Jun Sakamoto

Endereço: Rua Lisboa, 55 , Jardim Paulista - São Paulo , SP - Brasil - 05413-000

Telefone:

11 3088-60...

Clique para ver
Categoria:

Restaurantes Japonês

  | Rank: 22º de 804

É o restaurante de Jun Sakamoto, o maior sushiman do Brasil. Ele conta com apenas oito lugares e recebe clientes somente mediante reserva. Funciona de Segunda a Quinta das 18h30 à 00h30, Sexta e Sábado das 19hs à 01h. 

Preço por pessoa
$$$$ (Mais que R$100)

Bom para
Encontros românticos, Reuniões de negócios

Primeira opinião
Arthur Guttilla
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Horário de funcionamento
Seg.
19h - 0:30
Ter.
19h - 0:30
Qua.
19h - 0:30
Qui.
19h - 0:30
Sex.
19h - 1h
Sáb.
19h - 1h


Detalhes
  • Ar condicionado
  • Aceita reservas
  • Inaugurado em 2000
  • 36 lugares
  • Estacionamento: R$ 15,00


Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


http://br.kekanto.com/como-chegar/jun-sakamoto
Notas específicas:
Ambiente
(9)
Comida
(9)
Atendimento
(9)
Custo-benefício
(9)
Bebida
(7)
Dicas Ver mais
Opiniões
Para ter o privilégio de ser atendido pelo mestre Sakamoto não é fácil, eu e meu marido tivemos muito trabalho até conseguir sermos um dos 8 felizes clientes que iriam apreciar o seu menu degustação e olha que o preço é bem salgado R$ 260,00 por pessoa, mas com certeza valeu a pena, eu já havia provado sushi de polvo e gostado, mas não um com um sabor tão especial quando o de Sakamoto, o detalhe que eu observei na preparação é que o arroz dos sushis era bem mais gostoso do que os que eu já havia provado e olha que eu como direto comida japonesa, mais leve, derrete na boca, gostei também das ovas de ouriço (nunca tinha provado isso na vida) e do tempura de enguia (realmente muito bom), o jantar foi delicioso, uma verdadeira experiência gastronômica, valeu a pena insistir.
Ontem finalmente consegui ir no Jun Sakamoto e gostei bastante dos sushis servidos. O restaurante fica bem próximo da Av. Rebouças e a entrada do lugar é bem discreto e possui um vallet (R$ 20,00). O lugar é pequeno, mas bastante movimentado e muito bem organizado.

Ao passar pelo portão da entrada, o lugar impressiona pela decoração e o jogo de luzes. Como reservamos o balcão com uma semana de antecedência, achei que pegamos um bom lugar e optamos pelo menu de degustação (R$ 290,00).

O menu é composto por uma prato de entrada, 16 niguiri sushis, dois pratos, sendo que um deles é quente e uma sobremesa. No dia que fui, a entrada era um somen com tofu frito, os niguiri sushis de atum, atum chamuscado, salmão, buri, lula, foie gras, vieira, ostra, ovas de salmão, robalo, enguia e os outros que não me recordo... eheheh. O prato quente foi uma ostra com um caldo que lembra mais água quente com limão, outro prato era tartar de atum com foie gras e de sobremesa um sorverte de maça-verde com gelatina de sake.

Tanto a entrada quanto os niguiri sushi estávam ótimos, mas do sushis, o que gostei mais foi do salmão, que derretia na boca e depois foi o de ostras, que nunca tinha experimentado e o que menos gostei foi de lula. A sobremesa também estava muito bom.

Além de experimentar o menu de desgustação, inicialmente pedimos para acompanhar uma dose do sake Hakushika Chokara Jun-mai (R$ 27,00), mas não havia quantidade suficiente para uma dose, então o garçon sugeriu o Hakushika Karakuchi Jun-mai (R$ 26.00) e gostei bastante, mas me pareceu mais forte do que Chokara, talvez seja por causa do grau do polimento do arroz. A carta de sake que o Jun Sakamoto oferece é extenso e tem para todos os gostos e bolso.

Foi uma boa experiência gastronômica e com certeza eu voltaria. Mas é bom reservar a mesa ou balcão antes, pois o lugar fica lotado.

via iPhone

Esperei muito por muito pouco desse lugar.
Pedi o menu degustaçao.
Tirando a entrada de vieira, o tartar de salmao com ovas e a enguia, o resto nao passa de nigiri com variaçoes de peixes.
De forma nenhuma é ruim, pelo contrario. Mas esperava algo exepcional, fora do comum, diferenciado. Nao vi nada disso.
E nao vale o preço mesmo se fosse feito pelo Papa.
O paraíso existe – e serve peixe cru!!!
Por Alexandre Scaglia*

Sim, ele é um dos chefs mais premiados do País. E, dizem, um cara pouco afeito a dar atenção aos clientes. O que eu pude confirmar na minha primeira visita (eu preciso voltar lá! PRECISO!!!) ao restaurante de Jun Sakamoto é que a primeira afirmação é real. E a segunda, não. O cara, além de um sushiman genial, é bom papo.

Estive no restaurante para um jantar corporativo e, infelizmente, não me sentei no balcão. Mas mesmo assim provei 15 diferentes tipos de cortes nos sushis, além de um tartar de atum com foie gras de entrada que é qualquer coisa! Ah! Tinha um molho de peixe com saquê delicioso para acompanhar.

O mais interessante é que os sushis de Sakamoto são completamente fora do comum. Mesmo um básico niguiri de atum ganha sabores deliciosos, caso do sushi de atum com foie gras (ele de novo!).

Dos 15 cortes provados (cada vez que eu vejo a lista com minhas anotações, dá água na boca…), o destaque fica para:

- Enguia – um corte de enguia marinada, que vem assim do Japão e no restaurante recebe acabamento com um molho tarê;

- Ostra – um maki raso, de pouco arroz e com uma ostra monstruosa e saborosa como nenhuma outra que eu já tinha provado na vida. Beira a perfeição;

- Carapau – simples e maravilhoso: arroz na medida, gengibre ralado e nada mais. Babei no teclado… ;

- Robalo – sim, entre os top 5 está um sushi de robalo, quase básico. Quase porque esse recebe um corte de shisô, um arbusto japonês cujo sabor é indescritível. E perfeito para o peixe;

- Atum com foie gras – um dos cortes que fez a fama do restaurante. Fama mais que justificada, diga-se.

Para finalizar a degustação, uma ostra escaldada em saquê e limão siciliano. Quem ainda estava em condições, provou um delicioso sorvete de maçã verde com gelatina de saquê de sobremesa. Eu, que não gosto de doces, adorei.

Na mesa, duas pessoas pediram uma degustação diferente, que era finalizada com duas postas de atum grelhado cujo aroma tomou conta da mesa. A vontade era avançar no prato do pessoal.

Claro que uma visita ao Jun Sakamoto não é para todo dia, infelizmente. Primeiro porque os preços são altos (não vi a conta, mas amigos que lá estiveram gastaram entre 200 reais e 300 reais em uma degustação, devidamente acompanhada de champagne). Claro que dá para gastar menos, mas se essa for a opção, não deixe de lado o saquê. Nunca!

O segundo motivo para a dificuldade de visitar o restaurante é que o local é pequeno e atende a um número limitado de clientes por dia, sempre com reservas. Mas o atendimento é atencioso e, a cada corte que chega à mesa, o cliente é informado sobre o que está comendo e se deve ou não colocar shoyu. No balcão a coisa é mais rígida, com Sakamoto pessoalmente temperando as iguarias.

Sakamoto lançou um livro de culinária, onde ensina alguns de seus segredos. Mas, como ele mesmo disse, não se aventure a fazer sushi em casa. “Come-se muito melhor em restaurantes. De preferência aqui”, garante. Eu assino embaixo.

*Alê Scaglia é jornalista de tecnologia, colabora com o Braun Café e tem muita sorte!
Fotos: Roberta Prescott, outra sortuda. Tratamento: Cris Calegaro (valeu girl)

(Post publicado originalmente no blog Braun Café em 30 de novembrode 2007)
Finalmente fui conhecer o restaurante japonês melhor avaliado aqui no Kekanto! Reservamos uma mesa com antecedência, pois o local é pequeno e bastante movimentado. Desde a entrada e do primeiro atendimento, o local já passa a impressão de "premium'. Garçons andando rapidamente com fones de ouvido e ao mesmo tempo atentos aos clientes.

Logo ao entrar já avistamos o Jun preparando as iguarias para as 8 pessoas que estavam desgustando o menu de 16 sushis, 2 pratos e sobremesa. No balcão, não pode ter frescura: você come o que o chef escolher e isso leva em conta os melhores ingredientes do dia.

Sentamos na mesa ao fundo e pedimos um saquê. O menu de drinks é bem extenso e encontramos um saque gostoso e com preço bom (R$ 11,00). O menu principal tem pratos quentes (teppan, yakissakana, tempurá) e frios (ostras, niguiri sushi). O preço dos pratos quentes é por volta de 40~50 por pessoa e os niguiris individuais de 8 a 12 reais.

Contaminado pelo ambiente e pela ocasião especial, resolvi optar pelo menu degustação de R$ 240 que serve 16 niguiri sushis do dia, 1 prato quente e 1 prato frio. Nas mesas você pode optar por trocar os sushis exóticos por outros, mas resolvi confiar no chef e pegar a combinação do dia.

O primeiro prato que chegou foi um tartar de atum e Foie gras, que tinha uma apresentação bem "imponente": vinha no centro de um prato com gelo picado em volta e ovas em cima. Definitivamente uma das melhores partes do jantar!

Logo chegou um trio de salmão, buri (olho de boi) e atum torô (a melhor parte da barriga). Confesso que nunca comi nada parecido! Os sashimis tinha um gosto muito suave e todos eles derretiam na boca. Esse foi o primeiro niguiri sushi de verdade.

Depois vieram os outros 14 da sequência: vieira, ovas, robalo, pargo, carapau, água viva, lula (ika), barbatana de tubarão e outros que eu nem lembro. Alguns deles não precisam de shoyo, outros usam ingredientes exóticos como sal de vulcão, e nem todos vem com wasabi (erva verde forte). Um dos que eu mais gostei além dos 3 iniciais foi o de cavala marinada. Para finalizar, 3 harumakis de vieira e camarao quentes e bem gostosos. A sequência inclui uma sobremesa que no dia era um sorvete de maça verde delicioso com gelatina de sakê.

A minha conta saiu 306 reais com serviço, um pouco caro, mas a experiência valeu a pena. O atendimento é impecável e eles explicam cada prato que chega. Eu voltaria para comer novamente o torô e talvez um dia para sentar no balcão. O local é ideal para jantar de negócios, mas é bom reservar antes.
Ontem viajei de São Luis para São Paulo para encontrar a minha esposa que estava na cidade fazendo compras para a loja dela. Eu tinha uma reserva as 21 hs para o balcão do jun e cheguei 18 hs em guarulhos, vim no taxi monitorando o tempo para nao chegar atrasado ao restaurante. Cheguei a tempo e lá fomos. O restaurante é pequeno e aconchegante. Fomos bem recebidos e sentamos nos nossos lugares para aguardar o serviço, pedimos um vinho branco chardonnay que estava muito bom para acompanhar os sushis. Quando o jun chegou cumprimentou todos na mesa e iniciou uma incrível seqüência de sushis. Cada um melhor que o outro, foi uma experiência inesquecível degustar um sushi preparado como deve ser com produtos de alta qualidade. Vai ser difícil ir nos restaurantes japoneses da minha cidade depois desta experiência.

via Android

O restaurante é discreto, famoso pela qualidade e tradição - pelo Jun Sakamoto. Não é muito grande, mas como muitas pessoas ficam no balcão, o restaurante não estava lotado (mesa reservada).

Vi opiniões do menu degustação que custa mais que R$ 240,00, mas aparentemente todos saíram satisfeitos mesmo com o alto custo.

Minha experiência foi um pouco diferente, pois pedi um prato de garoupa com molho de gengibre e shoyu (42 reais) e 2 unidades de sushi de torô (12 reais cada). Devo confessar que não sou super fã de atum, mas o peixe estava excelente, numa consistência que não sei descrever. O peixe parece derreter na boca!! Incrível!!
O prato estava muito gostoso, não era muito forte e um arroz branco (gohan - 6 reais) acompanhou muito bem.

Para sobremesa escolhi o tempurá de figo com molho de frutas vermelhas a 18,50 reais e estava muito boa, a calda dá um sabor azedo gostoso com a fruta.

É um restaurante caro, de ótima qualidade e ótimo atendimento pelos funcionários. Gostei de conhecer e quero voltar outras vezes.
Não gosto de comida japonesa, então fica difícil de opinar deste lugar.

O lugar é bonito, pequeno e super chique, mas quando entrei não tive boa impressão, pq a cara do Jun estava mto brava, achei que ele ia me expulsar do lugar!! hahaha

Fiquei feliz de sentar nos fundos, em outro ambiente, aí eu pude me divertir tranquilamente com meus amigos. Acho que se eu tivesse ficado no mesmo ambiente que ele, eu teria ficado incomodada.

O atendimento é educadíssimo, tanto no telefone quando fiz a reserva, quanto no restaurante.

Achei a comida gostosa, mas não vale o preço para alguém que não curte muito comida japonesa como eu.

Se vc for pedir o menu degustação no balcão, além de pagar uns R$ 240, vc não pode recusar nada que o Jun oferecer!!!! Achei mta frescura isso!!! Por isso acabamos sentando na mesa, que aí vc pode trocar o que não gostar do menu, mas nesse caso quem prepara a comida são os assistentes do Jun.

Acho que vale ir uma vez na vida. Dei de presente de aniversário e acho que a pessoa gostou bastante da experiência.

Nem sei dizer o que eu pedi, mas estava gostoso. Acho que pela foto da pra identificar os pratos hehehe
O Jun Sakamoto é um restaurante que vale a pena ir pelo menos uma vez na vida. As outras opiniões daqui já deram uma ideia boa sobre o ambiente, atendimento, etc. Vou focar minha opinião nos pratos que mais gostei da degustação de 16 sushis, 1 prato quente, 1 prato frio e a sobremesa.

O Sushi de Torô (parte gorda do atum), o Sushi de Barbatana de Tubarão e o de Cavalinha Marinada estavam excelentes, diferente e melhor de tudo que já provei. Recomendo fortemente que quem for nesse restaurante experimente esses pratos.

A degustação contou com outros pratos diferenciados como Sushi de Ovas de Água-viva, de Ovas de Salmão, de Vieira com sal trufado e limão siciliano, Lula com sal retirado de lava vulcânica do Hawai, Arenque, Marisco Vermelho, Robalo, Linguado, Buri, etc.

É diferente de tudo que provei na vida, vale muito a pena ir em alguma ocasião especial.

Para finalizar, provei o sorvete de maça verde com gelatina de Saquê. Excelente também! Fechou bem a noite especial que tive.
Já tive a oportunidade de apreciar os mais recomendados japoneses de que se teve noticia. O que experimentei no Jun (menu degustação), pode-se dizer até que é "peculiar", pelo ambiente tão formal que se apresenta, porque os sushis, encontra-se em qualquer churrascaria. Mas a conta...Se prepare. Certamente você vai crer que está adquirindo a sociedade no restaurante.
Mais uma vez digo que estou longe de ser uma critica, estou fazendo aquilo que gosto e indicando amigos a amigos com qualidade e certeza de satisfação.
Essa é por exemplo a certeza se entrar nesse restaurante. Marquei uma hora com o sr. Jun que tinha acabado de voltar de uma viagem ao Japão e ao esperá-lo me surpreendi com seu salao de atmosfera perfeita e a naturalidade com que seus funcionarios harmonizam a casa. Tomei um chá enquanto esperava, a musica e as orquideas ja convidavam ao espetaculo que estava por começar. Quando o chef chegou conversamos muito pouco, já estava prestes a abrir, mas me convidou a voltar e conhecer sua cozinha no dia seguinte. Nunca poderia imaginar ser tão surpreendente.
Ele me disse valorizar quem valoriza seu trabalho, eu só tenho a agradecer ter compartilhado da cia desses mestres. Nao a toa ele ele comanda o melhor japones do pais.Tudo é encantador desde o primeiro momento.
Ja escutei ele dizendo a alguns jovens cozinheiros: especializem-se! Quer conselho melhor que esse?!
O restaurante funciona assim: dois balcoes, um com oito lugares e outro com cinco se nao me engano. O maior onde Jun serve seu menu degustação que sai direto para boca d cliente sem passar por potes de shoyo ou wasabi já que vão pincelados da forma que devem ser consumidos, o outro balcao que e responsabilidade de Juraci Pereira. Algumas poucas mesas e poquissimos lugares tomam o retso do espaço. Acredito que nao mais que 20 pessoas frequentem o lugar por noite. Nas paredes obras de arte e porta retratos digitais com fotos que reinam quase absolutas dos pratos a serem degustados. Muitas garrafas vazias de Petrus e Vueve Cliquot que devem guardar historias formidaveis, assim acredito.
Sem reservas entao, acredito ser improvavel conhecer o discreto restaurante sem fachada luminosa ou nome na porta. O taxista que me levou inclusive insitiu que eu entrasse no restaurante ao lado, garantindo que a singela casa branca não era um estabelecimento comercial, rs.
Eu paguei a corrida, agardeci a informação e me dirigi ao outro lado da rua onde uma voz suave prontamente .me recebeu. Alguns seguranças na porta e uns arremates de flores amarelas chegando como entrega.
Quando falamos de comida japonesa no Rio, facilmente nos lembramos apenas de sushi e sashimi. No Jun Sakamoto essa e certamente a carta mestre, mas outras iguarias saem da cozinha com tanta excelência quanto oa peixes em suas maos.
É de encantar ver tanta simplicidade se transformar em algo estonteante. Ostras extremamente frescas acompanhadas de ovas de salmao e uam conserva apimentada. Siri mole, aqueles pequeninos, fritos na temperatura certa que ficam deliciosos com os molhos que acompanham. O linguado na propria carcaça frita vagarosamente, alem de lindo tem sua historia e tradiçao. O shimeji sai do fogo borbulhando.De toda a materia prima utilizada nessa cozinha 60% é importado começando pelo arroz e indo até a alguns congumelos japoneses.
Na sobremesa um festival de sorvetes que não é produzido lá, mas vem das casas de Edu Guedes. O de cha verde combina com o ambiente, o de mel é o meu preferido. Hummmmmmmm!!!!
Para quem gosta de sushi, feito da maneira correta e com a certeza de que são usados só os melhores ingredientes, ir no Jun Sakamoto pode ser feito de duas maneiras, a melhor é reservar os lugares no balcão e pedir para ser atendido, pelo próprio Sakamoto numa degustação de sushis, é uma experiencia sensacional então prepare-se para degustar o melhor, a segunda maneira e sentar-se nas mesas e pedir os pratos do cardápio, se quizer algo do balcão provavelmente será o auxiliar do Sakamoto que irá preparar. A melhor bebida para acompanhar o sushi sempre será um bom sake, a segunda será um bom vinho branco. Caso queira confirme antes se é possível levar seu próprio vinho. Fazer a degustação no balcão vai ser cara, mas vai valer cada centavo. O Sakamoto é o engenheiro dos sushis, tudo é feito com precisão.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 23

Nota geral Você conhece o Jun Sakamoto? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)