Avenida Paulista

Endereço: Avenida Paulista - orsa 02 , São Paulo , SP - Brasil

Categoria:

Ar Livre

  | Rank: 1º de 187 ● Aberto agora
Bom para
Ir com amigos, Ir com crianças
Formas de pagamento
Crédito:
Débito:
cash, credit card, debit card
Primeira opinião
Thais Helena
Detalhes
  • Aberto 24h
  • Local para comer

Como chegar
Salvar favorito
Reportar problema
Sou dono
Escrever opinião
Como chegar - Traçar rota

  • Lugares parecidos
  • Cadastro

http://br.kekanto.com/como-chegar/avenida-paulista
Notas específicas:
Custo-benefício
(70)
Ambiente
(6)
Atendimento
(14)
Limpeza
(12)
Produto/Serviço
(11)
Dicas
Masp, Trianon, Teatro do Sesi, Casa da Rosas, Itaú Cultural, e muitos outros teatros e galerias de arte
Mii S.
Passear no fim da tarde.
Thais H.
A região próxima à rua augusta é a mais badalada
Lilian R.
Opte pelo transporte público!
Natalia B.
Diversas opções culturais ou uma simples caminhada
Carlos M.
Ver mais
Opiniões
Eu amo essa avenida.
Um dos símbolos de são paulo.
sempre quando um amigo de fora vem para sampa, levo para ir dar uma volta lá.
Dentro das suas principais atrações temos: casa das rosas, masp e a feirinha em seu vão livre, parque trianon masp, shoppings center 3 e top center, prédios comerciais lindos, ótimos restaurantes tanto nela quanto nas ruas transversais e paralelas com a augusta, alameda santos, e etc.
Imprescindível conhecê-la!
Sem contar que o clima do final de semana e totalmente diferente do durante a semana.
Uma das avenidas mais importantes e conhecidas da cidade de São Paulo, ela é o coração financeiro do país, nela encontram-se diversas empresas que fazem circular muitaaa grana mesmo.
Esta região, é uma das mais elevadas da cidade, andando pela avenida, você irá ver de tudo um pouco, empresas, bancos, consulados, hotéis, restaurante, hospitais e instituições científicas, culturais e educacionais.

Ela também abriga, o famoso réveillon de São Paulo, onde milhares de pessoas vão passar a virada do ano, regado de shows com famosos, a queima de fogos e muita alegria.

Além disso tudo, há pessoas de todas as classes sociais, etnias e gêneros, andando pela avenida, principalmente a noite, você irá ver de tudo um pouco, isso se deve a grande variedade de bares, baladas e afins que há por ali, infelizmente não é incomum presenciar uma briga entre os "defensores de sua cultura e estilo de vida".
Já, durante o dia a avenida é tomada pelos empresários, trabalhadores e estudantes, realmente uma avenida da cidade de São Paulo que acolhe DE TUDO.

Não há como vim a cidade de São Paulo e não conhecer a avenida em todos os seus trechos e principalmente em horários diferentes.
Minha dica da vez é um simples passeio a pé... pela Avenida Paulista! Coloque o seu tênis mais confortável, vá até o metrô (e a cultura já começa aí, nos murais que existem em cada estação, fique de olho!), pegue a linha azul e desça na Estação Paraíso ou Ana Rosa, faça uma baldeação para a linha verde e vá até a Estação Brigadeiro, depois ande até o ponto inicial da Avenida.

A sequência começa com a Casa das Rosas, um centro cultural localizado em uma casa antiga e super simpática que tem um jardim repleto de roseiras. É muito gostoso passar pela varanda da casa e sentir o cheiro das rosas. Além da beleza do local, você encontrará poesias, exposições, teatro, música (com direito até a uma 'rave cultural'). E atrás da casa, escondido, fica um café... para você se alimentar, pois a caminhada apenas começou!

Ao sair da Casa das Rosas, siga em frente, mas dê uma breve olhada a sua direita e veja as gravuras pintadas no muro do Hospital Santa Catarina, são muito interessantes :)

Na outra esquina, outro centro cultural, o Itaú Cultural. Nesse eu destaco a visitação (pré-agendada) de uma coleção de moedas do banco, com direito a manuseio de notas e moedas.

Olhe só, você nem andou duas quadras e já passou por três centros culturais sem pagar nada, em outro lugar você encontra isso?

Ainda no lado ímpar, você passará a frente do único colégio público (e em ótimo estado de conservação) da avenida, o Colégio Estadual Rodrigues Alves. O casarão é tão bonito que deveria ser um museu!

Um pouco a frente você encontrará o Teatro Gazeta, famoso teatro da Fundação Cásper Líbero. Porém, se você não quer assistir uma peça, você pode ver um filminho na Reserva Cultural, que fica no piso térreo baixo do Teatro, e enquanto você espera a sessão começar, pode ficar analisando os quadros, livros e CDs das lojinhas do cinema ou vá comprar pipoca na boulangerie.

Seguindo um pouco mais, terá pela frente um dos prédios mais famosos da Avenida, o Prédio da FIESP. E lá tem mais um Centro cultural, com várias apresentações, para todos os gostos e o mais interessante, a maioria são gratuitas!

Continue caminhando sem pressa, e você encontrará o Parque Trianon, uma grande área verde no meio da selva de pedra. É muito bom andar pelo parque e sentir no rosto o ar fresco, ver os bichinhos passeando a crianças brincando nos playgrounds. Então, sente em um banco, descanse e respire fundo para ter fôlego, pois você chegou na metade do percurso.

Após o descanso, volte para a avenida e na sua frente estará o Museu de
Arte de São Paulo, mais conhecido como MASP. Confesso que até hoje, toda vez que passo na frente dele fico intrigada com a sua arquitetura.Mas se possível não fique só do lado de fora, admirando a beleza do prédio, visite o museu!

Já na parte final do passeio, existe o Espaço Caixa Cultural, no qual sempre tem alguma exposição digna de ser vista :)

E por último, o Instituto Cervantes, a casa da Espanha aqui no Brasil, que mantém um espaço reservado para visitação e no qual também ocorre concertos musicais.

Ao todo, você percorreu 2800 metros, mas o que você viu, leu, escutou, cheirou, pegou e sentiu te dará a sensação que você andou muito mais que isso, e não só na Paulista, mas por outros lugares do mundo também! Então... vamos caminhar? ;)
Ponto escolhido como um dos mais representativos da cidade de São Paulo. Avenida batizada com o nome dado aos cidadãos de São Paulo foi construída com a intenção de inovar e expandir o espaço da cidade para novos lados já que o centro histórico estava bastante populoso e havia a necessidade de abrigar novos moradores . Em sua história se encontra o fato de em 1920 tentarem mudar seu nome para homenagear um presidente da nação federativa brasileira mas com muita reivindicação popular essa tentativa não vinga.
Aloja diversas atrações culturais, contando com o museu de arte de São Paulo (MASP), um parque com área bastante dimensionada (Parque Trianon), palacetes e casarões remanescentes da história dos barões do café, teatros, salas de cinema (cineclubes e comerciais), redes de fast-food, bares, shoppings, 27 consulados, bancos, escritórios financeiros, estações de rádios e 2 hospitais privados.
A avenida Paulista é completa em sua prestação de serviço, tem de tudo e para todos. O melhor é desfrutar deste local aos finais de semana já que o perfil do local muda. Dos atarefados executivos, o espaço se transforma e dá espaço aos visitantes de passagem ou os próprios cidadãos locais que vão em busca de lazer e passeio. Lembrando que aos domingos tem uma feira de antiguidades no vão do Masp (cheia de história pra contar) e quase em frente também tem uma feira de artesanato com direito a aperitivos, com destaque ao baiano (acarajés e afins), mexicano (tapas e burritos deliciosos e bem diversificado) e uma barraca de doces de dar água na boca. Além de muitos artistas de rua fazerem da Paulista seu palco.
Dos lugares que fui em Sao Paulo acho que a avenida Paulista é um lugar seguro para caminhar e fazer compras há muitos shoppings lojas lanchonetes ,restaurantes ,cabelereiros hoteis,parques para caminhadas ,panificadoras, colégios,farmácias,supermercadoes ,etc.Pelo menos n quando fui era muito bem policiado eu quase sempre via dois guardas andando junto.,quando estava em Sao Paulo ficava num flat bem proximo do masp e de um bosque (parque)para caminhadas e do metro,para ir em outros lugares, se vc estiver morando em Sao Paulo a melhor coisa é usar o transporte público e o metro,que é rápido,logico nao vai pegar horário de pico que éh uma loucura,vc nao gasta com estacionamento que é muito caro e nao perde muito tempo se for andar de carro ,além de pegar um transito terrível tem que por em estacionamento, raramente vc encontra na rua.Lógico que vc tem que sempre ficar atento,nao dá pra usar joias,coisas que chamem a atençao pois as vezes sempre tem algum espertinho rondando.Mas nestes treis anos por enquanto graças a Deus nunca fui assaltada e vi alguem ser assaltado.Mas todo cuidado é sempre bom!!!.Ah já encontrei lojas de roupas,bolsas com preços muito bons e artigos de marca também,tem que andar,até em shoppings.


A Avenida Paulista é sem dúvidas uma das mais bonitas do Brasil!
Cheia de lindos prédios importantes e famosos, sedes de todos os bancos e grandes empresas brasileiras, shoppings, lojas e é claro, o maravilhoso MASP.

Passear pela Avenida Paulista é programa obrigatório para turistas de qualquer lugar!
Há muito o que ver e fazer lá! Vale uma visita ao MASP e ao Parque Trianon, logo em frente.

Recomendo também o passeio noturno por lá, terminando na famosa Rua Augusta, onde se concentram milhares de bares, restaurantes, baladas, teatros...
Começa no Paraiso e termina na Consolação. Mais ou menos isso. Tem 2,8km de extensão e por lá existe 3 estações de metrô; a estação Brigadeiro, a Trianon, com saida para o Masp, e a Consolação que tem ligação com a linha amarela. Há bancos, muito comércio variado, restaurantes e bares, shoppings e é um ponto turístico. Geralmente as manifestações se concentram nessa avenida e quando os torcedores saem para comemorar fechando a avenida. Nessa época de final de ano, é bonito ver as decorações e as luzes de natal, principalmente à noite. Apesar do ostensivo policiamento, é recomendável andar bem alerta com os pertences.
A Av Paulista é como se fosse o coração de SP, na minha visão. É o único lugar que eu vejo pessoas de todos os tipos convivendo numa boa.

O que eu mais gosto na Paulista são os eventos que rolam e os vendedores de artesanato. Fui lá muitas vezes, e em todas acabei tendo que parar no Starbucks próximo a Gazeta.

Mas ok, vamos por partes agora!

Bancas de jornal:
As bancas da Paulista acabam sendo pequenas lojas com artigos variados. Você acha desde um panfleto até uma recarga de zippo, pendrives e etc. Acho muito bacana esse conceito de que uma banca pode expandir os negócios para outros itens além de impressos.

Atrações:
Muitas vezes a Paulista tem atrações, e geralmente são no prédio da Fiesp. A última vez que fui, joguei Atari no telão da Fiesp (cara, jogar Atari numa tela daquele tamanho é insano! muito legal!) e muitas vezes tem shows e outros tipos de atração. Acho legal a iniciativa, pois muitas pessoas acabam se conhecendo e pegando amizade nesses eventos.

Lojas:
A Paulista tem uma variedade ENORME de lojas. Você acha de tudo. Eu, particularmente sempre acabei indo nas galerias pra comprar as coisas mais em conta. Mas você acha desde lojas de roupas até fast foods. É como se fosse um shopping a céu aberto.

Vendedores de artesanato:
Em cada esquina você encontra um desses vendedores. Eu nunca comprei nada, mas sempre achei muito bonitas as coisas que eles fazem. Vendem colares, filtros de sonhos, pulseiras, tiaras e várias outras coisas. A maioria desses vendedores é rasta (ou simpatiza com a cultura) e são super tranquilos e gente boa. Adoro conversar com eles, pois acabo conhecendo um pouco mais da vida dos artistas de SP.

Eu amo a Paulista e nunca vou deixar de frequentá-la, não importa a época do ano. A única coisa que não gosto muito são pessoas MUITO esquisitas que aparecem por lá e que dão uma impressão de que vão fazer coisa errada. Tirando isso, é tudo super de boa e sempre teve um ótimo policiamento no local.
A cara de São Paulo!
Tem prédios de última geração, dinheiro, gente bonita, gente feia, lixo e pedintes.. o contraste, o caos, a beleza, o moderno, o clássico, o bem o mal, tudo no mesmo lugar.

A maior concentração de Consulados é aqui também; México, Japão, Chile, Coréia do Sul, Síria, Jordânia, França, Espanha, Líbano, Egito, Índia, Luxemburgo, Taiwan, Bolívia, Suíça, África do Sul, Itália, Costa do Marfim, Bélgica, Grécia a Argentina.

Curiosidade que em 1927 a avenida mudou seu nome para Carlos de Campos (que foi um 'tipo' governador de SP na época) mas não agradou muito e depois de 3 anos ela voltou ao seu nome original.

Passeio obrigatório para quem não é paulistano!
E para quem é da cidade também, afinal aqui tem de tudo um pouco que você possa imaginar.
Com o nome PAULISTA, esta avenida foi a melhor escolha para representar a cidade, que é capital da principal locomotiva desta nação, e essa pompa toda é porque ela se chamava REAL GRANDEZA.
Palco de comemorações diversas (se bem que ficaram restritas agora) mas também foi palco de movimento histórico, que ainda não sabemos como será, mas definitivamente foi marcante, um desesperador respiro de esperança, tirar esse sufoco tão oprimido de vozes que cansaram de ficar calados, gerações de pessoas que resolveram acordar, então não poderia ser em outro palco a não ser na avenida Paulista.
Ela foi uma das primeiras ruas de São Paulo a ter fiação elétrica subterrânea, que melhora em muito a visão.
Em sua extensão, estão concentrados muitos consulados, Faculdades, hospitais, museus, livrarias, bancos, restaurantes, comércio variado, parques, hotéis, uma riqueza econômica, estações de TV e rádio, etc
No final do ano é onde ela brilha mais com lindas decorações natalinas e de quebra encerra a tradicional corrida de São Silvestre e a queima de fogos de artifício na virado do Ano novo.
Na avenida paulista tem de tudo né? Vale a pena ir só por querer dar uma simples caminhada, desde comprar coisas legais e diferentes. As lojas de roupa tem uma seleção diferente das demais que se encontra no shopping, outras possuem mais itens com um design diferente, que você só vai encontrar lá, e as livrarias te fazem ficar perdido com tantos titulos interessantes... os teatros que você pode ir pra ver peças gratuitas ou com preço bastante acessível, enfim...a caminhada é boa, tranquila e agradável :D
A avenida Paulista por si só dispensa comentários. É a cara de São Paulo e um dos meus locais que eu mais gosto de freqüentar, seja para passear ou fazer compras.
Próximo ao metrô Consolação fica a Rua Augusta- minha região preferida. Por lá é possível encontrar de tudo. Teatro, museu, parque, rede de Tv, livraria, shoppings, comércios variados incontáveis edifícios comerciais.
Uma vez por ano recebe a Parada do Orgulho Gay e o Show da Virada de Réveillon e facilmente você encontra turistas estrangeiros. É incrível como há diversidade cultural por lá. Não dá pra não conhecer.
A Avenida Paulista é a uma das maiores atrações de São Paulo, nela ficam muitas coisas para se conhecer:

- Casa das Rosas
- MASP
- Feirinhas de antiguidades do MASP aos domingo
- Parque do Trianon
- Feirinha do Trianon aos domingos (com barracas de doces muito boas)
- Conjunto Nacional e a Livraria Cultura
- Livraria Martins Fontes
- Shopping Paulista e Shopping Center 3
- Prédio da FIESP
- O Grafite do Niemeyer
- Restaurantes japoneses muito bons!
- Barzinhos
- Artistas de rua
- Exposições do Itaú Cultural
- Espaço Itaú de Cinema
- Teatro Gazeta

Enfim... Tem muita coisa pra listar e não lembro agora de todas, mas só essas que citei já dá pra gastar dois dias ou mais.

E tem muito mais coisa pelos arredores, se quiser descobrir mais, só olhar no Kekanto. Haha
Falar da Paulista é falar de universos. Em cada pedaço dela é possível encontrar um mundo diferente. Costumo dizer que a Paulista é uma fatia da cidade, com todos os serviços e tipos de pessoas em um só lugar. Lá se concentram hospitais, escolas, faculdades, museus, empresas, bancos, bares... Cores. Sabores. Cheiro de gente diferente. Não é difícil flagrar por suas entranhas um executivo engravatado passando ao lado de um garoto de moicano. Eles se olham e partem. Sem julgamentos, sem dar importância a diferenças sociais e ideológicas. Eles vivem diferentemente, mas coexistem pacificamente. Em uma verdadeira avenida de rimas reais. Da acessibilidade com a diversidade. Da deficiência com a eficiência.

Em 2007, depois da reforma que a tornou acessível a qualquer cidadão, a Paulista também tornou-se um exemplo de mobilidade urbana, respeito e inclusão. Era o que faltava para a avenida mais paulista de Sampa. Afinal, foi ela a primeira via pública da cidade, em 1909, a ser asfaltada com material importado. Tinha de ser a primeira a seguir os padrões de acessibilidade de uma metrópole de primeiro mundo. Definitivamente, uma Paulista vanguardista.

A mudança mais significativa da avenida foi a troca do mosaico português, um piso sem nivelamento que atrapalhava o passeio de muita gente. O piso antigo foi trocado pelas placas de concreto moldadas in loco, um material que não apresenta desníveis, é liso, antiderrapante e sem nenhum tipo de interferência. Além disso, a reforma também contemplou a acessibilidade para as pessoas com deficiência visual, com a instalação de pisos podotáteis de alerta e direcional.

Hoje, caminhar por esta Paulista multifacetada é mais confortável, seguro e agradável. Além de acessos, a avenida ganhou 43 floreiras, 1432 gradis de segurança e 194 lixeiras. As travessias de pedestres e os pontos de ônibus também foram ampliados. Toda esta reforma custou R$ 8 milhões aos cofres da Prefeitura de São PauloSite externo., o que significa que nós custeamos a transformação da principal avenida do País.

Agora, a Paulista dos paulistas, nordestinos, sulistas, empresários, baladeiros, e qualquer outro brasileiro - ou cidadão do mundo - é também dos cadeirantes, cegos, idosos, anões e gigantes. Ali, a diversidade realmente se torna visível, real. Palpável.

Para mostrar a minha gratidão por esta avenida que abraça a todos, criei a Cartilha Olhe a Paulista - avenida universal, que traz dicas de conservação da via e informações sobre este berço gigante. O material está disponível em meu portalSite externo. para qualquer cidadão que queira ter acesso às informações. E claro, assim como a avenida, a cartilha é acessível às pessoas com deficiência.

Mais importante do que contemplar tudo que a avenida tem a oferecer hoje, é manter a acessibilidade do local ao longo dos anos. É preciso conscientizar as pessoas sobre a importância de manter a avenida conservada e alertar as concessionárias sobre as intervenções no local, que devem sempre seguir as especificações técnicas da calçada. Ou seja, mexeu arrumou! E da forma correta!

Tornar a Paulista acessível para toda população não foi uma tarefa fácil. Além de técnico, foi um trabalho de conscientização, de olhar e de reflexão. É preciso entender a importância da acessibilidade para investir nela. Nós conseguimos mexer com o olhar de muita gente, principalmente, das autoridades, que passaram a planejar de maneira mais inclusiva, respeitando a diversidade humana.

Além da cartilha, no ano passado, nós criamos o cargo da Guardiã da Paulista, uma espécie de fiscal da acessibilidade encarregada de conscientizar os comerciantes, empresários e moradores da avenida sobre a importância de respeitar os acessos. A Julie Nakayama, uma jovem cadeirante, cheia de vida e engajada com a causa desde criança ficou encarregada da função. Ela conseguiu mudar a concepção de muita gente sobre o assunto.Tenho certeza que ao sensibilizarmos as pessoas conseguimos também conscientizá-las.

Não deixe que tudo o que já foi construído até agora seja destruído. O trabalho mais difícil, aquele de mudança de postura, de visão, foi realizado. Cabe agora mantermos a acessibilidade da avenida, cobrar pelo o que pode ser melhorado e, principalmente, fiscalizarmos e repreendermos quem ainda não entendeu que olhar para a Paulista é respeitar a si mesmo. Respeite você, seja um cidadão paulista.
Principal avenida comercial e cultural de São Paulo. Um "must see" para os turistas. Local de trabalho, mas também de entretenimento e de protestos de muitos paulistanos. Particularmente, as características que mais gosto da Paulista são: a ausência de fios elétricos pendurados em postes, muitas opções de transporte público e edifícios altos e com arquiteturas criativas.
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 497

Nota geral Você conhece o Avenida Paulista? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)