Bar Chora Menino

Endereço: Av do Cursino, 1302 , Cursino - São Paulo , SP - Brasil - 04132-000

Telefone:

11 3729-96...

Clique para ver
Categoria:

Bares e Pubs

  | Rank: 269º de 1304
Preço por pessoa
$$$$ (De R$26 até R$50)

Primeira opinião
Pedro Schiavon
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:

cash, credit card, debit card

Salvar lugar
Como chegar
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Baixe o app
  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/bar-chora-menino
Notas específicas:
Ambiente
(6)
Comida
(6)
Público
(6)
Atendimento
(6)
Bebida
(6)
Custo-benefício
(5)
Dicas
Caipirinhas espetaculares!
Pedro S.
Caipirinha
Fabiane L.
Opiniões
Esse bar é bem famoso na zona sul, fica bem perto do famoso bar do Luiz.
O Chora Menino sempre foi super frequentado pela galera do meu antigo trabalho, então lá era lugar marcado para os happy hours.

O ambiente é super agradável, no cardápio vários tipos de porções e vários tipos da linguiça de Bragança Paulista.
Um diferencial da casa é a tabua de caipirinhas, são opções em copinhos pequenos para degustar e depois quem sabe pedir um copo grande.

Em dias de jogo, o bar sempre está lotado!
Primeira opinião do lugar
O Jardim da Saúde é um bairro-jardim, planejado e, desde 2002, tombado. Caracteriza pela grande área verde e por uma curiosa concentração da colônia japonesa.
Por outro lado, nunca se notabilizou por restaurantes, bares e afins – exceção feita ao bar do Luiz Nozoie, talvez o único botequim razoavelmente famoso na cidade cujo dono é japonês.
Mas de uns tempos para cá alguma coisa vem mudando. Um ótimo exemplo disso é o Chora Menino, acolhedor botequim que consegue misturar um pouco do estilo boteco-chique, um invejável cardápio, muitas curiosidades e, ao mesmo tempo, simplicidade.
A primeira coisa a chamar a atenção é o nome. Pelo que ouvi, é uma homenagem ao bairro onde vivia o pai do proprietário, e que fica do outro lado da cidade, perto de Santana!
E a explicação para o nome do bairro é pra lá de macabra: no final do século XIX havia, a alguns metros do vale de Sant’Anna, um antigo chalé em ruínas. Conta-se que ali vivia uma mulher que atirava os recém-nascidos enjeitados no vale para serem comidos pelos urubus. Ouvia-se sempre o choro dos meninos. Há até quem lembre do som, mas justifica-o como sendo, provavelmente, gatos no cio ou o barulho do vento nos eucaliptos.
Mas voltemos ao bar, onde ninguém chora. Pelo menos não por grandes tragédias.
Talvez ali os meninos chorem um pouco por causa do futebol, já que o bar transmite os jogos em um telão e é todo decorado com camisas de diversos times, incluindo uma do bandeirinha Felipe Cirillo Penteado, com autógrafo e tudo!
A pergunta é: tirando a torcida do Botafogo, que deve seu único título nacional ao árbitro Márcio Rezende de Freitas e as de um time ou outro por aí (é prudente não nos aprofundar no tema), quem é que pendura a camisa de um juiz na parede?
Já pude observar também ali algumas lágrimas rolando diante dos pratos, frutos da emoção de alguns clientes ao se depararem com a porção de bolinho de carne ou com as lingüiças diversas vindas diretamente de Bragança e até um “quase choro” de um crocodilo diante da feijoada de sábado.
A verdade é que no Chora Menino todos ficam felizes também é com o chopp Eisenbahn, grande sucesso da casa, servido aos montes às mesas sempre lotadas nos finais de tarde, por um preço muito parecido com os outros chopps servidos por aí..
E os meninos sorriem de orelha a orelha é com a inovação da casa: uma tábua de caipirinhas (creiam, irmãos. É verdade!) feita com cinco opções do drinque em copos menores (de 200 ml cada).
E o destaque não é para a quantidade, mas para a qualidade da coisa toda. As caipiras são preparadas pelo barman Jardel, aluno do premiadíssimo Souza, do Bar Veloso, e os clientes podem escolher entre inspiradíssimas opções como jabuticaba, limão com gengibre, tangerina com pimenta dedo-de-moça e muitas outras. Aí, definitivamente, os meninos não choram.
Esse boteco arrumadinho fica a poucos metros do famoso bar do Luiz Nozoie, é todo decorado com camisas de clubes, possui mesas na calçada (sempre cheias) e telão/TVs para acompanhar os jogos de futebol, principal motivo porque eu e o pessoal frequentamos, além de ser muito perto de casa, claro.

Não tem muitas opções de cerveja, além das tradicionais, e o cardápio apresenta os clássicos de qualquer boteco: porção de linguiça, mandioca, bolinhos variados, além de espetos de diversos tipos que são oferecidos nas mesas.

Não tem estacionamento, mas não é problema arrumar uma vaga nas ruas vizinhas.

Pra um final de tarde ou pra acompanhar uma partida do seu time, é mais uma ótima opção que a região oferece.
Adoro esse bar, seja para ver jogo ou se encontrar com amigos, o bar é pequeno e não tem muito espaço para sentar ao lado de fora ( na calçada) rs. O atendimento é bom e no cardápio tem uma otima variedade, incluindo a tabua de caipirinha onde vem umas 5 caipirinhas cada uma de um sabor realmente muito boa.
Inclui um mini rodizio de espetinhos, linguiça, carne, coração, pão de alho, dentre outras carnes
Em dia de jogo tem um telão, o ambiente é bacana, mas dependendo é bom chegar cedo, pois o lugar costuma ficar bem cheio e as vezes nem tem lugar. A unica coisa ruim é que eu acho o ambiente um pouco quente, mesmo tendo ventiladores fica abafado, mas da para relevar.
Vale a pena conhecer.
Cheguei no bar por volta de umas 21:30, em um sábado, todas as mesas do lado de fora estavam ocupadas e da parte de dentro todas vazias, resumindo, não muito movimentado, o que pode ser bom pra quem procura tranquilidade.
A música que tocava era rock clássico, do canal de TV, justo e bom... Muito melhor que bandas que por vezes pecam na qualidade ou no volume, ainda que cobram couvert artístico.

Pedi uma tábua de caipirinhas (43 reais) que conta com 5 caipirinhas (200ml) à sua escolha. Uma ótima pedida para descobrir a sua preferida. Eu gostei muito da de tangerina com pimenta (bem docinha) e da de limão com gengibre (tem que esperar um pouquinho para absorver o gosto bem, e dar uma mexida nela com o canudo). Existem diversas frutas e combinações para experimentar, e elas são bem caprichadas.

Pedi também uma porção de carne seca acebolada, que acompanha pão e mandioca (30 reais). Muito bem servida, comi em 2, mas dava pra dividir com mais 1 tranquilamente. Gostei bastante.

O ambiente é bem simples mas achei que valeu muito a pena... Recomendo!
Exibindo de 1 a 12
Total de opiniões: 12

Nota geral Você conhece o Bar Chora Menino? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)