Café Nice

Endereço: Av Afonso Pena, 727 , Centro - Belo Horizonte , MG - Brasil - 30130-002

Telefone:

031 3222-6...

Clique para ver
Categoria:

Café / Coffee Shop

  | Rank: 10º de 136
Preço por pessoa
$$$$ (Até R$15)
Horário de funcionamento
Seg.
7h - 21h
Ter.
7h - 21h
Qua.
7h - 21h
Qui.
7h - 21h
Sex.
7h - 21h
Sáb.
8h - 20h
Dom.
9h - 14h

cash
Primeira opinião
Fred Coelho Coelho

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/cafe-nice-5
Notas específicas:
Ambiente
(10)
Comida
(9)
Atendimento
(10)
Bebida
(10)
Custo-benefício
(12)
Dicas
Chá mate gelado
Fred C.
Observe as fotos e reportagens emolduradas, e faça uma viagem pela BH de outrora.
Pedrão C.
Opiniões
Clássico do centro da cidade, o Café Nice é o mesmo desde que eu ia quando criança com o meu pai e continua servindo o café honesto e gostoso, pra tomar em pé mesmo na beira do balcão.
O corredorzinho tem salgados, pão de queijo e muita prosa sendo inevitável encontrar com algum conhecido da turma de mais de 50 anos passando, tomando café ou cumprimentando outros amigos. No Nice você não vai encontrar os produtos das cafeterias atuais e nem o requinte dos tradiconais Tortoni ou Colombo, o que está longe de ser ruim! Aqui a proposta é outra e o sistema é bruto :-)!

Vale pelo café, pelas histórias e pra conhecer um pouco como era BH de outros tempos já que ele mantém a cara e os sabores de antigamente!
Café Nice, tão tradicional em BH... foi o primeiro point mais famoso que conheci, quando comecei a trabalhar no Centro. Me lembro bem que, de tudo o que a gente procurava o Café Nice vinha logo na referência do local...
A capital emoldurada na parede, o famoso balcão, sempre ocupado pela prosa Mineira. É claro que Café é ótimo, e estando no centro, mesmo sem querer a gente se depara defronte ao Nice. Não há como resistir ao cafezinho acompanhado de um delicioso salgado. E o Nice continua sendo o melhor ponto de referência na cidade, ora por sua localização, ora porque a maioria conhece o local.
Ah, meu chá mate predileto!! Quase igual ao que minha mãe fazia!...

Só por isso já merecia lugar de destaque para mim no KK. Contudo tem mais: os salgados são gostosos, tem sempre café fresco, a localização pertíssimo do Pirulito da Praça 7, as fotos na parede para dar o clima... Tudo muito bom! Fora as histórias que se ouve por ali.

Para os fãs de cutelaria lá também é uma opção. Além de algumas opções de cigarro (cof! cof! cof!), isqueiros, baralho e coisas do tipo.

Perde uma estrela por ser um pouco apertado... ;-)
Amo café, amo lugares tradicionais e que preservam um pouco de história.
Como não amar então o Café Nice?
Senti algo tão bom, lendo as notícias sobre o local que ficam ali expostas e conversando com a menina que servia o café. Muito simpáticos todos os atendentes, parece que gostam do que fazem, e um dedinho de prosa tomando café é tão típico do mineiro...
No ambiente você esbarra com todas as gerações.
Café excelente, coado no pano, e pão de queijo.
E o preço bem popular, barato e bom.
Ah, tem que ser preservado para sempre e merece ser visitado.
Bom, foi minha impressão de alguém "de fora", e fiz questão de tomar o café lá todos os dias em que estive em BH. Mesmo ficando em pé e sendo um café rápido, ainda assim o melhor disparado se comparado a qualquer lanchonete por ali.
Como a maioria das pessoas já sabem, o café Nice tem mais de 70 anos, e o valor do cafezinho é barato. Porém o que mais me encanta é a história do local.
O Café Nice é ponto de encontro dos candidatos que fazem campanha em Belo Horizonte. Um pouco da história é retratada através de fotos nas paredes. E é possível conversar com algumas pessoas que são fregueses antigos do local, e que tem muita história boa para bater um bom papo.
Para quem é amante de um belo causo e adora conversar com homens de mais de 50 anos pra saber de estórias e histórias, não tem lugar melhor.... é só chegar despretenciosamente, com jeito de quem não quer nada, pedir um café e atentar para as paredes que a história brota... a história da capital mineira exala ali, como que de um ponto turístico quase tombado....hehe...
o resto, é deixar por conta do acaso, que um causo logo surge!
no mais, tem só o que tem ali mesmo... só é um estreito corredor, um café simples, com poucas opções de comida. O que salva no calor é um chá ou suco.
Nada caro. Atendimento simples e simpático.
Mas vá para passar seu tempo, observar os modos dos frequentadores, não para constar, senão, corre o risco de não encontrar a graça do lugar!
Para os viciados em cafeína e amantes da tradição, o Café Nice sincretiza tudo isso, fica localizado no coração de BH, bem na Praça Sete, e é ponto obrigatório para aquela paradinha e tomar um café "fresco".

O lugar já tem mais de 70 anos, e ainda preserva a mesma estrutura, inclusive não é reformado faz muito tempo. Já foi frequentado por várias figuras ilustres da capital mineira, como políticos no naipe de JK, Tancredo Neves, entre outros. Mas o café é o destaque sem dúvida, o qualidade do pó (no bom sentido claro) é acima da média, acho que é tipo exportação, e exclusivo. Sempre adoço com açucar mascavo. O atendimento é rápido e eficiente. E o negócio é tomar em pé mesmo batendo papo e ouvido as noticias e comentários do dia, fazendo uma volta ao passado de BH.
Primeira opinião do lugar
Todo o glamour de setenta anos atrás, não parece ser preservado como devia. Ao longo do tempo parece ter perdido a tradição. Semana passada estive lá, e como não tomo café, pedi um chá mate gelado e gostei muito. Já meu colega disse que o café estava muito ruim. Todos ficam em pé, portanto é para uma passagem rápida. Ponto positivo para a decoração que ainda preserva alguns elementos antigos e pelo folclore de políticos que já provaram o café como o JK e Aécio entre outros.
Sei que o Café Nice, em seus mais de 70 anos, é um tradicionalíssimo ponto de encontro dos amantes da política partidária, sendo visitado, de dois em dois anos, por cada candidato à prefeito ou governador. Sei também que o carro chefe, que não poderia ser outro, é o cafezinho de coador cujo pó é moído na hora, ao preço de R$ 1,30 cada. Sei ainda que a cafeteria figura na seleção da revista Veja desde 1997, quando em homenagem aos 100 anos da nossa capital foi lançada o primeiro guia daquela publicação, relíquia esta que tenho aqui em minhas mãos. Entretanto, não foi para tomar café que lá entrei pela primeira vez, mas para almoçar.

Ciente de que a única opção do Café Nice capaz de substituir uma refeição é o omelete, tratamos logo de pedir uma unidade para cada, ambos recheados com frango e palmito, e escoltados por batata palha, alface e tomate. Ao preço médio de R$ 10,00, considero que tenha sido uma boa experiência, mas nada além disso, já que apesar da ótima qualidade dos palmitos, o frango desfiado congelado jogou contra. De forma que tivemos vontade de experimentar o creme de maizena como sobremesa, mas como o tempo era curto, fomos obrigados a deixar para uma segunda oportunidade.
Um dos estabelecimentos mais tradicionais de Belo Horizonte, o Café Nice tem como seu ponto forte o café, sim claro, mas apresenta outras boas opções de suco,chá mate e alguns salgados mais simples para um bom café da manhã, café da tarde ou um lanche simples.
O ponto alto do local na verdade acaba por ser o bate papo com os frequentadores, um giro de notícias incríveis sobre tudo o que acontece na cidade de Belo Horizonte, no Brasil e quiça no mundo.
Tudo isso é feito de pé, assim como nos bares do tradicionalíssimo Mercado Central é raro se encontrar uma vaga na cafeteria e o que poderia ser incomodo acaba por se tornar tradição.

Nota geral Você conhece o Café Nice? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)