Kebabel

Endereço: Rua Fernando de Albuquerque, 22 , Consolação - São Paulo , SP - Brasil

Telefone:

011 3062 7...

Clique para ver
Categoria:

Restaurantes Árabe

  | Rank: 27º de 258
Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)

Site oficial
kebabel.com.br
Primeira opinião
Alexandre Nicolet...
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Detalhes
  • Wi-fi


Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro
  • Pedir delivery

http://br.kekanto.com/como-chegar/kebabel
Notas específicas:
Ambiente
(13)
Comida
(13)
Atendimento
(13)
Bebida
(12)
Custo-benefício
(12)
Dicas
Peça o Kebab de falafel e o suco de flor de laranjeira; o restaurante também faz entregas.
Alexandre N.
Pedir dica ao garçom de cervejas
Djavan F.
Kebab de cordeiro
Borbas A.
Kebab de falafel
Allan P.
Eles repoe o molhinho de gengibre (esqueci o nome) se você pedir sem custo nenhum! :)
Luciana A.
Ver mais
Opiniões
Fiquei curiosa para conhecer a Kebabel, até mesmo porque a iguaria é bem rara aqui em São Paulo se comparada à oferta de kebaberias nos países na Europa, como por exemplo na Holanda: em Amsterdã as encontramos a cada duas / três quadras... talvez não temos a mesma oferta por não termos tantos imigrantes indianos e/ou árabes, enfim...

Fomos num domingo à noite e esse estava bem quente, por sinal... logo encontramos o local com todas as mesas ocupadas, assim como o balcão... no início achamos o garçom meio displicente: ele nos viu e nem veio perguntar se queríamos aguardar mesa ou não... depois entendemos porque só havia ele para atender todas as mesas e mais o balcão. O local em si é um pouco quente e principalmente o balcão, mas nada que não seja possível aguentar.

Aguardamos alguns minutos e fomos acomodados no balcão... achamos bem quente aquele pedaço, mas logo em seguida passamos para uma mesa mais fresquinha perto da entrada. Pedimos a cerveja tcheca Czechvar (R$ 22,00), uma porção de batata rústica (R$ 20,00) e dois kebabs de falafel (R$ 19,00 cada)... não lembro exatamente os valores, mas é bem próximo disso.

Achamos a batata bem gostosa mas muito mirrada para o preço praticado... os kebabs eram deliciosos e muito bem elaborados, porém um só não enche um homem que come bem... meu marido pediu um segundo para sentir-se satisfeito, e também um refrigerante (R$ 4,00).

A conta deu por volta de R$ 104,00 e só perde estrela por conta disso, poderia ser um pouco mais barato... mas super recomendo e volto se estivermos abonados $$$... rs.

Fui ao Kebabel, que fica perto da Augusta.

É um local BEM pequeno...chega a ser desconfortável, pois as mesas eram minusculas e as cadeiras também...

De entrada pedimos uma porção de "Falafel"...UMA DELICIA!!!Infelizmente é fritura... Nunca imaginei que ia gostar tanto de um bolinho vegetariano - grão de bico.(na porção vem 6 bolinhos).


Pedimos um suco de Capim santo, com limão e melado...,muito gostoso....Parece um caldo de cana diferente...E ficamos olhando, todas as mesas pediram esse suco...Pedimos de pura curiosidade, e adoramos...
E por fim, pedimos dois Kekabs. Um de Falafel , e o outro de Kafta.

Estava tudo delicioso.

Obs: No cardápio deles tem varias cervejas importadas diferentes, e o chopp deles é de uma marca artesanal.

Custo:$$


Voltaria, com certeza!
Eu amo esse lugar, vocês podem dizer que é pequeno e tal, mas sabe que eu até gosto desse jeito meio intimista dele ser, amo a decoração, as mesinhas do lado de fora, o estilo árabe e a comida é uma coisa de louco.

É um dos melhores Kebabs que já comi na minha vida, o Kebab de cordeiro é ótimo e as opções de cerveja nem se fala, eles tem uma ótima variedade, seja nas nacionais ou nas importadas. A Honey Dew combina muito com o Kebab de cordeiro, pelo menos para o meu paladar. O atendimento também é sempre cordial e a espera para a comida é normal, não é muito ágil, mas também não demora tanto assim.

O preço é razoável se comparado com outros lugares.
O Kebabel é bem famoso pelas cervejas (carta pequena, mas com várias artesanais), mas não posso opinar porque não vejo muita graça em cerveja. Posso opinar sobre os kebabs: bons, mas não espetaculares. O que mais curto é o de couve-flor (é bem gostoso, acredite) com homus - opção boa para os vegetarianos! Pra acompanhar (se você não curtir cerveja, claro), a limonada é do jeito que eu gosto: mega gelada e bem azedinha. Ponto baixo: o lugar é super pequeno e lota rapidinho.
Local aconchegante, com um bom atendimento. O estabelecimento é pequeno, o cardápio é restrito a especialidade. Quanto comida, não achamos muito barato pelo tamanho dos kebabs. Os mais simples custam em torno de 20 reais, e o mais sofisticado (carneiro) sai por 27,90. Tomamos apenas um suco e o choop servido na casa, suco custou 10 reais e o choop 7,9. Para mim, o kebab mais saboroso foi o de kafta.
Sempre que cheguei, era pro almoço tardio (quase 14h), então o lugar pequeno nunca foi problema, dava pra escolher entre as mesinhas da calçada ou as de dentro do bar, pertinho do balcão.

Provei os kebabs de cordeiro e kafta, e recomendo fortemente - o de kafta, no ponto e com um tempero ótimo, oferece uma porçãozinha de pasta (homus, coalhada ou babaganush) como acompanhamento. Pedi o homus e não me arrependi: muito distante do homus "migué" sem gosto que já vi servirem por aí. O tahine, cremoso e delicioso, também passa longe dos tahines aguados e salgados dos frascos de boteco libanês. Um kebab foi suficiente pro almoço, sem fome vespertina.

Para beber, o suco orgânico de uva niágara é uma dádiva que me lembrou o gostinho de sagu da infância - mas algo concentrado demais pro meu gosto. E, dentre as cervejas internacionais disponíveis, escolhemos a ribeirãopretana Colorado Cauim, geladíssima.

De sobremesa, recomendo o sorvete de damasco, com sabor delicado e pedaços da fruta, e o Malabie (manjar branco com água de flor de laranjeira, farofa de pistache e calda pedaçuda de damasco ou ameixa) - mistura delicada e harmoniosa de sabores marcantes.

A decoração é bacana e temática, o kebab vem em bandejinhas lindas, a sobremesa é servida numa sobre uma toalhinha de papel rendada charmosa. Enfim, eles cuidam dos detalhes e isso faz diferença!
Kebabeando

Quando se fala em lanche barato na Europa, a pedida é o kebab, sanduíche de origem turca feito com fatias de carne de cordeiro assadas em camadas em um espeto vertical, parecido (só no visual) com o espeto do ‘churrasquinho grego’ do centro de São Paulo. O recheio pode ser de cordeiro, falafel, kafta, frango, carne bovina etc., tomate, alface, cebola e molho tahine, ou picles, cebolinha e hortelã, dependendo da criatividade do lugar.

Já falamos do kebab de Londres, ano passado, aqui no Braun Café, mas agora não é preciso ir tão longe. Em pouco mais de um ano, a capital paulista já aderiu às kebaberias.

Quem sai do cinema perto da Rua Augusta, ou está perambulando pela região, por exemplo, encontra duas opções. Minha dica é o Kebabel, um misto de kebaberia e bar onde estive duas vezes provando ótimos kekabs de kafta e de cordeiro (folhas de hortelã dão um toque especial).

O preço dos kebabs (10 a 13 reais) é convidativo assim como o ambiente charmoso (repare no lustre de cristal com talheres pendurados e nos quadrinhos de Adão e Eva de Goya no banheiro todo forrado com um vibrante papel de parede).

O lugar tem poucas mesas e um pequeno balcão, mas por volta das 20h do sábado e à meia noite de uma sexta-feira consegui me sentar para tomar uma Original gelada, comer um kebab e experimentar uma cerveja mineira. Entre variações importadas, além das argentinas e alemãs – cervejas da Grécia, Austrália e Turquia, por exemplo – a Backer, produzida na terra da cachaça, foi uma refrescante surpresa (experimente a de trigo).

Além dos tradicionais sandubas você pode apostar nas porções do Kebabel. O homus com pão sírio (metade torrado e metade ao natural) estava no ponto. Ainda há opções de falafel e couve-flor à milanesa (!) para os botequeiros vegetarianos.

Também consegui finalmente conhecer o Kebab Salonu, na Rua Augusta, mas o kebab ficou aquém da expectativa. O sanduba é maior e mais caro (18 reais o de kafta) do que o do vizinho, mas o recheio é mais farto só na salada. Além disso, a kafta estava pouco saborosa e pra lá de bem passada. Uma pena. Para consolar, meu mate batido com tangerina estava gostoso e ainda não provei o café turco.

Ronaldo, fã das kebaberias, teve mais sorte com a porção de falafel quando esteve no Salonu. Ele também indicou o Pita – Kebab Bar, em Pinheiros, como a próxima parada para kebabear, em São Paulo.

(Post publicado originalmente em 15 de junho de 2008)
Cara, não gostar de Kebab pra mim é pecado mortal. Pode até não gostar de sushi, de churrasco, de chocolate… mas de Kebab eu saio do sério.Daí sempre tentava convencê-lo a me acompanhar atrás de um Kebab roots, de rua, no baixo Augusta, uma zona muito (muito muito mesmo) apaixonante. Me lembrou bastante aquela parte de East London, a zona hypada do momento de lá, que envolve Shoreditch, Hoxton, Spitalfields e Bethnal Green.

Muita gente diferente e ultramoderna, mas todas super do bem e inofensivas.Eis a Kebabel, uma Kebaberia muito de responsa que não se deixou levar pela influência de umas e outras aí, que mais tem cara de lancheria ou de boteco de que de Kebaberia. Essa é original, como manda o figurino.Sentei por ali pra curtir um pouco do sentimento que a gente tem ao pedir um Kebab na Europa, só que ao invés de pagar em Euro, paga-se em real.Pra começar, e pra não ir com tanta sede ao pote, ops, ao Kebab, resolvi me distrair um pouco com um Fattouche, uma saladinha típica temperada com molho à base de especiarias árabes e melaço de romã.

Daí, logo em seguida veio o cara. Vocês não tem idéia do sabor que tem esse lance. Claro, tem muita influência do trailer que passa rapidamente na memória, das beberranças e das loucuras de um verão Europeu que entrou pra história.É demais isso. Não tem como um enroladinho no pão pita com tiras de carne de cordeiro e bovina, com salsa, cebola, hortelã, picles e molho tahine dar errado.

Ainda mais se a gente envenená-lo com umas pimentinhas deliciosas. Não que precise, porque já é bem apimentado. Mas nunca é demais, no meu caso.Quem não gosta é porque nunca provou.

Acho que deve ser o símbolo do backpacker no mundo. Por isso que tem uma simbologia tão grande. Ah, quer ver o porquê de ser o símbolo mundial do backpacker? Um Fattouche, um Kebab e uma cerveja custou exatamente trinta reais. No caso, 10 Euros. Preço de Mc Donald’s.
Lugarzinho simples e aconchegante no meio da tumultuada Rua Augusta.

O kebabel é um lugar pequeno, mas muito bem decorado com elementos que lembram a cultura árabe (claro!)

Foi a primeira vez que fui comer Kebab, antes de ir vi um pessoal reclamando que o preço é caro e que o Kebab é pequeno.
Bom, eu comi o Kebab de Fafael (que por sinal, é SENSACIONAL) e achei ele bem grande!

Pedimos uma cerveja artesanal (Vixnu) que não tinha e o garçom foi muito atencioso e nos deu outras opções, mas acabamos ficando com os chops tradicionais.

A porção de Kafta é muito gostosa, mas se você não gosta de carne BEM temperada não vale muito.

Ouvi indicações de que o Kebab de cordeiro é muito bom, mas AINDA não provei!

Única coisa que peca lá, é que tem poucas mesas nas ruas, e lá dentro é um pouco apertado.
Lugarzinho simples e aconchegante no meio da tumultuada Rua Augusta.

O kebabel é um lugar pequeno, mas muito bem decorado com elementos que lembram a cultura árabe (claro!)

Foi a primeira vez que fui comer Kebab, antes de ir vi um pessoal reclamando que o preço é caro e que o Kebab é pequeno.
Bom, eu comi o Kebab de Fafael (que por sinal, é SENSACIONAL) e achei ele bem grande!

Pedimos uma cerveja artesanal (Vixnu) que não tinha e o garçom foi muito atencioso e nos deu outras opções, mas acabamos ficando com os chops tradicionais.

A porção de Kafta é muito gostosa, mas se você não gosta de carne BEM temperada não vale muito.

Ouvi indicações de que o Kebab de cordeiro é muito bom, mas AINDA não provei!

Única coisa que peca lá, é que tem poucas mesas nas ruas, e lá dentro é um pouco apertado.

via iPhone

Um kebab muito gostoso. Porém lugar muito pequeno fomos em 5 pessoas não tinha mesa comemos do lado de fora usando a porta do vizinho com mesas quase na chuva. Voltarei a comer o kebab, apenas irei procurar um lugar que fique mais confortável e com atendimento mais eficaz.
Essa kebaberia que fomos fica na
R: Fernando de Albuquerque, 22.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 19

Nota geral Você conhece o Kebabel? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)