Lions Nightclub

Endereço: Av Brigadeiro Luís Antônio, 277 - 1º Andar , República - São Paulo , SP - Brasil - 01317-000

Telefone:

(11) 3104-...

Clique para ver
Categoria:

Baladas e Boates

  | Rank: 33º de 241
Preço por pessoa
$$$$ (De R$51 até R$100)
Bom para
Ir com amigos, Dançar, Paquerar
Formas de pagamento
Crédito:
cash, credit card
Primeira opinião
rafael assad luz
Detalhes
  • Ar condicionado
  • Área para fumantes
  • Comanda individual

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/lions-nightclub
Notas específicas:
Ambiente
(20)
Público
(20)
Bebida
(19)
Custo-benefício
(18)
Comida
(6)
Atendimento
(19)
Dicas
Prepare o bolso pois é uma balada meio cara!
rafael a.
Dias de semana
Allan G.
A maneiras de obter descontos para entrar, converse com um promoter.
Andréia A.
Beba cerveja, é mais barato!
Leticia B.
Chegar depois da 01am pode ser sinônimo de uma fila interminável
Artur F.
Ver mais
Opiniões
Não gosto muito de lá.
Fui duas vezes nos dias gays, e não curti.
Pista de dança pequena, musica bem ruim, bebidas extremamente caras e o povo que vai lá é muito metido e fica só no carão. Não gostei.
Meus amigos, por outro lado, gostaram. Bom para paquerar.
Meninos, a dica é: vá de camisa xadrez, parece que é o uniforme dos boys que frequentam lá, chega a ser engraçado, todos com o mesmo estilo de look.
A única coisa bacana lá é o fumódromo na varanda/terraço, bem grande e espaçoso, mas ainda assim lota e fica difícil de andar.
Vallet na porta. Banheiros unissex nos dias gays.
Conheci a Lions por causa do Kekanto: uma noitada lá foi oferecida à equipe ganhadora das Olimpíadas! (Dá-lhe Wally!) Daí, fomos num sábado aproveitar nosso prêmio =)
Para chegar, foi quase tranquilo. Como antes estávamos no Bar Blá, bastou percorrer toda a extensão da Brigadeiro. Maaas... quem disse que achávamos? O local não possui placa, nome, nada. Como chegamos antes da fila se formar, não havia nada que indicasse a presença de uma balada ali – só umas grades para a fila, do lado de dentro do prédio, que eu dei a sorte de ver (após 2 voltas no quarteirão). Paramos o carro num estacionamento ali na Brigadeiro mesmo (que foi R$ 25, se não me engano) e fomos!
O local possui 3 ambientes: duas pistas (com músicas diferentes, é claro!) e uma varanda, que funciona como fumódromo. Quando se chega, a entrada dá direto na pista principal. O bar fica bem no meio dela, o que achei bem diferente – e muito interessante! No fundo, há alguns sofás em meia-lua para várias pessoas e a cabine do DJ. Os camarotes ficam nessa pista também, e são muito pouco isolados da pista: o degrau para eles é bem baixinho!
Quanto à decoração: o lugar é simplesmente lindo. Todo chique, com destaque para os lustres.
Ganhamos uma garrafa de Absolut (ae!), só precisávamos de algo para misturar com ela – e aí fomos checar os preços. Um suco de laranja sai R$ 10; um energético, R$ 14. Achei bem caro, mas não poderia esperar menos de um lugar em que, para entrar no sábado, mulher paga R$ 60 seco ou R$ 100 consuma, né? ;)
Com um tanto de vodka na cachola, você repara em algumas outras coisas: por exemplo, que o lugar é ligeiramente “antibêbado”. Como não fica no térreo, é necessário subir um andar, pela escada, para chegar lá... e na saída, é claro, é preciso descer! Não é bem a tarefa mais fácil do mundo, dependendo do seu estado! hehe. Além disso, a porta que leva à outra pista é giratória – tipo uma de banco, mas maior. Potencial para desastres!
A segunda pista só abre às 2h da manhã e me pareceu melhor que a primeira. Uma parede é toda de LEDs, deixando o lugar com uma cara bem diferente da pista principal. E as músicas lá tinham uma pegada mais rocker, o que me agrada mais... fiquei lá até cansar!
Só há um banheiro na casa (pelo menos, que eu tenha visto), o que ocasiona filas surreais. Não espere ficar com muita vontade para ir! O que achei bom é que uma funcionária fica o tempo todo lá dentro, checando se está tudo certo!
No fim das contas, o Kekanto possibilitou que eu fosse num lugar que dificilmente conheceria, principalmente por causa do preço. E valeu bem a pena! Valeu, pessoal! \o/
A Lions Nightclub entra no TOP 5 das melhores baladas de São Paulo. O ambiente é simplesmente - de tirar o fôlego: lindo, além de ter sido construído em um amplo espaço que dá para circular e dançar.

Muito bem decorada, a boate conta com um bar 360º que agrada todo mundo. A pista de dança é chique, tem o chão construído em madeira escura. Na parte externa, o terraço SEMPRE chama atenção. Além de gigante, possui uma vista estonteante da cidade.

O som é super alto e variado - escolha a noite certa já que elas costumam ser muito diferentes. Público variado: patricinhas, mauricinhos, gays e hipsters frequentam o local (os moderninhos batem ponto constantemente). A CIO e Groovelicious são noites divertidas que acontecem durante a semana. Vale a pena conhecer: a música é boa e a galera (muito) bonita.
Empreendimento da linha de revitalização de lugares depredados da cidade de São Paulo, vide Vegas, z carniceria > augusta
Riviera > consolação
Cine Joia > Liberdade

A Lions é um prédio comercial durante o dia e local de muitas festas durante a noite.
O ambiente é bonito e refinado, temática caça, com 3 ambientes diferentes, um hall com bar e pista principal, cercado de vidro, de modo que você pode ver a rua de dentro da pista. A outra pista é 3D, com efeitos de profundidade entre as colunas do prédio, bem moderna.

A Lions possuí um dos fumódromos mais famosos e queridos da cidade, chegando a ficar mais cheio do que as pistas em algumas ocasiões. O povo pirra na vista, que ao meu ver não é nada demais.

As bebidas são caras, o item mais barato (com álcool) do cardápio é uma Heinekein a 10$, os drinks são bons, na faixa dos 30$

O Staff é ágil e educado e as noites costumam ser muito boas, uma das minhas favoritas é o CIO de quarta-feira, mais vazio e com um dos melhores eletrônicos de sampa.

O sistema de som da casa é um caso especial, com equipamentos que enchem a casa e ao mesmo tempo permitem que você possa conversar sem ficar gritando, tecnologia funcional e quase imperceptível.
A Lions recebe públicos diferentes a cada dia da semana. Então a primeira coisa que se deve saber é: qual festa vai rolar no dia em que eu quero ir.
De quarta acontece a festa Cio, onde pode-se ouvir 80's, new electronic, old future, disco, house, electro e techno. O público é misto, geralmente pessoal que já passou dos 25 anos.
As quintas, rola a Groovelicious. Hip hop (de qualidade) para público hétero e jovem.
De sexta tem a Ultralions, voltada para o público gls. Acontece no lounge/pista (uma pena não abrirem a pista 3D) e rola pop/house.
Sábado rola a Forward. Eletrônico nas pick ups para público hétero, jovem e "mauricinho".

Agora falando do local: é lindo, você se sente em um clube exclusivo. Tem diversos animais empalhados e a iluminação baixa dá um ar misterioso ao local. A enorme varanda é ponto alto. Espaço aberto onde se pode fumar, conversar, ir aos dois bares e apreciar a vista.
O que decepciona: os minúsculos banheiros, onde tem muita fila quando a casa está cheia; os preços dos drinks (sua comanda vai fácil para os três dígitos se você não se policiar) e a fila do caixa.
Fui duas vezes a essa casa e adorei o ambiente e a frequência. Nas duas vezes tive o prazer de estar com amigos queridos e curtir festas super bem organizadas com música de qualidade e aproveitar a belíssima ambientação da casa e a impagável varanda que nos oferece uma vista magnífica da cidade de São Paulo. Meu único senão fica para o preço das bebidas: R$12 uma long neck e R$ 35,00 uma caipirinha. Um pouco salgados na minha opinião!
Um dos muitos prédios decadentes do centro de são Paulo que estão sendo redesco-
bertos pelos organizadores de baladas. De início você tem que encarar dois lances de
escadas para chegar a porta principal. O espaço é privilegiado com decoração um tan-
to vintage mas que casa bem com a proposta do lugar. A pista possui um bar no meio
o que facilita pedir seu drink enquanto dança. Mas o melhor na minha opinião é a vista
da sacada que é usada como fumódromo e bate papo. Os banheiros são amplos e sufi
cientes para uma casa cheia.
O espaço é até um pouco apertado para o tanto de pessoas que o recebem. A pista de dança na vdd é pequena, os preços são abusivos, mais que alto padrão, pedi um aperol spirit e me custou R$33,00 um refri custa R$8,00...
Mas a energia da casa é maravilhosa. RECOMENDO.
Os garçons são de tirar o fôlego, vale a pena se jogar na pista...
Fui na quinta feira nesse role, sinceramente é uma experiência bem diferente. Td começa na entrada que logo de cara não tem fachada, o que torna o lugar mais secreto. Percebi que todo mundo faz um esquenta no posto que fica bem em frente, o que pode te economizar uma grana violenta lá dentro, sim é caro, breja a 10 e drinks a 30, com um detalhe, os drinks são servidos em copos de vidro. Uma coisa que eu fiquei impressionado é a quantidade de naves que vão pra esse role, logo na fila já vi muitas garotas bem produzidas, se eu fosse sozinho teria feito a boa, mulheres realmente lindas e aptas a flertes kkk. Ao passar pelo lobby principal, e subir as escadas, você passa por uma porta que é ai onde a magica acontece, o lugar é de médio porte, mas com uma arquitetura perfeita, elegante, foi totalmente pensado. O público tem um contraste melhor no visual, curtir um som lá é uma das melhores experiências, recomendo e fiz do lugar meu role semanal, toda quinta ou sabado estou por lá.
Mais uma criação do visionário Facundo Guerra, o rei da noite paulistana. A casa já teve seus dias de glória, hoje está decadente. Balada que conta cada dia da semana com uma festa diferente. Lugar eclético, facilmente pode liderar a lista de melhor da cidade. Ao entramos damos de cara com uma linda Hostess, parece uma boneca, Bianca se não me engano. Frequentada por pessoas de todas as tribos, desde playboys, hipsters e alternativos e até patricinhas e piriguetes. Lá vc ouve de eletronica a Strokes, as bebidas tem o preço um pouco elevado, o fumódromo é o maior de São Paulo. Dois ambientes espaçosos. Na belle époque vc encontrava até turistas estrangeiros, hoje só adolescentes recém saídos das fraldas. rsrs
O lugar fica no centro da cidade, um prédio aparentemente antigo e que eu jamais imaginaria ter uma Boate dentro, inclusive se passasse na frente e me deparasse com a fila que se formava ficaria assustada.
Subindo as escadas descubro um ambiente fantástico, lugar maravilhoso com diversos bares espalhados, além de uma super varanda com uma vista deslumbrante para o centro de São Paulo, acho que foi o ponto alto da noite!
Pronto fraco da noite, o preço!!! Não estou acostumada com o preço de São Paulo, e mesmo dividindo uma bebida, fiquei extremamente assustada, mas tudo bem né!!
Casa muito boa. A música estava legal, poderia ter outros estilos por ambientes.
Pessoal super bem vestido. Um lugar maravilhoso.
This is my first time in Sao Paulo and, of course, my hosts took me to a night club. There was no way I was leaving town before I came to one.
So that's how I got to Lions Nightclub. First thing I realized: God, how gorgeous are brazilian women? I was evidently under-dressed, didn't wear heels, not even a skirt... Jeans and flats. Awful, but anyway. Don't make my mistake!
The place is really nice, pretty, lightening was great, good looking people, and lots of electronic music. I'm not such a big fan, but it was cool, I had a lot of fun anyway.
One thing I had never seen back in Chile was the card system they use for charging drinks. You come in, pay your ticket, get a magnetic card, and then just drink whatever you want. They'll charge all to your card, and you pay for all at the end. One thing to watch: i found it a bit expensive, but it really looked like an exclusive place, so it was to expect.
Bottomline, if you're target for this kind of music and can afford it, you should come ;)
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 35

Nota geral Você conhece o Lions Nightclub? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)