Empório

Endereço: Rua Maria Quiteria, 37 , Ipanema - Rio de Janeiro , RJ - Brasil - 22420-042

Telefone:

21 3813-25...

Clique para ver
Categoria:

Pub

  | Rank: 1º de 33
Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)
Horário de funcionamento
Seg.
20:30 - 6h
Ter.
20:30 - 6h
Qua.
20:30 - 6h
Qui.
20:30 - 6h
Sex.
20:30 - 6h
Sáb.
20:30 - 6h
Dom.
20:30 - 6h

Formas de pagamento
Crédito:
Débito:
cash, credit card, debit card
Primeira opinião
Clarice Fernandes
Detalhes
  • Ar condicionado

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/emporio
Notas específicas:
Custo-benefício
(14)
Ambiente
(1)
Público
(1)
Atendimento
(1)
Bebida
(1)
Dicas
Chegando até umas 23h, 00h, dá pra pegar lugar tranquilo.
Igor A.
Você não paga para entrar, portanto pode sair e voltar do bar a hora que quiser.
Jomar B.
Do outro lado da rua tem uma van que vende lata de cerva bem mais barato ! rsrsrs
Jessica V.
Melhor Bloody Mary!
Beatriz F.
Local certo para ir qualquer dia da semana.
Natalia E.
Ver mais
Opiniões
O Empório é na minha opinião um clássico da noite carioca, e pela quantidade de gente que se aglomera por lá a qualquer dia da semana, me atrevo a dizer que é um dos bares mais queridos e badalados do Rio de Janeiro.

É muito difícil ter tanta gente em um bar numa cidade com tantas opções como o Rio de Janeiro, mas o Empório tem este poder!
Sempre lotado de estrangeiros e de gente alternativa e animada.
As pessoas geralmente se concentram na porta do bar num raio de mais ou menos 20 metros quadrados! É tanta gente na rua que até o trânsito fica complicado!

Na parte de dentro sempre tocam rock do bom, só os clássicos, e lá pelas 3:00/4:00 da manhã estão todos em êxtase berrando as músicas mais conhecidas, mas se você vai com muita frequência, vai perceber que a playlist é sempre a mesma! Haha.
Um lugar único no RIO.É um lugar bem eclético com todo tipo de gente: sóbrios, bêbados, em despedida de solteiro, quem tá só esperando o sono chegar, estrangeiros( muitos!) e muita gente como diz a música: " festa estranha com gente esquesita ! rsrsr.A cozinha nem sempre funciona, o segundo andar está fechado. O som que rola é rock. Não cobra entrada e a maioria só bebe. Não tem hora para fechar. Encontro de todas as tribos-rsrsr! Gente jovem e descolada para fechar a noite e quem sabe paquerar. Não há comanda nas mesas e o controle é mal feito.Se bater fome, vale ir ao bar em frente.Nda se compara ao Empório em termos de doideira-rsrsrsr.Possíevl dançar numa pista minúscula.Frequência "descolada e alternativa".
Local clássico que junta rock e chopp nas madrugadas de ipanema.

A casa abre tarde, enche tarde, mas vara a madrugada a dentro lotada nos seus tres ambientes: a pista, as mesinhas super concorridas e a calçada que fica tomada pelos frequentadores que ficam em pé batendo papo apoiados das janela da casa de madeira.

Além do chopp e da caipirinha, vale provar a jarra de sangria e a batida morangos rebeldes, que leva morango, vodka e muuuuito leite condensado!
Um lugar sempre divertido. Com um DJ tocando muito rock, principalmente as clássicas. O espaço é pequeno e está sempre lotado, mas dá para dançar muuito! Não paga entrada, o que acho bem legal, pois você pode sair e voltar a hora que quiser. No andar de cima as vezes rola shows e festas, ai sim é cobrado entrada. No empório é possível encontrar pessoas dos mais diferentes tipos e principalmente gringos (eles são os mais animados haha) A animação começa tarde, mas logo cedo as pessoas começam a se aglomerar na calçada em frente e no Barthodomeu, que é do outro lado da calçada, tomando conta da rua.
Conheci o Empório através do Gabriel e da Bruna do blog pratopradois. O local é pequeno, mas é legal, quase não há espaço para dança, mas o pessoal se espreme e dança assim mesmo. Muitas pessoas ficam do lado de fora escutando a música e consumindo cerveja dos ambulantes que é mais barato, portanto mesmo que você chegue tarde e o lugar pareça lotado a primeira vista, é possível que haja mesas lá dentro vagas.
O ambiente é bastante descontraído e o som excelente com o bom e velho rock'n'roll. O lugar também é bastante democrático vi gente lá de todas as idades, dos 16 (aparentes) até os 30 anos.
A comida é bastante simples e deixou um pouco a desejar, mas a cerveja é gelada e os drinks são bem feitos.
Apesar de ter ido acompanhado, pude testemunhar que é um bom lugar para paquerar.
Diversão certa em qualquer dia da semana, o Empório, congrega, em média, pessoas na faixa dos 25-35 anos, em busca de rock.

Nesse meio pub, meio bar, é só escolher entrar, para ouvir música e dançar, ou ficar lá fora em pé, conversando com alguém. Lá pras 3h da manhã praticamente todo mundo já virou amigo.

As noites de quarta-feira em diante começam a ficar bem lotadas e pegar um chopp é quase impossível. Para esses casos, na outra quadra, fica a tia da van ilegal roubando clientes do empório em troca de cerveja barata.

No geral, é o local certo para ir e estender a noite até às 5h sem erro.
Não dá pra definir direito o que é o Empório, se é pub, se é bar, se é baladinha. O Empório é simplesmente O Empório. Não tem nenhum letreiro, não tem aviso sobre ele, seus frequentadores costumam ser muito fiéis e o Vicente, mesmo com a cara de mau humor era um ícone do lugar (ele faleceu ano passado). A tradição é quase passada de geração para geração. Ia muito na minha adolescência e até hoje frequento. A faixa etária é entre 16 a ilimitado. Vc encontra público te todos os tipos e de todas as tribos.

O lugar é pequeno e se vc quiser sentar é melhor chegar lá pras 20h30 da noite. A pista de dança é mínima e as pessoas poucam se importam com isso, dançam, se esbarram e fazem amigos ao longo da noite. E a música é sempre muito boa. Há ainda um espaço no segundo andar que normalmente rolam uns showzinhos de algumas bandas pouco conhecidas e frequentemente de amigos onde se cobram uns R$5 a R$10 no máximo a entrada.

Normalmente o Empório costuma ter um horário de pico para lotação que costuma ser lá pra meia noite e se estende ao longo da madrugada.

Outra vantagem é que o Empório é liberal para que mesmo que vc não esteja consumindo lá vc pode usar o banheiro, que apesar de não ser um dos melhores e das intermináveis filas acaba valendo a pena pela quantidade de gente que vc conhece nessa espera e na mesma situação que vc.

A cerveja na maioria das vezes está gelada e as atendentes são simpáticas e rápidas quando o bar não está cheio, pois quando enche fica difícil até mesmo para elas pegarem seu pedido no balcão.

Quanto a comida, normalmente costumo pedir 2 opções de pasta com uma cestinha de pães e sai bem barato. O pastel também é muito bom.

O Empório é um bom lugar também para vc fazer amizades, conhecer pessoas e flertar.
Local super bacana que tive a oportunidade de ir em Ipanema! Ambiente agitado, Dj calibrado no rock bem seletivo, muita gente bonita e extrangeira! Chegamos um pouco cedo e estava vazio. Quase desistimos de ficar lá quando de repente começou a encher. 60 minutos depois o local estava lotado e o rock embalando todos! O atendimento estava bacana, mesmo o local estando lotado. Me diverti muito, mas...Quando veio a conta, junto veio o susto tb. Estavamos em um grupo de 5 pessoas e a garçonete teve a cara de pau de cobrar da gente 61 chopps...Isso mesmo...61 chopps...Isso em 3 horas que ficamos lá. Fico muito chateado quando isso acontece...Um lugar tão bacana não precisava disso, mas aconteceu. Apesar de tudo, ainda recomendo o local, mas sugiro que fique esperto com o que vc está consum indo e não perca a conta, pq senão eles te metem a mão no bolso e vc não tem como reclamar..
O Empório é um pub/bar já clássico no Rio de Janeiro. Atrai principalmente quem curte Rock e gringos, mas a clientela é variada. O andar de baixo é onde ficam as mesas e a pista, mas o espaço é pequeno e fica abarrotado de gente, o que dificulta muito a ida ao banheiro masculino, que fica atrás do DJ, então você tem que passar por todo mundo até chegar lá. A cerveja, pelo menos das últimas vezes que eu fui não estava muito gelada, mas assim como muitos, é só comprar nos ambulantes que ficam nas ruas próximas e curtir do lado de for mesmo, que também vive cheio.

Por se tratar de um bar pós night, ele só enche mesmo lá pra 1h, então chegando um pouquinho mais cedo dá pra pegar lugar tranquilo. O segundo andar tem um palco para shows. Já assisti a um show da banda Revel lá e foi sensacional. Como já disseram, a comida não é o ponto forte da casa, mas tem algumas boas opções.
Não é exatamente uma resenha sobre o Empório, mas uma pequena historinha sobre a casa.

Em Ipanema há mais de 20 anos (e desde sempre a casa tem esse ar meio alternativo e cheiro esquisito), o Emporio sempre foi um ponto de encontro de várias tribos cariocas.

O Rio tem muito essa cultura das pessoas frequentarem o mesmo bar e serem atendidas pelo mesmo garçom, como o Russo na Diagonal, o Chico no Bracarense e o Vicente no Empório. O Vicente trabalhava na casa desde a abertura quase. Era um ícone do lugar e uma das figuras mitológicas de Ipanema. Meio mal humorado, meio sábio, muito amigo, sempre engraçado. Infelizmente o Vicente faleceu em Agosto do ano passado deixando Ipanema inteira de Luto.

No dia seguinte à sua morte mais de 2 mil pessoas fecharam a rua Maria Quitéria para beber a morte do Vicente. Foi uma manifestação espontânea e muito bonita, como se pode ver nos vídeos abaixo:

http://vimeo.com/27692674

http://www.youtube.com/watch?v=AjIhiLFvUa8


Acho que isso vale mais do que qualquer recomendação para se conhecer a casa, que hoje se chama Empório Dom Vicente. Justíssima homenagem!
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 28

Nota geral Você conhece o Empório? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)