Anuncie no Kekanto

Quer receber ofertas do Bar do Toninho?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos. Cadastre-se e receba os descontos
f
Bar do Toninho

Bar do Toninho

Av Doutor Epitácio Pessoa, 241
Embaré - Santos , SP - 11045-301

Telefone: 13 3227-8269

Preço por pessoa:

$$ (De R$26 até R$50)

Categoria:
Bares e Botecos
Ranking: #1 de 96
Formas de pagamento:
Crédito:
Débito:
Outras formas:
Primeira opinião por:
Cassio Farinello

Quer receber ofertas do Bar do Toninho?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores. Registre-se e receba gratuitamente todos os descontos

Publicidade
Notas:
1 estrela
0
Notas específicas:
Ambiente
(43)
Comida
(43)
Atendimento
(42)
Público
(41)
Bebida
(40)
Custo-benefício
(28)
Mostrar:
Dicas  (27)
Emerson Zanarolli da Costa
Procure uma mesa fora, abiente fica muito melhor e vc. aparece bem na foto.
Emerson Z.
Carlos Carvalho
Ir sábado de tarde e no final da tarde nos dias de semana!
Carlos C.
Classificar por:
Opiniões   (68)
 
Sabe quando você visita uma cidade e precisa conhecer um local que é a cara do lugar? Eu acho que o Bar do Toninho é a cara de Santos, super descontraído, gostoso, sem contar a comidinha delícia!!!

Local sem frescura, mesinhas na calçada com toldo, sempre lotado.
Além de conferir o bolinho de bacalhau, experimente também o pastel!!!!

Banheiro limpo e cozinha limpa também. Vale a pena conferir.
Dureza é conseguir estacionar (como quase em tudo em Santos...)
Dica: Pastel de siri!!!!
 
Aberto em 1987, o Bar do Toninho iniciou sua história localizado embaixo de um prédio atrás da Igreja do Embaré. Sempre sob os cuidados de seu dono Antônio Almeida Cardoso, o Toninho. Após 10 anos trabalhando em uma lanchonete da cidade, onde aprendeu boa parte dos macetes culinários que hoje tanto agradam sua clientela, abriu seu próprio negócio, o Bar doToninho.

* Lembro sempre que um pai de um amigo, passava lá pra comprar pastéis, bolinhos de bacalhau, croquetes e outros salgados para levar à praia, pra tomar junto com cerveja e a criançada com o seu refrigerante!

Desde então seu bar está sempre lotado, principalmente em dias de futebol na TV.

São anos de história marcados pela simpatia e descontração de Toninho e seus funcionários, e pelos famosos e deliciosos bolinhos de bacalhau, que formam uma combinação perfeita com a cerveja bem gelada.

O Bar do Toninho se tornou um ponto de encontro da cidade, passam por ali o mais diversificado público, tem office boy, engravatados que saem do trabalho em busca de um happy hour, pessoas que passam depois da praia pra se refrescar, baladeiros que fazem sua pré-night, e os que ficam a noite toda tomando cerveja e jogando conversa fora.

Seu slogan é: O Rei do Bolinho de Bacalhau.
Mas gosto mesmo são dos mais variados tipos de pastéis, como o de frango com catupiry, calabresa com catupiry, carne, queijos. Tem também o delicioso croquete de carne e as maravilhas (uma massa frita recheada de queijo, presunto, ovo e orégano).

Tendo uma grande quantidade de geladeiras, a cerveja vem sempre estupidamente gelada, servida por uma equipe simpática e que conhece bem a clientela, até chamando os clientes pelo nome!

Num ambiente agradável como esse, mesas ao ar livre e clima descontraído, além de boa comida e cerveja gelada, o Bar do Toninho faz um sucesso muito grande em Santos e todos que passam por aqui querem conhecer esse bar tão tradicional!

Venha conferir!

Abraços.
Dica: Ir sábado de tarde e no final da tarde nos dias de semana!
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Cerveja, Assistir Futebol, Gastar pouco
J Hiroshi Taniguti:
Eu queria saber onde é que tem um barzinho que sirva croquetes ou pastelzinhos de siri ou caranguejo? Eu comi uma vez em Santos, mas não me recordo onde foi....
Conteúdo inválido
 
Bar bem estilo praiano,a uma quadra da praia do Embaré perto da igreja.
Famoso pelos bolinhos de bacalhau e seus pasteis .As porcoes tambem são fartas e convidativas,coma as batatas portuguesa,cortadas bem fininha,com cerveja ficam irresistiveis.As mesinhas na calcada dão um charme,com muita gente bonita e feliz.Atendimento rapido e nào cobramos 10%.
 
Sabe quando você visita uma cidade e precisa conhecer um local que é a cara do lugar? Eu acho que o Bar do Toninho é a cara de Santos, super descontraído, gostoso, sem contar a comidinha delícia!!!

Local sem frescura, mesinhas na calçada com toldo, sempre lotado.
Além de conferir o bolinho de bacalhau, experimente também o pastel!!!!

Banheiro limpo e cozinha limpa também. Vale a pena conferir.
Dureza é conseguir estacionar (como quase em tudo em Santos...)
Dica: Pastel de siri!!!!
 
Um lugar bem "praiano". Bom para tomar uma cerveja e comer os famosos bolinhos de Bacalhau. Que segundo falam são feitos pela mãe do Toninho. Acho que isso foi só no início. O bar tomou tamanha proporção que as mesas invadem a calçada no cair da noite e tem muita gente bonita;
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Jantar, Almoçar, Ir de madrugada, Cerveja, Paquerar, Relaxar
 
Preferi acompanhar o Maurélio no encontro com seus antigos amigos de trabalho no Bar do Toninho (Rua Epitácio Pessoa 241) que visitar bares mais indicados pelas revistas especializadas.
O codinome do bar é “O Rei do Bolinho de Bacalhau”, mas ficaria mais adequado trocar bolinho de bacalhau por pastéis, tal a qualidade e variedade dos mesmos. E ainda anuncia: De noite ou de dia, o melhor bar de Santos. É pastel de atum, carne, queijo, palmito, camarão, siri, pizza, frango com catupiry, calabresa, carne seca e de bacalhau, além do bolinho de bacalhau.
O bolinho dele não tem cheiro de bacalhau e é mais seco que os bolinhos de BH. Os pastéis são do modelo de SP, ou seja, não têm espaço livre, não tem ar, massudos. E qualquer um por R$2,50. Comi 3 pasteis e um bolinho para conseguir pensar em comer, apenas umas 4 horas depois.
Estava razoavelmente cheio num dia comum de semana e, nos finais de semana de calor utilizam o sistema de senha. Você chega, pega uma senha no caixa e fica na aguardando; quando vaga a mesa o garçom grita seu número na porta.
Chamou a minha atenção o fato dos fumantes levantarem-se das mesas e afastarem-se até ficarem fora da linha do toldo para fumar. É esperar que, mais hora menos hora, a moda chega aqui.
A um quarteirão de lá, no Bar do Bigode, quatro placas, em quatro idiomas diferentes – português, espanhol, inglês e francês – previnem os motoristas que se aproximam do bar: Cuidado, travessia de bêbados!
Espero que esta moda, também, chegue logo aqui.
Bom para: Ir com amigos
 
A localização do bar é ótima. Fica bem perto da Igreja do Embaré e a uma quadra da praia. O Bar do Toninho é famoso por suas fartas porções e pelas charmosas mesinhas que ficam no lado de fora do estabelecimento.

A cerveja sempre vem bem gelada e o atendimento não deixa a desejar. O lugar é ponto de encontro para o happy hour da galera e pelo que percebi o lugar tá lotado em dias bem inusitados, tipo terça.

Quarta, você já pode imaginar o que acontece por lá, né? O lugar enche de pessoas para verem os jogos e tudo vira festa.
Dica: Eu não provei, mas dizem que o bacalhau feito lá é ótimo - é tipo uma moda da casa.
Bom para: Assistir Futebol, Cerveja, Drinques, Casais, Famílias, Ir com amigos, Happy hour, Ir de madrugada
 
Ponto de encontro pra relaxar e comer as delícias: bolinho de bacalhau e mini pastéis!!! Eu simplesmente amo o de carne!!! Bolinho de bacalhau nem se fala então... não é a toa que é o Rei do bolinho de bacalhau!!!
Bom para: Ir com amigos, Casais, Famílias, Jantar, Ir de madrugada, Happy hour, Vinho, Cerveja, Drinques, Realizar eventos pessoais, Paquerar, Relaxar, Assistir Futebol
 
Estive na semana passada lá no Bar do Toninho para encontrar uns amigos e tomar uma cerveja. Não conhecia mas, adorei.
Olhando de fora, você não dá nada para o bar. Parece aqueles botecões de pé sujo que vemos muito por aí. Mas, ao contrário, é um lugar muito bacana e frequentado por gente bacana e bonita. Super simples e despretensioso, o ambiente não poderia ser melhor, com mesinhas no salão de dentro e na calçada, o Bar tem uma decoração super simples, com geladeiras de cerveja espalhadas por todo lado (isso é muito importante).
Agora, o bom do bar mesmo são os salgadinhos (na maioria fritura). Provei alguns mas a minha preferência foram os pastéizinhos. Adorei todos os que eu comi.
Se você é do tipo que gosta de tomar uma cerveja bem gelada em um lugar tranquilo e sem frescura, esse é o lugar.
O atendimento dos garçons foi excelente.
Preço tranquilo. Achei o custo benefício excelente. Aconselho.
Dica: Se estiver calor, sente-se nas mesas da calçada.
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Jantar, Almoçar, Happy hour, Cerveja, Drinques, Realizar eventos pessoais, Relaxar, Assistir Futebol
Tayla P.:
Aliás, Ricardo, aproveitando que eu já estou aqui, vou te fazer um convite!
Nessa quinta-feira (dia 22) vai rolar um Happy Hour com a galera do Kekanto no Ora Bolas, um snooker bar perto do metrô Vila Madalena! Vamo ae? Aí a gente joga uma sinuca e você já conhece os "kekanteiros" novos :D Dá uma olhada no evento: http://br.kekanto.com/evento/1164-kekanto-e-o-happy-hour-de-agosto
Conteúdo inválido
 
Sempre que estamos na minha terrinha, Santos querida, acabamos parando no Bar do Toninho.
Para mim, o bar lembra e muito o estilão do City Bar. Ainda mais por também ser conhecido como o Rei do Bolinho de Bacalhau.

Inaugurado em 1987, mudou de ponto há 14 anos e hoje ocupa a esquina mais descontraída do Embaré, sendo considerado um dos botecos mais tradicionais da cidade.
Com um público fiel e diversificado, o bar é freqüentado por quem quer tomar um café da manhã, por quem volta da praia e resolve forrar o estômago, por quem sai do trabalho em busca de um happy hour, por quem quer fazer um esquenta e finalmente por aqueles que simplesmente querem tomar uma gelada e curtir a noite num boteco.

O ponto forte do bar é a agilidade no atendimento e a simpatia dos garçons.
O cardápio super diversificado é de babar. Como o próprio slogan diz, o carro-chefe da casa é o bolinho de bacalhau, mas entre os meus preferidos estão os pastéis, com seus 12 tipos de recheio, como atum, carne, queijo, palmito, carne seca, camarão, bacalhau, siri, calabresa com catupiry, entre outros.

Os salgados de estufa ficam a mostra e você se sente um esfomeado, sem saber o que vai pedir. Na dúvida, peça logo uns 3 tipos. A variedade de lanches, porções e batidas também é grande.
E por lá, tem um tipo de salgado que só encontro em Santos, a famosa Maravilha, uma massa frita recheada de queijo, presunto, ovo e orégano, que pelo nome já dá para imaginar.

Dicas da Mi:
Pastel de Carne e demais sabores
Bolinho de Bacalhau
Croquete de Camarão
Empadas (frango / palmito / camarão)
Maravilha

Embora muita gente torça o nariz para o estabelecimento, reclame da limpeza dos banheiros, etc e etc, para mim o único inconveniente é a dificuldade para estacionar o carro e depois conseguir uma mesa, mas nada de diferente dos demais bares de movimento.Justiça seja feita, o sucesso do bar é tão grande que o Toninho abriu sua 2ª unidade, na esquina da Av. Senador Feijó com a Rua Carvalho de Mendonça, nº 664, na Encruzilhada.
Bom para: Ir com amigos, Casais, Reuniões de negócios, Happy hour, Cerveja, Drinques, Paquerar, Assistir Futebol, Gastar pouco
 
Show de bola este butecão em Santos, com direito a Mesa na Calçada e Cerveja Gelada, fora os petiscos que são irresistíveis !
Dica: Bolinho de Bacalhau
Bom para: Ir com amigos, Ir com crianças, Casais, Famílias, Ir sozinho, Ir de madrugada, Happy hour, Cerveja, Drinques, Paquerar, Relaxar
 
... Continuação:

A história do Toninho é das mais tradicionais e se confunde com tantas outras de descendentes de portugueses que, com muito trabalho, alcançaram o sucesso no comércio: Antonio Almeida Cardoso, o Toninho, trabalhou alguns anos no Lanches Praia, a menos de um quilômetro dali.
Quando seus colegas resolveram sair de lá para tocar o Carioca, um clássico da cidade, ele resolveu seguir seu próprio caminho, passando pelo Caracu e a Casa Calçada, até montar seu minúsculo boteco atrás da igreja do Embaré, em 1987.
O lugar, que ficava na passagem de muitos e na parada de poucos era pequeno, meio escuro, com apenas quatro ou cinco mesas e um único banheiro para homens e algumas corajosas mulheres. Porém, os bolinhos e os pastéis já eram os melhores da cidade, o que fazia com que muita gente, mesmo receosa, fosse conhecer o bar.
Mesmo reconhecendo que tudo no bar melhorou muito com o novo endereço, Toninho ainda se emociona ao lembrar do antigo ponto. “Não dá pra dizer que não sinto saudades. Significava muito para mim. Era o começo da realização de um sonho”, afirma.
Dessa época, quem conta histórias saborosas são a Piera e o Rubinho, amigos que também subiram a serra, mas que moravam na esquina, a uns 20 metros do bar, separados por um prédio e uma ruazinha.
Uma destas histórias fala de um “Banho da Dorotéia”, tradicionalíssimo evento da cidade que antecedia o Carnaval, no qual a cidade inteira se vestia de mulher e que, como tantas outras tradições santistas, a Prefeitura conseguiu acabar.
Ocorreu neste dia que um grande grupo de foliões resolveu se “concentrar” justamente no Toninho e, como tinha mais gente do que bar, o pessoal foi se espalhando.
Cerveja vai, batidinha vem, mais gente chegando, menos bar sobrando e quando eles deram por si havia diversas “Dorotéias” no quintal e até mesmo dentro de casa, já enturmados e instalados pelos sofás. O jeito foi entrar no clima e curtir a festa.
Foi também neste período que surgiu o subtítulo “o Rei do Bolinho de Bacalhau”. Será? Admito que é o carro-chefe da casa, mas a substituição da alcunha por “Rei dos Pastéis”, para mim, seria muito justa. Tem muito pastel bom por aí, mas eu prefiro, sempre, os de lá.
Veio então 2001 e, com 14 anos de funcionamento e clientela formada, surgiu a oportunidade de ocupar o lugar de um antigo restaurante a dois quarteirões dali.
O bar se mudou então para a esquina que ocupa hoje. E o sucesso foi automático e estrondoso. Do dia para a noite, o cruzamento da Epitácio Pessoa com a Oswaldo Cochrane se tornou o lugar mais agitado da cidade, abarrotado de gente de terça a domingo. O barzinho de 4 mesas passou a ter 80 nos horários de maior movimento. As poucas dezenas de freqüentadores passaram a ser milhares.
Mas, o atendimento, os bolinhos, as caipirinhas, as porções, as cervejas e os pastéis permanecem exatamente os mesmos. “Então, deixe viver, deixe ficar, deixe estar como está”.
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Cerveja, Assistir Futebol, Gastar pouco
 
Sempre que estamos em Santos acabamos dando aquela parada no Toninho. Sorte mesmo é conseguir uma mesa qualquer, pois está sempre cheio.
Os salgados são muito bons e a cerveja sempre gelada.
Lembra o estilo do nosso City Bar.
Perfeito para passar boas horas de botecando.
Bom para: Assistir Futebol, Cerveja, Casais, Ir com amigos, Ir sozinho
 
Se há um bar que podemos falar que todos os moradores de Santos já foram ou conhecem é o Bar do Toninho. Não só os moradores, mas inúmeros turistas vão à busca de um espaço no boteco para experimentar sua gula famosa e beber uma cerveja gelada.

Em Santos é costume ter um Rei / Rainha para tudo. Temos a Rainha do Frango à Passarinho, Rei da Picanha ao alho, Rei da Chuleta e de tudo o que você imaginar. O Toninho não podia ser diferente e tem o título de "Rei do Bolinho de Bacalhau". Este título vem desde os tempos de infância do glutão. Uma das imagens dela é meu pai falar que iria buscar uns bolinhos no Toninho. Sempre morei no Embaré, então na volta da praia nos finais de semana, meu pai passava em um boteco de esquina, na Epitácio Pessoa - atrás da Igreja, para pegar uns e levar para casa. Meus pais amavam aquilo e realmente achavam o melhor da cidade. Este boteco, que não cabia 30 pessoas, era o Bar do Toninho. A fama foi crescendo e, por volta de 2000, o Toninho aumentou uns 800% e comprou um espaço de esquina grande, umas quadras para frente.

Nascia ali o "novo Bar do Toninho". Desde então não existe um dia que ele esteja vazio. Talvez em algumas horas do dia e nos dias de semana (com um movimento normal), mas nos finais de semana e "nas férias" (de verão ou inverno) o bar é extremamente lotado. Muita gente, muitos garçons para tentar atender os fregueses da melhor maneira possível e uma tradição para defender. Este é o cardápio maior do Toninho. Como falei acima, ainda é um boteco. Mesas de plástico, várias cadeiras e um espaço tentando comportar um número bacana de pessoas para todas curtirem o mesmo momento. O atendimento vai depender da lotação do bar, obviamente. Mesmo em número elevado de garçons, a demora em uma cerveja ou uma gula a mais, vai ser proporcional à lotação. Mas nada que vai te fazer levantar e ir embora. Além do que, devido ao bar ser conhecido e bem movimentado, os fregueses mais assíduos são amigos dos garçons e isso transforma o ambiente em algo mais tranquilo e amigo. Outro ponto interessante é que a conta é feita "na hora", pois o bloco de anotações está com o garçom e ele tem anotado a sua mesa e vai "atualizando" a conta ali, no momento do pedido. Depois ele faz a conta rapidamente e te entrega. Nada de ir ao caixa ver! Curioso e engraçado!

Chega de história e ambientes... O papo é Gole & Gula e vamos a eles. O carro chefe da casa é a Brahma e até reza a lenda que o bar ganhou da Ambev um "prêmio" por ser o local que mais vendia Brahma no Brasil (!!!!!). Se for lenda ou não, o fato é que é o gole que mais saí no Toninho é a Brahma e sempre está gelada e no ponto. Caso você prefira, tem as cervejas normais de botecos e com os preços iguais ou um pouco mais caros / baratos, dependendo do tipo da cerveja. Caipirinhas são famosas e muitas mesas pedem para matar a sede de glutão também. Já perdi as contas das vezes que tomei umas e também as batidas de pinga, que são famosas.

Como ele é o rei do bolinho de bacalhau, não pode faltar no cardápio (e na mesa do glutão). Não sei se é o melhor de Santos, pois isto é um prêmio um tanto complexo. Posso dizer que o bolinho, nesta visita, estava maior e saboroso. Outra gula extremamente pedida são os pastéis. Tradicional dos botecos de Santos, tem nos sabores clássicos e sempre quentes, a qualquer hora. A maravilha - salgado tipicamente Santista - também está presente, como o enrolado de presunto e queijo (melhor custo x benefício do Toninho). Existem as porções básicas de boteco, mas que me lembre eu nunca comi. Talvez uma batata ou uma isca qualquer, mas sempre que sento nas mesas, é salgado a gula escolhida. Coisa que glutão curte!

É um boteco tradicional que têm algumas coisas boas e outras ruins (como a lotação e a demora em conseguir mesa em determinados horários), mas é uma parada obrigatória caso você esteja de passagem na cidade e com sede em uma tarde qualquer. Aproveite e curta, pois a tradição ainda está viva.
Dica: bolinho bacalhau, pasteis, salgados, BRAHMA
Bom para: Ir com amigos, Happy hour, Cerveja, Paquerar, Assistir Futebol, Gastar pouco
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 69

Escrever opinião


Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu login (Você não perderá a opinião escrita)
O Kekanto não é autor e não endossa nenhuma das opiniões e/ou comentários. Eles são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Para mais informações acesse nossos termos de uso.

Check-ins

Total de check-ins
21
Seus check-ins aqui
0