Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Café de la Musique BH?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos

Quer receber ofertas do Café de la Musique BH?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
3 estrelas
0
Notas específicas:
Ambiente
(4)
Comida
(4)
Público
(2)
Atendimento
(4)
Bebida
(4)
Custo-benefício
(2)
Dicas  (2)
Classificar por:
Opiniões   (6)
 
- De nada. – Foi o que consegui responder ao “obrigado” do garçom quando paguei a conta. Quando me sinto bem atendido costumo dizer: – Sou eu quem agradece! – Mas desta vez saiu o seco “de nada”. Deixamos de ficar no vizinho Tizé, do mesmo dono, por não ter mesas na sombra – queríamos um lugar na calçada para os nossos pés de chinelo e nossos cachorros – e fomos para o Maria de Lourdes.
Pensar que neste local funcionou o Columbia que chamou atenção de todos os belo-horizontinos que queriam sentar-se à mesa onde tinha uma torneira de chopp; era necessário reservar horário com bastante antecedência. Depois que passou o interesse pela torneira, o bar sofreu uma transformação, abotecando-se até no nome. Simplificou-se tudo, cadeiras, mesas, nome e decoração, mas era digno.
A minha reação desanimada deve-se ao aspecto de decadência que tomou conta do Maria de Lourdes. A decadência começa com a reforma que está sendo feita no prédio que o deixou um péssimo aspecto externo devido à retirada da marquise; internamente convive-se com um forro falso, de plástico branco, que não consegue esconder a reforma. O piso está emendado e as mesas em estado deplorável. O aspecto é de abandono total.
A decadência percebida no começo também foi percebida no atendimento: os garçons parecem desinteressados, sem comando, sem controle, sem estímulo. Apesar de educados esquecem o que foi comandado e atrasam a entrega, sendo necessário repetir o pedido.
A demora em servir os pratos foi outro aspecto negativo observado. Quando o garçom me informou que a cozinha não estava em reforma, fiquei mais preocupado ainda com a baixa capacidade de atendimento, pois o bar estava com menos da metade da capacidade total.
A falta de qualidade do serviço também foi notada quando o garçom me serviu uma cerveja Weiss em um copo que cabia apenas a metade da garrafa. Sem reclamar, pedi outro copo e despejei o restante do conteúdo da garrafa que ficou com a parte mais densa do líquido; fui mesclando o conteúdo dos dois copos até conseguir uniformidade, uniformidade que só foi conseguida quando a cerveja já estava terminando sem gás e com temperatura inadequada. Uma pena!
E para fechar o saco de maldades, os pratos não estavam bons. Nem o citado como mais pedido “Picanha de Sereno grelhada com batata recheada com cheddar” nem o “Misto Alemão” agradaram. É chato dizer, mas o sabor era de óleo muitas vezes utilizado. O Misto estava com o joelho de porco muito seco, pedaços pequenos parecendo o final do que sobrou de um joelho. Deixamos – 4 pessoas – R$135 e uma grande insatisfação.
O que tem salvado a pele da maioria dos bares da cidade são as cervejas e chopps nacionais. No caso o chopp da Krug (Amber e Golden Ale) e a cerveja Áustria. Bolinho de feijão metido a acarajé foi também uma boa pedida de entrada.
Na realidade não sei dizer qual decadência puxou a outra. Fico pensando se não seria melhor fechar de uma vez por todas e acelerar a reforma. A não ser que os donos estejam pensando em mudar de nome, porque senão mancha a marca. Vamos torcer para que os donos dêem a volta por cima e coloquem já já um bar à altura do que aquele espaço merece.
Bom para: Happy hour
 
Era para ser uma balada top! Era para ser o agito do final de semana! Mas o Café de La Musique é tudo isso e muito mais. E o muito mais foi o que nos levou até lá! Fomos conhecer o dining club - proposta arrojada para BH. Esse é o conceito do Café de La Musique. Para os mais caseiros e tradicionais não é o lugar ideal, mas para quem acha que foi o casamento perfeito - já é! A decoração é linda e a bandeira do Brasil que é a marca registrada e diferente do Café não faltou.

Já fomos lá duas vezes e da primeira vez não esquecemos: o risoto de moqueca estava sensacional e o pato nem se fala. Da última vez, fomos convidados para um menu degustação, que segundo o chef do Café, Bruno Faro foi elaborado com pratos que entrarão no menu fixo e a maioria deles, como Petiscos Individuais, uma nova área do cardápio.

Foram muitos pratos. Todos muito gostosos. Mas podemos chamar a atenção para o Pato defumado, com espuma de trufa branca e cogumelos. Sabor intenso e perfeito. Já o camarão VG envolto em Parma na grelha, com risoto de lentinha, jambu e espuma de batata baroa deu show.

E não podíamos esquecer o carré de cordeiro grelhado, polenta na chapa, castanha do pará, puré suave de cebola e molho ao vinho. Inesquecível.

A sobremesa "Desvio para o Vermelho" é uma homenagem ao Inhotim. Com seus tomates, sorvete e frutas vermelhas é refrescante e diferente de tudo que comemos.

Lugar irretocável e tomara que fique por muitos anos em BH!

www.2byfood.wordpress.com
Bom para: Ir com amigos, Casais, Jantar, Ir de madrugada, Vinho
 
Não gostei muito, mas eu também não curto muito boates para sair a noite. Mas o ambiente não é muito agradável , apesar de cobrar entrada cara , não oferece nada de diferente, nenhuma proposta.
 
Estive no butequim Maria de lourdes,fui usar um dos milhares de vauchers que comprei nesses sites de compra coletiva.
Estava preocupada porque essas promoções,os garcons costuman torcer o nariz,mas gracas a Deus foi tudo simples e perfeito.
A tal da cartelinha pela metade do preço foi um espetáculo,espero que todos os outros que comprei sejam assim.
Como estou de regime,os bebúns de plantão que estavam comigo se encarregaram de fechar a cartela.
O chopp é bem gelado e os petiscos apesar de pequenos são deliciosos.

O atendimento no começo estava muito ruim,cheguei a reclamar 2 vezes,ai melhorou.

A casa estava lotada,o que nao é novidade nenhuma em BH, quinta a noite.O tal do vaucher valeu a pena,isso é o futuro,ou melhor o presente rs. Apesar que ja vi alguns
serviços nos portais que aumentaram o preço para fazer de conta que rolava desconto,mas enfim...Isso é outra história.

O Maria de lourdes é uma boa opcão,o banheiro é uma lástima,pequeno e imundo,Oh mulherada porquinha viu! Pra mim a casa precisa melhorar em uma coisa;as maquininhas de cartao não vao a mesa,ai é osso né?

Para quem precisa,lá não tem estacionamento e estacionar próximo pode ser muito complicado, pois ontem a BhTrans estava fazendo um rebocão (arrastão de reboque rs). E levou foi muito carro.Então sabendo disso,e já sabendo que vai beber,vá de táxi.Compensa a falta de dor de cabeça depois.
Apesar de ter mesas na rua,a casa não possui acessibilidade para entrar,há um pequeno degrau,assim como no banheiro.
Possui no cardápio clube coca cola (toda linha de refr coca).
O local é muito movimentado,pequeno e só da gente bonita,(ou pelo menos bem cuidada rs), além de estar em uma região ótima,pois esta em frente ao tizé,piu pizzeria e dádiva.
Tudo de bom!
Dica: Perfeito para um Happy Hour
Bom para: Ir com amigos, Casais, Happy hour, Cerveja, Paquerar
 
A casa é bonita,possui um lustre lindo,decoração bacana,mas é pequena.Não é uma boate barata e você acaba vendo sempre as mesmas pessoas que frequentam.Gente bonita e com um bom poder aquisitivo circula por lá.
Durante a semana há um menu harmonizado assinado pelo chef da casa.
Em dias mais quentes a boate ferve e fica lotada.O banheiro é super limpo.A entrada da boate é super discreta,e não condiz com o requinte da casa,fica ao lado do Maria de Lourdes botequim.
Para beber,há ótimas opções de drinks e bons espumantes.dalar
Se você gosta de badalar com gnte bonita e não se importa de gastar uma média de R$ 200,00 por noite,você vai gostar de lá.
Bom para: Ir com amigos, Dançar, Paquerar
Enviado
via Android
 
Fui a este estabelecimento sábado e passado e fiquei perplexa com o quanto a música era ruim. Afinal, um lugar que tem música no nome não pode deixar a peteca cair neste quesito. A entrada era cara, as bebidas eram caras não havia lugares para se sentar ou até mesmo apoiar sua bebida fora da área vip ou nas diversas mesas (sem cadeiras) pagas espalhadas no meio do salão de dança. Nunca estive num lugar tão sem propósito! Pelo menos as bebidas eram muito boas.

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
2
Seus check-ins aqui
0