DiQuinta

Foto DiQuinta - Black - Vila Leopoldina imagem 1 Foto DiQuinta - Black - São Paulo imagem 2 Foto DiQuinta - Black imagem 3 Foto DiQuinta - Vila Leopoldina imagem 4

Endereço: Rua Baumann , 1435 , Vila Leopoldina - São Paulo , SP - Brasil - 05318-000

Telefone:

(11) 5506-...

Clique para ver
Categoria:

Black

  | Rank: 3º de 11

No Diquinta a boa música e agitação estão garantidas! Bandas ao vivo e DJs levam o público a aproveitar o melhor do samba-rock, MPB, samba, funky in soul e black. 

Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)

Site oficial
diquinta.com.br
Bom para
Paquerar

Primeira opinião
Bruno Yoshimura
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Detalhes
  • Proibido fumar
  • Comanda individual
  • Música: DJ e Banda
  • Entrada: 40/30 ou meia 20/15
  • Estacionamento: Valet e rua


Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Contato
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/diquinta
Notas específicas:
Ambiente
(7)
Comida
(3)
Público
(7)
Atendimento
(7)
Bebida
(7)
Custo-benefício
(4)
Limpeza
(1)
Dicas
Peça muitas musicas pra eles tocarem,drinks tambem
nathalia r.
Carteirinha de estudante paga meia na entrada. Mas tem que ter a validade impressa no cartão.
Fábio V.
Vai para dançar!
Diego L.
Pedir musica, caipirinhas
Fabiane L.
Prefira ir quando não estiver muito quente pois o ar condicionado não dá conta e em dias muito quentes vc vai se sentir na sauna
Soraia M.
Ver mais
Opiniões
Um lugar legal pra ir com os amigos, toca samba rock e um pouco de forró.
Tem também show ao vivo de uma banda bem legal, anima bem a galera, cantaram mpb e samba rock.
Quando fui tinha um povo mais velho, e na maioria, todos sabiam dançar, davam um show a parte.
A pista de dança é bem grande, vale a pena ir pra quem gosta e sabe ou quer aprender a dançar. Um pouco antes de começar a noite parece que tem uma aula com professores de dança.
Drinks a um preço razoável, a caipirinha de frutas vermelhas lá é ok, sem grandes emoções. Estacionamento ao lado, 20 reais. Se quiserem ir, dá pra por o nome na lista, se não a entrada é cara, 40 reais seco para mulheres, eu achei muito caro.
O DiQuinta é uma balada que existe já alguns ano e pegou tanto que passou a abrir outros dias, pois no inicio só abria mesmo as quintas feiras, fica em um galpão da Vila Leopoldina em uma rua bem calma, visto de fora vc não dá nada pelo lugar, mas quando entra gosta, pois é super bonito, colorido e remete ao alto-astral do samba rock que é o ritmo predominante tocado pelo DJ e por uma banda ao vivo, mas também toca outras coisas, mas sempre músicas muito animadas, é o tipo do lugar que não é pra ficar parado.
Tem dois bares, mesmo cheio não é difícil conseguir uma bebida, tem serviço de valet ou se preferir estacione por ali não é muito difícil de encontrar uma vaga, mas os flanelinhas costumam cobrar o mesmo valor do valet.
Achei legal, mas sem grandes surpresas. O lugar estava cheio por uma festa fechada que tinha acontecido antes de abrirem a balada, mas foi tranquilo para pegar bebida e pagar. A banda começou por volta das 00:30 e era boa.

Tem muita mesa no meio do salão. Como o pessoal vai lá pra dançar, poderiam ter menos mesas. Ahhhhh e POR FAVOR, coloquem mais ar condicionado. QUE CALOR QUE EU PASSEI!!!

Bem ruim de estacionar na rua. Vá de táxi que se vc pegar o cupom fiscal com placa do táxi vc recebe desconto (é mais ou menos isso.. ligue lá pra confirmar! hehe)
A melhor balada de Samba Rock que conheço. Ela não é tão roots como as que ficam na Vila Madalena, o espaço é amplo e não é sufocante.

Para quem quer curtir com os amigos, o ambiente tem um espaço com mesas (que lotam rápido). Se o objetivo é dançar, basta dar dois passos e ir pra pista de dança.

Existem dois bares e é bem fácil pedir bebida.

A única crítica é que o lugar é bem quente. Precisaria dar uma reforçada no ar condicionado.


Fui conhecer essa balada numa sexta-feira. O local fica escondido numa rua meio deserta, possui vallet mas você consegue estacionar nas ruas próximas e não é grande. As músicas que tocam no local são do tipo samba-rock e tem banda ao vivo.

Para quem tem nome da lista, possui desconto e se você tiver a carteira de estudante, você paga a meia entrada
Estive na sexta-feira, 03/05/2013, no Diquinta pois, como gosto de dançar, tinha interesse em conhecer a casa. Quando cheguei, por volta das 10h perguntei se poderia dar uma olhada no ambiente antes de decidir pela entrada. Fiquei muito surpresa pois não me deixaram conhecer a casa; o que foi possível foi olhar através do vidro da porta de entrada.
Absurdo!!!! Isso não é profissional!!!
Encontro, em várias outras casas de São Paulo, tratamento muito diferente, deixam o cliente entrar para conhecer o ambiente (hoje podemos conhecer até cozinhas de restaurantes, não é??) e não é raro acompanharem para mostrar toda a casa.
Perdi a vontade e fui para outro local.
Odúlia Bogaz
O Diquinta é um desses lugares que “não existem” durante o dia. A fachada é a de um galpão, um depósito, sem nenhuma indicação: nada muito diferente do entorno. À noite, vira um galpão com fila para entrar – ué, o que será que tem lá dentro?
Ao entrar, o choque: é um lugar muito colorido, muito decorado e cheio de gente disposta a dançar samba-rock a noite toda. A casa conta sempre com um DJ e uma banda para fazer todos dançarem o tempo todo. E não é só samba-rock que se escuta por lá: os DJs também tocam rock (anos 60, em geral) e groove, além de algumas outras coisinhas, como Michael Jackson.
Aos sábados, há uma aula de dança para iniciantes no samba-rock (meu caso). Se a pessoa já tiver algum conhecimento de dança, a aula fica melhor, pois se reduzem as chances de torcer o braço da sua dama ou de pisar no pé do seu cavalheiro. Mas é perfeitamente possível chegar sem saber nada e sair sabendo pelo menos um pouquinho! A aula vai, teoricamente, das 22h às 23h. Mas da última vez em que fui ela começou lá pelas 22h30.
Um problema que eu vejo na programação de lá é o fato de a banda começar a tocar muito tarde, sempre depois da 1h da manhã. Para quem vai para a aula de dança, esperar esse tempo todo pela atração da noite é um tanto quanto chato (apesar de o DJ tornar essa espera muito melhor do que ela poderia ser).
A entrada custa R$ 40 para homens e R$ 30 para mulheres. É possível fazer o cadastro no site e pagar mais barato (R$ 10 a menos, acho). Além disso, estudante paga meia, o que é um ponto muito a favor da casa!!
Alguns preços: Bohemia, R$ 6; Stella Artois, R$ 7; caipirinha de vodka nacional ou de saquê, R$ 15; caipirinha de vodka importada, R$ 20. Não é um lugar exatamente barato, mas está dentro do esperado.
Não existe estacionamento por ali; é necessário deixar o carro na rua, onde haverá váááááários caras para tomar conta (e, às vezes, eles estarão até de terno!).
Ah, sim: acho lá um bom lugar para se levar estrangeiros em visita ao país. Já levei uma amiga americana e o namorado de uma amiga, francês. Ambos gostaram bastante do local, e o francês conseguiu até aprender uns passinhos de samba-rock!
Diquinta é uma balada muito bacana, tem dj ao vivo e muita musica boa =) com muito samba-rock e mpb. O público la é muito bom, tem pessoas de varias idades, tem um senhor que vai la que dança muito e ele esbanja simpatia. Nessa balada da para levar a mãe o pai a vó o vô rsrsrs.. e tem as deliciosas aulas de dança aos sabados, os professores são simpáticos e essas aulas rendem boas risadas.
Para que gosta de dançar muiiitooo e para quem não dança nada eu indico rs.
Musica Boa, gente bonita, não tem coisa melhor =)
Essa baladinha é muito fera, balada bem tranquila, diferente das tradicionais que misturam tudo que é som e vc não sabe o que esta rolando!
O melhor que tem lá é o Samba Rock, é tradição da casa só tocar isso! Uma boa pista de dança, mas fica pequena com tanta gente dançando, a musica é ao vivo tem mesas para aqueles que uma hora precisa sentar, o ruim que não tem garçom servindo, você tem que ir ate o bar, a balada é muito bonita toda com um estilo bem de raiz, ou seja vc vai gostar, com luzes amenas e uma boa estrutura!
Na região não tem nada de balada então ela fica sozinha na região, a dica é tentar achar um estacionamento por que ela esta muito próxima ao Ceagesp, isso é um problema, pois quem conhece a região sabe dos tipos de pessoas que circulam por la!
Se vc é estudante não deixe de apresentar sua carteirinha, tem um bom desconto para aqueles que ainda estão na vida dos estudos!
Os preços são justos, normais, ainda mais pra uma balada claro!
mas a diversão é garantida com as musicas!
Diquinta muito bom, um lugar com pessoas animadas, pessoas bonitas e dançam muito bem,pessoas com gingado,bandas ao vivo,dj com sabor brasileiro samba-rock,mpb,black, no diquinta voce conhece pessoas e se diverte muito,verdadeiro carnaval, mas tambem tem espaços mais reservados desde aniversarios ate confraternizações de empresas, um local acolhedor, tem acesso pra pessoas com deficiencia,drinks otimo

Nota geral Você conhece o DiQuinta? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)