Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/clube-etilico-musical
Dicas
Ligue antes para combinar
Pedro S.
Opiniões
Primeira opinião do lugar
Nunca morri de amores pelo Carnaval, mas já que sou brasileiro e que o som do pandeiro é certeiro e tem direção, vou falar de um dos lugares mais surpreendentes e desconhecidos desta cidade: o Clube Etílico Musical, uma casa com o objetivo explícito de preservar e promover a cultura nacional.
Quase um esconderijo da boa música brasileira, o Clube CEM, como é chamado, foi criado em 2002 por Mary Lúcia Prado, a Meirinha e pelo músico Paulo Muniz, o Kannec, autor de vários sucessos que você já deve ter ouvido por aí.
Criado é um jeito de falar. Na verdade, o Clube aconteceu no espaço que antes abrigava uma lavanderia e Meirinha e Kannec costumavam reunir os amigos para um churrasco.
Como a quantidade de amigos só crescia, veio a idéia de criar um Clube da Cachaça. Porém, como o país do swing é o país da contradição, ninguém gostou, pois todos preferiam cerveja e caipirinha. Nasceu então, assim, o Clube Etílico Musical.
É bom esclarecer que estamos falando de um clube e não de um bar. Tudo é muito simples, com algumas mesinhas espalhadas pelo quintal da casa. Não existe placa ou qualquer indicação. É bater no portão e aguardar que logo alguém vai atender.
Geralmente quem vem abrir é um amigo ou parente do músico que está se apresentando no dia, e que faz às vezes de recepcionista, cobrando uma entrada que é estipulada de acordo com o evento, mas costuma girar em torno de uns 10 reais. No CEM, a renda da portaria é o cachê do artista.
A parte de bar é básica: tem cerveja, caipirinha, whisky, refrigerante e água. Para comer, batata frita, bolinhos e churrasco de carne, lingüiça e queijo. E só. E não tem garçom. Você mesmo se serve e fica absolutamente à vontade, num clima de quintal dos amigos.
Algumas regras são estipuladas para garantir o conforto dos freqüentadores. É proibido usar drogas, fazer bagunça ou gritaria. E o portão deve permanecer fechado, o que impede os furtos e algumas outras perturbações.
Outra recomendação para todos é – já que normalmente quem vai é porque já conhece – “só traga gente que você levaria para dormir na sua casa”.
Mas a grande preocupação do “Bar da Meirinha”, como o local também é chamado, é com a qualidade musical, que traz consigo uma programação diferenciada dos bares da cidade, sem qualquer influência da moda, das gravadoras ou do apelo de quem quer que seja.
Ali, o que rola é samba, chorinho e MPB. É música brasileira do tempero, do batuque, do truque, do picadeiro, do pandeiro e do repique. É Chiquinha Gonzaga e Paulinho da Viola. É Pixinguinha e Chico Buarque. É o samba na passarela dessa alma brasileira.
Quer uma mostra? Vá conferir as rodas de samba, as apresentações do Trapo Feito, do Nossa Chama ou do Trapo Feito, ou ainda os saraus, as rodas de choro...
Tudo acontece às sextas, sábados e, curiosamente, às segundas – o que dá uma opção bem diferente aos começos de semana. E tudo alternado. Para sabe o programa, só telefonando ou fuçando na rede. Aos domingos, só quando tem algum evento especial, como o chorinho, aniversários, saraus e outros.
Isso em qualquer outra época do ano, porque nesta semana todas as atenções estão voltadas para o Carnaval. E finalmente chegamos a ele.
Como em casa de Meirinha ninguém fica parado quando o couro começa a repicar, os encontros musicais logo de início foram virando festa, as festas foram virando folia e a folia virou um bloco de carnaval.
Em homenagem a mais um apelido da anfitriã, o bloco ganhou o nome de “Filhos da Mamãiss” e só toca marchinhas – umas antigas e outras de autoria própria.
E o bloco foi para a rua no domingo, saindo da frente do clube para percorrer as ruas da Vila. E todos já estavam afiadíssimos na marchinha deste ano:
"Alô, mamãe, me dá uma Brahma, minha mamadeira nunca para de vazar... Alô, mamãe, caí da cama, na Madalena hoje eu vim para me acabar..."

Nota geral Você conhece o Clube Etílico Musical? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)