Boate Top Bar

Endereço: Rua dos Tamoios, 200 , Centro - Belo Horizonte , MG - Brasil - 30130-000

Telefone:

31 3224-59...

Clique para ver
Categoria:

Baladas e Boates

  | Rank: 14º de 77
Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)

Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card
Horário de funcionamento
Seg.
18h - 23h
Ter.
18h - 23h
Qua.
18h - 23h
Qui.
18h - 23h
Sex.
18h - 1h
Sáb.
18h - 1h
Dom.
18h - 23h



Como chegar
Favorito
Sou dono
Reportar problema
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota


http://br.kekanto.com/como-chegar/boate-top-bar
Notas específicas:
Ambiente
(8)
Comida
(6)
Público
(8)
Atendimento
(8)
Bebida
(8)
Custo-benefício
(8)
Limpeza
(2)
Dicas Ver mais
Opiniões
Quando cheguei a esse bar/boate levei um susto um ambiente escuro com mesas muito próximas, quando o garçom veio nos atender com uma luzinha pra ajudar a clarear o ambiente, achei uma proposta bacana e bem diferente, para levar alguem é o ambiente ideal com músicas românticas, luz baixa, e vista maravilhosa por se tratar de um bar no alto de um prédio. Enfim adorei
Até que enfim conheci o Top Bar. Fui sexta-feira passada, mas há muito tempo eu planejava ir, por boas recomendações e por curiosidade também. Ao chegar lá, notei que estava bem vazio, o garçom disse que foi por conta do feriado de quinta e, completou dizendo que toda sexta a casa costuma encher. Bom, para falar a verdade, eu até que gostei do lugar estar vazio, não consigo me divertir em lugares lotados. Só que, percebi também que o lugar é propício para casais, não para mãe e filha, como tinham me informado por telefone. Mas pelo fato da casa estar vazia, esse detalhe passou despercebido. Aproveitei e pedi uma Piña Colada, um pouquinho de álcool para animar a noite. Depois, pulamos para o suquinho de goiaba (que estava muito gostoso) e batata frita para acompanhar. Sobre a batata frita, me surpreendi, para mim ela é indispensável, mas nunca pensei encontrar no cardápio do Top Bar.
E ao som de música dos anos 80, saboreamos as escolhas deliciosas do cardápio. O lugar é bem escurinho, algumas mesas dão vista para cidade e lá de cima a Igreja São José fica ainda mais linda. O teto é lindo também, parece com aquelas esculturas de cidades históricas. Também tem uma parede que brilha, similar ao pisca-pisca. Pudemos aproveitar bastante. Entretanto, quando estávamos quase pedindo a conta, começou a chegar alguns casais, mas estava esfriando muito, então, resolvemos ir para casa. Mas a noite foi ótima. Pretendo voltar lá, quando arrumar um namorado! Pois o lugar é para casal, gente!
Lugar ideal para namorar e passar a namorada no "bico"! Rsrsrsrs...

O ambiente é bem aconchegante, iluminação e lugares reservados, tudo bem planejado para ninguém te atrapalhar a conquistar ou ser conquistado!

Foi lá que meu marido me conquistou, ou foi eu que conquistei ele! Acho que foi eu, porque foi eu que levei ele lá, marquei pressão e não dei chance para ele nem pensar! Quando ele percebeu já estava casado!!!

Cuidado namorados de plantão, se não quiserem nada sério evitem esse local, porque a pessoa sai de lá apaixonadinha com você! Kkkkkkk

A vista é muito privilegiada e não tem como resistir a uma boa cantada! Vai lá e tenta!
Esse lugar vale pelo pitoresco, a decoração é bem antiga e o teto dá a impressão que vai "pingar" água. Os lugares são para casal, se quiser ir com mais pessoas é um pouco complicado, pois os lugares são fixos. Mas tem uma ou duas mesas que comporta mais de dois. As mesas ficam dispostas como se fosse um avião, pois a vista é deslumbrante e vale a pena. Infelizmente o lugar merece uma repaginação, pois se encontra com um aspecto decadente. Servem só petiscos por que a cozinha é acanhada, a musica é boa apesar do equipamento antigo. O lugar vale pelo inusitado!!
Meu marido adorou... eu fiquei um pouco incomodada pelas mesas serem muito próximas uma da outra, entretanto o ambiente é agradável para casais pelo ambiente escuro, músicas antigas de dançar coladinho (estilo good times), para comer só tem porções e de bebidas tem suco (só de lata), cerveja e alguns drinques, a vista é maravilhosa por ser no topo do prédio (visão: BH inteira). A única coisa que não gostei foi ter que pagar pra entrar, achei desnecessário já que falam que é boate,mas só tem um pedacinho pequeno pra quem quiser dançar e no dia que fui não me pareceu que as pessoas vão lá pra dançar.
Avista é esplendorosa, seja à noite ou seja no fim da tarde, para um belorizonte ou para um turista. De um lado a Igreja São José, o JK; do outro lado o Pirulito e pela frente a Afonso Pena e o morro da favela que, visto assim do alto, como disse o samba, mais parece um céu no chão.
Um bar no bico do 24º. andar no edifício da Rua Tamoios, 200, esquina com Afonso Pena, era a sacada mais genial que se poderia ter há 50 anos atrás quando se construiu o edifício. Mais que um bar, um clube elitizado nos moldes ingleses, para ser frequentado apenas por sócios, que funcionou nesse modelo apenas por dois anos, quando foi aberto ao público.
Atualmente, funciona de segunda a sábado, a partir das 18 horas, cobrando R$5,00 de entrada, por pessoa, nos dias úteis e R48,00 nos outros dias para um público que quer um lugar requintado, discreto, perto e apreço acessível. Não tem estacionamento, mas existem vagas fáceis na própria Rua Tamoios – o porteiro do prédio toma conta – e nas imediações após às 20 horas.
O cardápio é simples, já que não é o que se busca nesse local, mas os clássicos Carne de Sol com Mandioca, Filé com Fritas ou Mandioca, Lingüiça com Mandioca, Peixe com Molho, etc. estão todos lá. E também serve-se cerveja e todos os destilados.
Fiquei imaginando como deveria ser charmosa a varanda que rodeava o bar, antes de ser coberta e fechada lateralmente para aumentar o número de mesas e funcionar em qualquer situação, chovesse ou fizesse frio. As mesas atuais, organizadas como as poltronas de um trem-de-ferro, são apertadas para facilitar o amasso dos casais que são o público único do lugar. E ninguém olha para os rostos dos outros casais, pois ficam uns de costas para os outros. Existe apenas uma mesa na varanda para 4 pessoas.
A pista de dança central da boite central é rodeada com mesas mais espaçosas é mais espaçosa, mas a preferência geral é para as mesas da varanda.
Visita imperdível! Quem não puder ir até janeiro do ano que vem não precisa se preocupar, pois é lá que pretendo comemorar meu próximo aniversário. E é para lá que irei terminar as minhas noites, de agora em diante.
Estou de acordo com o pessoal aí. Realmente é um lugar bem legal pra se levar o par romântico. Meia-luz, ao som de "good times". As mesinhas que ficam próximas às janelas lembram um trem. Aliás, esse foi o único ponto que achei um pouco ruim, porque tudo bem que, por ser um local romântico, você quer mesmo é ficar juntinho da pessoa querida. Mas o banquinho é apertado demais.

Tirando isso, achei legal.

No centro tem uma boatezinha, algumas pessoas se arriscaram a dançar um pouco, mas no dia não vi casais dançando, somente amigos. A piña colada é bem docinha, curti. Voltaria lá.
Um mix de bar e boate, luz baixa, atendimento com lanternas e pista de dança, um lugar no mínimo estranho pra funcionar no alto do 24° andar de um edifício no centro da cidade.

A pedida é mais que certa: Ir a dois, pedir um vinho, de preferência, e admirar a vista e a trilha sonora "good times" que embala a noite. Uma pista de dança carente convida os casais menos tímidos (ou mais bêbados) a se balançarem numa valsa-forró-beijante que por causa da pouca luz, deixa todos anônimos.

O atendimento vip complementa o clima do lugar, com garçons muito discretos que agem de forma que você não perceba que estão ali. Pedir algo para beliscar vale também, o lugar possui ótimas opções.

Uma coisa é certa, depois de entrar no Top Bar, a noite está garantida.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 18

Nota geral Você conhece o Boate Top Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)