquilo. Entrada gratuita.
A exposição está no 1º andar (local onde costuma ocorrer exposição temporária).
Achei genial a ideia de pessoas anônimas nos cartazes com frase de algumas músicas. Tem uma cabine onde uma pessoas tira a foto e você escolhe o número da frase que quer colocar.
Esses cartazes estão na entrada da exposição, na parede e pendurados no teto.
Inicio da exposição tem uma sala com vídeo de músicos e poetas que influenciaram a carreira dele, depois você passa por um corredor espelhado com luzes coloridas se alternando tocando trechos de músicas dele.
Tem uma sala com videokê, um microfone na frente de uma projeção.. algumas pessoas se arriscaram cantando. Outra sala com fotos enormes dele na parece e umas mesas com reprodução de entrevistas dele.
Em seguida um corredor com faixas penduradas de frases de músicas e objetos pessoais.
1 hora tranquila vendo tudo.
Quem ainda não viu, vale a pena.! Fica até 23.02.14.
Mais informações no site: http://www.museulinguaportuguesa.org.br/exposicoes.php

É um Museu sem necessariamente ser um Museu. E concordo em parte com o Rubens Burgel quando chama este espaço de "instalação". Seja lá como você classificá-lo, o Museu da Língua Portuguesa não deixa de ter um charme por ser um tesouro paulistano por justamente ser atrativo com aquelas pessoas que não são lá muito chegadas em um "museu" e também para aqueles que curtem conhecer esse tipo de ambiente.

Para chegar, vá pela Estação da Luz. Mas atenção: procure a saída pela CPTM que vá em direção para a Pinacoteca e ao Museu da Língua Portuguesa. Qualquer outra via de acesso fará com que você fique exposto aos "noias", batedores de carteira e "gente diferenciada" (no mau sentido mesmo) que perambula por aquela região fazendo com que você, seus amigos ou familiares possam correr riscos evitáveis.

São três andares no total. Fui pela primeira vez quando era uma novidade e conferi uma exposição inesquecível sobre Clarice Lispector. Ontem, 10/03/2013, retornei e não havia nenhuma exposição temática no primeiro andar. Fui direto ao segundo andar que conta um pouco sobre a origem da língua portuguesa e as influências que ela sofreu com o decorrer do tempo por outros idiomas de raiz latina e também de outras linguagens nada a ver com a nossa.

Já no terceiro há uma sessão de cinema bem bacana de apenas dez minutos com um filme narrado por Fernanda Montenegro sobre a comunicação por meio da linguagem. E depois há um espaço onde os visitantes tem uma experiência interativa com poesia por 20 minutos. Fique atento porque essas duas programações possuem horários pré-definidos e não admiti-se atraso (repito: não admite-se atraso! Meio estranho isso para padrões Brasil, isso sim que eu chamo de milagre!). Na saída pude conferir desenhos do Salão de Humor de Piracicaba.

Os acessos aos andares são somente por amplos elevadores. Aos sábados, entrada free. Entrada mais cara ao custo de R$6.00.

Alguns pontos:

# Mais vale a pena adiar a visita e esperar alguma exposição temática temporária no primeiro andar e ter experiência completa do que ir apenas com o segundo e terceiros andares abertos.

# Há um aviso de que o Museu está em transição e que a Nova Ortografia só será implementada ali logo após a obrigatoriedade da mesma em 2016. Mas convenhamos que já é hora de uma boa atualização por lá porque se eles se propõe a expor a evolução da língua e usam muito da tecnologia para isso, a proposta das instalações também deve evoluir com ambos (touchscreen era novidade em 2007 quando fui lá pela primeira vez. E os painéis param no ano 2000, deixando de contemplar, por exemplo, palavras que se formaram com o advento da internet e redes sociais).

Passeio altamente recomendável.
O Museu da Língua Portuguesa fica anexado no prédio da Estação da Luz da CPTM, de fácil acesso pelo trem, metro e ônibus. Não existe desculpa para não ir visitar esse maravilhoso templo da Cultura Linguística, tanto para crianças, jovens ou adultos um lugar ótimo para ir visitar com a família. A exposição dá uma nova forma de mostrar nossa língua, com vídeos entre outros recursos tecnológicos.
Gosta de ler e escrever? Sempre se perguntou da onde surgiu a língua que falamos aqui no Brasil e em tantos outros lugares do mundo? Ou simplesmente quer fazer um passeio diferente?
O Museu da Língua Portuguesa fica no centro da cidade de São Paulo, bem próximo a estação da Luz do metrô e CPTM. O acesso é fácil e, caso haja alguma dúvida, os funcionários de ambos os transportes saberão te ajudar a chegar lá.
Na rápida viagem de elevador a um dos andares que dão acesso ao interior do museu, já temos a experiência de conhecer a "Árvore de Palavras", uma escultura linda com muitos metros de alturas e que contém palavras de diversos idiomas que contribuíram para a construção do Português.
O espaço conta com três andares divididos por exposições e instalações permanentes e temporárias. Telas com grandes projeções, espaços interativos e painéis explicativos também fazem parte do museu.
Quem tirar um tempo durante a semana para ir até lá possivelmente irá cruzar com excursões escolares que chegam de diversas cidades para conhecer o museu e a Pinacoteca do Estado (que fica bem em frente).
O valor do ingresso é muito acessível, R$ 6,00 a inteira e R$ 3,00 para estudantes. Caso você tenha esquecido de passar em um caixa eletrônico, não se preocupe, eles também aceitam cartões de débito.
Sem dúvidas, esse é um dos passeios mais interessantes e culturais da cidade de São Paulo.
O Museu da Língua Portuguesa fica localizado na estação da Luz.
A arquitetura é charmosa, o local é bem movimentado.
É uma visita que todas as pessoas deveriam fazer pelo menos uma vez.
Sempre que estou em SP, eu vou. As exposições são super bem boladas, com tecnologia, interação, informação, criatividade.
Aos sábados a entrada é gratuita.
Um dos melhores museus da cidade. Inovador e único, tanta pela localização quanto pela sua estrutura. A interatividade é vendida como ponto forte, mas, não é bem assim, de interativa mesmo só uma mesa que você junta palavras. O primeiro andar concentra exposições temporárias; que geralmente são excelentes, no ano 2013 vi lá a melhor exposição do ano (Cazuza), e olha que a concorrência era grande. A segunda parte é a mais chatinha, tem muita coisa pra ler, e fica cansativo, nesse ponto eles deveriam ter oferecido algo mais dinâmico; mas não chega a ser ruim. A última parte, é uma sessão que conta a história da língua portuguesa, num mini documentário muito bem feito. A última que é a é um série de leituras de poemas que percorrem a história da literatura brasileira, com projeções de tirar o folego. Para terminar, um trecho de galáxia do Haroldo de Campos. Só me entristeceu o fato de que você tem que ficar sentado vendo, e quando acaba você é praticamente expulso de lá :(
Museu ao lado da estação de metrô e trem Luz. Fui para ver a exposição temporária do Cazuza (Cazuza mostra tua cara) que vai até dia 23 de fevereiro.

As exposições temporárias ficam no primeiro andar, no segundo se encotra a exposição fixa da língua portuguesa. No terceiro e último andar há um auditório e a praça das palavras.

Sobre a exposição do Cazuza, se passa por várias salas pequenas com temáticas diferentes, entre elas: influências músicais e históricas, estrutura gramatical das músicas (rimas, aliterações), entrevistas e até um karaokê! Na entrada/saída da exposição você pode tirar uma foto e escolher uma das 42 frases para ter uma foto no estilo das que decoram a exposição.

A exposição da língua portuguesa conta com diversos aparatos iterativos além dos tradicionais paínes mostrando a história e origem. O que é complementado pela apresentação no auditório, com um vídeo de 10 minutos narrado pela Fernanda Montenegro e uma segunda apresentação de 20 minutos na praça das palavras. Achei a última bem mais interessante.

Por fim, quando for escolha uma exposição temporária interessante e não deixe de ir na apresentação (horário vem marcado no seu ingresso). A entrada aos sábados é gratuíta.

Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 273

Nota geral Você conhece o Museu da Língua Portuguesa? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)